Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Funções e estruturas

o músculo como promotor de movimento
by

joana neto

on 9 January 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Funções e estruturas

Funções e Estruturas O músculo como promotor
de movimento Discentes:
Aníbal Manuel Melo Pereira Nº5120197
Fernando Torres Loureiro Nº 5120202
João Luís Ferreira Saramago Nº 5120196
Joana Carlos Alexandre Neto Nº 5120293
Sara Marisa Nunes Matos Nº 5120292 Docentes:
Professora Sandra AmadoProfessor Emanuel VitalProfessor José Alves Guerreiro Instituto Politécnico de Leiria 4ª Turma de Licenciatura em Fisioterapia Fundamentos de Fisioterapia Evolução Histórica do Movimento Enquadramento Histórico Foram várias as personalidades a desenvolverem estudos sobre o movimento humano. Os estudos do movimento humano partem de conhecimentos advindos das mais diversas ciências. A história do movimento humano reporta-nos para tempos longínquos da história. Enquadramento Histórico A função e a utilização constante do aparelho locomotor justificam em grande parte a Hominização, que resume uma evolução anatómica, essencialmente associada a uma evolução cerebral (Fonseca, 1988). O movimento constitui a unidade orgânica de elementos materiais e mentais que operam entre si no desenvolvimento de uma atividade. Enquadramento Histórico Com base em Fonseca (1988) a expressão humana não se explica apenas pela anatomia mas sim, pela relação e perfeito funcionamento de estruturas funcionais disponíveis. O movimento tem sempre uma orientação significativa, em função da satisfação das necessidades que provoca com o meio. Enquadramento Histórico A Biomecânica e a Cinesiologia são ciências que se ocupam do estudo do movimento humano. No movimento não interessa só a posição de tal membro, segmento ou estruturas mas também a origem de motivações profundas. Este encontra-se ligado aos impulsos e às emoções, e mais tarde às perceções e conceptualizações (Fonseca, 1988). O autor Fonseca (1988) afirma que a vida do Homem é toda realizada por contração muscular, previamente programada e planeada pelo cérebro. Cronologia dos acontecimentos Cronologia dos acontecimentos Cronologia dos acontecimentos Cláudio Galeno foi o investigador que se seguiu, e no século II d.C, foi o primeiro a dar novos passos no estudo da anatomia, depois das dissecações terem sido proibidas. Cronologia dos acontecimentos Contudo, Leonardo Da Vinci foi considerado o pioneiro em Anatomia detalhada devido aos seus esboços promenorizados Cronologia dos Acontecimentos No Século XVII, é William Harvey que dá importantes passos no estudo do corpo, descrevendo detalhadamente o sistema circulatório Escreveu o livro "De Motus Cordis" Cronologia dos Acontecimentos Gionvani Borelli, matemático e físico Italiano, dedicou-se ao estudo da relação entre a marcha, movimento e salto, através da analogia entre o Homem e o Cavalo. Século da marcha 1800 - 1900 d.C Irmãos Weber
• “On the Mechanics of the Gait Tools” Braune and Fisher (1891)
• 1ª análise 3D da Marcha e análise matemática Duchenne
• EMG (electrocardiograma) Étienne-Jules Marey (1830-1904)
• 1º Laboratório Marcha (plataformas força, cinematografia…)
• Estudos em soldados
• Custo energético da locomoção
• Economia do movimento Século da marcha 1800 - 1900 d.C Muybridge (1838-1904)• Análise do movimento – Homem, animais (cavalos)
Contributo p/ estudo da Locomoção– Aplicação à Marcha de metodologias de medição– Quantificação da actividade eléctrica muscular AV Hill• Estrutura e função musculares Elftman
• Forças internas dos músculos e articulações
• Plataformas de força
• Gasto energético durante a marcha Anos de 1901 - 1980 Huxley
• Teoria dos filamentos deslizantes
– Contributo p/ o estudo da Locomoção
– Individualização da Biomecânica como “disciplina”
– Utilização da Biomecânica como instrumento clínico
– Formação de organizações profissionais de Biomecânica e da Marcha Era do computador... Abdel, Azziz e Carrera
• Desenvolvimento do DLT

Basmajian
• Técnicas electrocardiogramas e compreensão da função muscular

Winter
• Aperfeiçoamento de técnicas experimentais para análise da marcha

Sutherland
• Estudos clássicos do desenvolvimento da marcha em crianças
• Paralisia cerebral e marcha

Murray (1925-1984)
• Estudos clássicos da marcha humana do adulto
• Dicas neuromusculares e próteses Era do computador ... Gage, Sutherland, and Perry
• Integração da análise da marcha no tratamento cirúrgico– Desenvolvimento do Microcomputador


Nigg, Cavanagh,Bates
• Análise biomecânica da corrida
– Expansão e aperfeiçoamento da tecnologia vídeo.
– Greaves


• Processador Video
– Fundação da Sociedade de Análise do Movimento
e da Marcha Clínica Músculo e Movimento Tipos de tecidos musculares Músculo Esquelético Tecido Conjuntivo
+
Neurónios Articulações Fisiologia do músculo esquelético Contração muscular pode ser dividida também... Contração muscular Contração isométrica Sem variação do comprimento do músculo;
Aumento da quantidade de tensão. Contração isotónica Existe variação do comprimento do músculo;
Quantidade de tensão constante. Contracção concêntrica: Tensão no músculo > resistência que se lhe opõe Contracção excêntrica:
Tensão no músculo < resistência que se lhe opõe Tónus Muscular Caracteriza-se pela tensão constante produzida pelos músculos do corpo durante longos períodos de tempo. Fibras Musculares dividem-se ... Conclusão Os músculos também não funcionam como um sistema isolado. A estrutura esquelética, articular e o sistema nervoso, são essenciais.
Full transcript