Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Áreas Verdes, áreas livres, parques e praças - UFPR

No description
by

Márlon Chaves

on 12 November 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Áreas Verdes, áreas livres, parques e praças - UFPR

Planejamento e Gestão do Turismo em Áreas Urbanas
design by Dóri Sirály for Prezi
Praças
Parques
Surgiram no contexto de preservação dos recursos hídricos e saneamento, como também área de lazer e se tornaram o espaço público mais frequentado da cidade.
Pesquisa do perfil de demanda de alguns Parques de Curitiba
Objetivos:
Obter o perfil do visitante;
Identificar o propósito da visitação;
Obter a avaliação da estrutura do parque visitado por parte dos entrevistados.

Método:
Interrogação direta, através de questionário com perguntas fechadas; registro de fotos
in loco
;

Locais/Período
: Parque Jardim Botânico [de 9h às 10h] Parque Barigui [de 11h às 12h]
Passeio Público [de 15h às 16h] do dia 02/04/2014.

Universidade Federal do Paraná
Curso de Graduação em Turismo
Planejamento e Gestão do Turismo em Áreas Urbanas

Docente:
Deise Bezerra

Discentes:
Marlon Chaves
Sthefany Souza
Vanessa Ezequiel
Espaços livres
Áreas verdes
Parques
Praças

Revisão Teórica
Espaços Livres
Para MACEDO (1993), os espaços livres são todos aqueles não contidos entre as paredes e tetos dos edifícios construídos pela sociedade para sua moradia e trabalho e por onde as pessoas se movimentam no cotidiano urbano. Portanto, ruas, praças, pátios, parques, jardins e etc, são espaços livres contidos nas cidades.
Áreas Verdes
Parques
Praças
Segundo DEMATTÊ (1999), o termo área verde aplica-se a diversos tipos de espaços urbanos que tem em comum o fato de serem abertos, acessíveis e relacionados à saúde e recreação.
Para Macedo e Sakata (2003, p. 14), parque urbano é “todo espaço de uso público destinado à recreação de massa, qualquer que seja o seu tipo, capaz de incorporar intenções de conservação cuja estrutura morfológica é autossuficiente, isto é, não é diretamente influenciada em sua configuração por nenhuma estrutura construída em seu entorno”.
Para SOUZA (2005), as praças são unidades urbanísticas fundamentais para a vida urbana e o seu modo de tratamento e uso indicam o nível de civilidade de seus usuários e o exercício dos direitos e deveres de cidadania nela vivenciados. É pelo uso que as pessoas fazem de uma praça um espaço importante para o seu dia-a-dia e convívio social.
Curitiba, abril de 2014.
Eixos de animação
EA Arnaldo Faivro Busato
Bairro: Lindóia
Fotos: <http://www.parquesepracasdecuritiba.com.br/pracas/ea-arnaldo-faivro-busato.html> Acesso em 31 de Março de 2014.
EA João Saldanha
Bairro: Rebouças
Fotos: <http://www.parquesepracasdecuritiba.com.br/pracas/ea-arnaldo-faivro-busato.html> Acesso em 31 de Março de 2014.
Jardim Ambiental
Jardim Ambiental 1
Bairro: Cristo Rei
Fotos: <http://www.parquesepracasdecuritiba.com.br/pracas/ea-arnaldo-faivro-busato.html> Acesso em 31 de Março de 2014.
Jardim Ambiental 2
Bairro: Alto da XV
Fotos: <http://www.parquesepracasdecuritiba.com.br/pracas/ea-arnaldo-faivro-busato.html> Acesso em 31 de Março de 2014.
Bosques
Bosque Papa João Paulo II
Bairro: Pilarzinho
Bosque Italiano
Bairro: Santa Felicidade
Fotos: <http://www.parquesepracasdecuritiba.com.br/pracas/ea-arnaldo-faivro-busato.html> Acesso em 31 de Março de 2014.
Largos
Largo Bittencourt
Bairro: Centro
Fotos: Marlon Chaves, abril de 2014.
Largo Coronel Enéas
Bairro: São Francisco
Fotos: <http://www.parquesepracasdecuritiba.com.br/pracas/ea-arnaldo-faivro-busato.html> Acesso em 31 de Março de 2014.
Conclusões
As praças e áreas verdes são epaços importantes nas cidades não só do ponto de vista ecológico, mas também por serem lugares de lazer e que podem ser utilizados pelo turismo;
A partir do marketing institucional, algumas áreas verdes públicas tornaram-se turísticas;
Os espaços urbanos estão sempre em modificação, assim como o comportamento das pessoas que ocupam estes espaços. Cabe aos profissionais que atuam no planejamento urbano estarem atentos a essas mudanças para atenderem melhor a demanda dos visitantes.
= x/m² por h.
Áreas Livres, da Legislação ao Planejamento
Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981 -
Política Nacional do Meio Ambiente

Esta tem por objetivo a preservação, melhoria e recuperação da qualidade ambiental propícia à vida, visando assegurar, no País, condições ao desenvolvimento sócio-econômico, aos interesses da segurança nacional e à proteção da dignidade da vida humana
Legislação no âmbito federal
Histórico de ações
1886 - Criação do Passeio Público
1943 - Plano Agache - 1) saneamento, com a drenagem dos banhados, canalização dos rios e ribeirões e construção da rede de abastecimento de água e coletora de esgotos; arborização de ruas e avenidas, criação de parques nos extremos da cidade e criação de um horto municipal.
1953 - Código de Posturas e de Obras do Município (Lei nº 699/53) - Estímulo à construção de bosques e parques.
1965 - Plano Diretor
1976 - Decreto nº 400/76 Setores especiais de preservação de fundos de vale
1986 - Lei nº 6 819/86, que estimulou a preservação e a criação de áreas verdes através de isenções parciais no IPTU.
2000 - Código Florestal Municipal

A importância dos parques de Curitiba para o Turismo
Fotos: Marlon Chaves, abril de 2014.
As Áreas Verdes no Plano Diretor de Curitiba
O plano diretor traz um título específico sobre o tema - TÍTULO III DA POLÍTICA URBANÍSTICO – AMBIENTAL que O CAPÍTULO III trata especificamente DO PATRIMÔNIO AMBIENTAL E CULTURAL e em seu Art. 19.

Define como objetivo, “promover a conservação, proteção, recuperação e o uso racional do meio ambiente, em seus aspectos natural e cultural, estabelecendo normas, incentivos e restrições ao seu uso e ocupação, visando a preservação ambiental e a sustentabilidade da Cidade, para as presentes e futuras gerações”.
12m² por habitante
As áreas verdes são criadas por uma série de objetivos, dentre eles:

Preservação de fundos de vale e córregos;
Prevenção de enchentes;
Proteção de matas ciliares e seu entorno contra a especulação imobiliária e ocupação clandestina;
Garantir o balanço hídrico;
Abrigo à fauna existente;
Melhoria da qualidade do ar;
Área de lazer para a população;
Diminuição da poluição sonora;
Valorização visual e ornamental do espaço urbano;
Redução da poluição devido aos processos de oxigenação, neutralizando seus efeitos na população.
Promoção de Educação Ambiental
Praça Santos Andrade, 1938
Foto: curitibaantiga.com
Praça Tiradentes, 1934
Foto: curitibaantiga.com
Praça Osório,
Foto: curitibaantiga.com
As praças eram consideradas como lugares frequentados pela alta sociedade. As primeiras praças de cidade são caracterizadas pela presença de chafarizes ou monumentos que fazem referência à acontecimentos históricos.
Praça Santos Andrade
Fotos: Marlon Chaves, abril de 2014
Com o passar dos anos, as praças passaram a ser considerados espaços de encontros, comércio, festividades, como também palco de idealização das reinvidicações populares.
Praça Santos Andrade, junho de 2013
Foto: Thomas Rieger/Gazeta do Povo
As praças contemporâneas
Praça Rio Iguaçu / Centro Cívico
Fotos: Vanessa Ezequiel, abril de 2014.
Elementos paisagísticos
Praça Rui Barbosa
Foto:maps.google.com - 2014
Praça Santos Andrade
Foto:maps.google.com - 2014
Praça Rui Barbosa
Foto: conhecendocuritiba.com.br - 2014
Praça Santos Andrade
Foto: IPPUC
Contextualização histórica
Lei de incentivo RPPNM
Jornal Gazeta do Povo 01/04/2013.
Identificação do Campo de Estudo
Mapa da Linha Turismo Curitiba
Fonte: Adaptado de URBS, 2014
Amostra:
45 entrevistados
Avaliação da estrutura / Pontos a serem melhorados
Jardim Botânico
Visitante acompanhado?
Jardim Botânico
Fonte: Dados da Pesquisa
Visitante acompanhado?
Parque Barigui
Fonte: Dados da Pesquisa
Visitante acompanhado?
Passeio Público
Fonte: Dados da Pesquisa
Fonte: Dados da Pesquisa
Avaliação da estrutura / Pontos a serem melhorados
Parque Barigui
Fonte: Dados da Pesquisa
Avaliação da estrutura / Pontos a serem melhorados
Passeio Público
Fonte: Dados da Pesquisa
Idade, sexo e origem dos entrevistados
Fonte: Dados da Pesquisa
Motivação/frequência
Jardim Botânico
Parque Barigui
Passeio Público
Fonte: Dados da Pesquisa
Fonte: Dados da Pesquisa
Fonte: Dados da Pesquisa
Reportagem G1
Passeio Público será revitalizado
Publicado em: 24/03/2014
http://globotv.globo.com/rpc/parana-tv-1a-edicao-curitiba/v/passeio-publico-sera-revitalizado/3234274/
Referências Bibliográficas:

Áreas Urbanas, Legislação Municipal de Cultura, por: Dâmaris da Silva Seraphim* 30 e 31 de Outubro e 1º de novembro de 1996 – Piracicaba/SP.

Boletim Informativo da casa Romário Martins v.24 n.120 jul. 1997 – Fundação Cultural de Curitiba. Tiradentes “A Praça Verde da Igreja”, por: Berberi, Elizabete e Sutil, Saldanha Marcelo.

Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba – IPPUC, Memória da Cultura Urbana. Curitiba, jan., 1992.

Oliveira, Márcio de. A trajetória do discurso ambiental em Curitiba (1960-2000). Rev. Sociol. Polit., Jun 2001, no.16, p.97-106.

Plano diretor de Curitiba. Disponível em <web.observatoriodasmetropoles.net/planosdiretores/.../pr/CURITIBA.pdf‎> Acesso em 29 de Março de 2014.



Conclusões
Os parques da cidade atendem de maneira satisfatória grande parte do público que os frequentam. Porém ainda há necessidade de investimentos principalmente na limpeza e segurança dos mesmos.
Todos as áreas livres analisadas cumprem a função de propocionar o lazer ao morador e visitante de ambos os sexos e faixa etária variada;
Referências Bibliográficas:

Passeio Público será revitalizado http://globotv.globo.com/rpc/parana-tv-1a-edicao-curitiba/v/passeio-publico-sera-revitalizado/3234274/

Theses De Concvrso – Arqchitectvra Civil – Hygiene dos Edificios – Saneamento das Cidades, por: Chaves, Fernando Eduardo. 1930.

Site da Prefeitura de Curitiba <http://www.curitiba.pr.gov.br/> Acesso em 29 de Março de 2014.
IPPUC INSTITUTO DE PESQUISA E PLANEJAMENTO URBANO DE CURITIBA <www.ippuc.org.br> Acesso em 29 de Março de 2014.

“Curitiba Ganha mais uma reserva particular ambiental” Disponível em: http://www.gazetadopovo.com.br/blogs/giro-sustentavel/curitiba-ganha-mais-uma-reserva-particular-do-patrimonio-natural/ Acesso em 29 de Março de 2014.

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm Acesso em 01 de abril de 2014.





Referências Bibliográficas:

Planejamento Urbano, Lazer e Turismo: Os Parques Públicos em Curitiba – PR
Renata M. Ribeiro, Marco Aurélio T. Silveira Disponível em : http://www6.univali.br/seer/index.php/rtva/article/view/293 Acesso em 21 de Março de 2014.

OLIVEIRA, M. A Trajetória do Discurso Ambiental em Curitiba (1960-2000)

Bovo, Marcos O PARQUE URBANO NO CONTEXTO DA ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO DA CIDADE DE CAMPO MOURÃO (PR), BRASIL Disponível em: http://revista.fct.unesp.br/index.php/cpg/search/authors/view?firstName=Marcos&middleName=Clair&lastName=Bovo&affiliation=Faculdade%20Estadual%20de%20Ci%C3%AAncias%20e%20Letras%20de%20Campo%20Mour%C3%A3o&country=BR Acesso em 21 de março de 2014.

ÁREAS VERDES PÚBLICAS URBANAS: CONCEITOS, USOS E
FUNÇÕES Disponível em http://revistas.unicentro.br/index.php/ambiencia/article/download/157/185 Acesso em 24 de março de 2014.





Fotos: Sthefany Souza, 2014.
Fotos: Sthefany Souza, 2014.
Fotos: Sthefany Souza, 2014
Full transcript