Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Programa Mais Médicos

No description
by

Ingrid Woerle

on 26 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Programa Mais Médicos

Saúde
- Manutenção da força de trabalho operante
- Controle social
- Geração de lucro para o complexo médico hospitalar

Ciclo PT
Projeto Democrático Popular
Tarefas em atraso do capitalismo no Brasil
Revolução etapista
Aliança tática com setores da burguesia
Saúde: Pacto em defesa da vida
Programa
O cuidado médico curativo voltado às populações pobres limitado e baseado em protocolos e procedimentos simples que possam ser administrados por trabalhadores de saúde com um “adestramento breve”
Rompimento com o caráter universal do sistema público de saúde
Flexibilização da gestão dentro da lógica custo - benefício: ações focais sobre problemas pontuais
Estímulo à ampliação do setor privado
Diante do desamparo, manter a sensação de amparo, a ideia de alívio das condições de miserabilidade


“Salud: documento de política sectorial” 1975
"Países 'em desenvolvimento' devem investir seus recursos para resolver seus problemas mais imediatos e comuns. "
“Concentrar-se na atenção primária não é equívoco técnico, é opção política oposta a sistemas universais e integrais”.
FLEURY, 2009
Enquanto for permitido que o Capital se reproduza as custas do direito humano à vida, ninguém poderá ter saúde de verdade
Para além de se consolidar a atenção primária, se faz necessário trabalhar pela a superação do modelo de atenção piramidal, passivo, fragmentado. Daí nascerá uma rede horizontal integrada de serviços de saúde (unidades básicas, policlínicas, UPAs, laboratórios, farmácias, hospitais gerais, hospitais especializados) orquestrada por uma qualificada atenção primária. Afinal são as equipes de saúde da família que têm vínculos efetivos com as pessoas e as famílias. (Pestana, 2008).
X
Para além de ser a favor ou contra
A serviço de quem está a nossa luta?
“A influência da saúde na capacidade produtiva é algo mais difícil de medir que seu valor de consumo direto. A má saúde supõe custos econômicos uma vez que: 1) reduz a disponibilidade de mão de obra; 2) diminui a produtividade dos trabalhadores e dos bens de capital” (Banco Mundial, 1975, p.30)¹
“ …a mortalidade prematura pode não ser por si só um custo econômico. Se a má saúde resulta na substituição, sem nenhum custo, dos trabalhadores falecidos por trabalhadores desempregados sadios, pode ser que não se registre um descenso na produção. A morbidade da força de trabalho que causa absenteísmo do trabalho é quem pode ter um maior impacto econômico” (Banco Mundial , 1975, p 30/31)¹
Apenas sem pobreza, apenas pela vida, apenas mais médicos?
Full transcript