Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Vacinologia - Biotecnologia Microbiana

No description
by

Rafael Hencke Tresbach

on 4 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Vacinologia - Biotecnologia Microbiana

Desafios futuros
Vacinologia
Mestrando Rafael Hencke Tresbach
Prof. Dr. Juliano Tomazzoni Boldo
tresbach@alunos.unipampa.edu.br

Biotecnologia Microbiana
História da Vacinação
Tipos de Vacinas
Edward Jenner: varíola bovina
Proteção contra varíola humana!
Robert Koch: doenças são causadas por microorganismos
Louis Pasteur: vacina contra cólera aviária e raiva humana
Vacinação através da atenuação de patógenos!
Emil von Behring e Shibasaburo Kitasato: diftéria e tétano
Vacinação através do soro de animais imunes
Resposta imune
Produzida não apenas contra o pa-
tógeno, mas também contra molé-
culas estruturais como proteínas,
glicoproteínas e polissacarídeos, bem
como, contra toxinas.
Vacinação
Para algumas doenças, é a única defesa efetiva, já para outras, é a melhor arma.
Prevenção de sintomas
Redução de custos
Disponibilidade de drogas: influenza
Erradicação de doenças
Políticas anti-vacinação
Timerosal
Autismo
Esqualeno
Outras doenças (síndromes, EM)
Contaminação intencional
Toxóide
Conjugadas
Atenuação
Vetores recombinantes
Subunidades
DNA
Engenharia genética
Inativadas
Vivas
Subunidades
Toxóide
Exotoxina produzida por algumas bactérias
Produção: expressão de toxinas em sistemas de clonagem com purificação e inativação desta, formando um toxóide.
DNA
Indução de resposta imune através de plasmídeo contendo o DNA do patógeno.
Vantagens sobre outras vacinas:
- expressão da proteína natural;
- expressão prolongada do antígeno!
Conjugadas
Vacinas conjugadas costumam unir polissacarídeos com proteínas carreadoras, visando forçar o desenvolvimento de células de memória.
Como exemplo, temos a vacina para Hib, uma das maiores causas de meningite bacteriana, que consiste de um polissacarídeo capsular covalentemente ligado ao toxóide tetânico (uma proteína carreadora).
Vetores Recombinantes
Semelhantes às vacinas de DNA, porém utilizam uma bactéria ou vírus como vetor para inserção do DNA exógeno (do microorganismo) no hospedeiro.
Com isso, as bactérias ou vírus carreadores imitam um microorganismo nocivo, expressando seus produtos e provocando uma resposta imune.
Fonte: KINDT, T. J., GOLDSBY, R. A., OSBORNE, B. A. Imunologia de Kuby. 6ª Edição, Porto Alegre: Artmed, 2008.
Polissacarídeos bacterianos capsulares
Glicoproteínas virais
Fonte: KINDT, T. J., GOLDSBY, R. A., OSBORNE, B. A. Imunologia de Kuby. 6ª Edição, Porto Alegre: Artmed, 2008.
Vacinas Sintéticas e Recombinantes
Epitopos
Uma ou mais subunidades
Purificação
Fonte: www.niaid.nih.gov/topics/westnile/research/pages/wnvgraphic.aspx
Controle de natalidade
Fonte: http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/05/ReverseGeneticsFlu.svg
Full transcript