Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Comunicação - Declaração / Requerimento

No description
by

Marcelo Fachinelli

on 18 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Comunicação - Declaração / Requerimento

Carine Oliveira
Frederico
Greici Maqueli
Renan Trapp Tanto são declarações a asseveração escrita singular ou colectiva em que se emprega, respectivamente, a palavra "declaro" ou "declaramos", como a afirmação oral em público ou diante de testemunhas. Devido ao assunto, à situação ou ao registo, encontramos declarações muito diversas como aquelas que:

• Dão uma informação ou um testemunho;
• Asseveram ou afirmam claramente;
• Confessam um ato ou o explicam;
• Participam, comunicam ou denunciam;
• Manifestam ou revelam o amor;
• Proclamam um ato ou o decretam...
Muitas declarações podem surgir em forma de proclamações, quando acompanhadas por atos de aclamação ou aprovação. É o que sucede com as declarações de guerra, de independência, de bloqueio ou outras. Essas declarações surgem, em geral, associadas e contidas em documentos de valor jurídico.
As declarações são textos práticos e simples, embora se possam enquadrar nesta designação enunciados de carácter privado e de grande subjectividade, como as declarações de amor. Estrutura Declarações e Requerimentos Declarações Declaração é o ato de mostrar claramente, esclarecer, revelar, dar a conhecer ou explicar. É um ato de vontade que pode exteriorizar-se, ou não, em documento A declaração é mais um gênero textual que comumente circunda em nosso cotidiano. Sua finalidade restringe-se à veracidade prestada por alguma informação a fim de que se possa comprovar algo.
Tendo em vista que, na presente sociedade, a qual estamos inseridos, não podemos confiar somente em algo como sendo fruto da verbalização. Diante disso é que surge, cada vez mais, a necessidade de que tudo seja documentado para fins comprobatórios. Tal medida faz com que sintamos mais seguros e amparados mediante as nossas iniciativas. Haja vista que a escrita possui um padrão formal, de modo a permitir que todo tipo de comunicação, independente de sua modalidade, torne-se registrado.
Desta maneira, a declaração é um tipo de documento destinado a uma pessoa de maior influência, pertencente às mais variadas instituições, sejam escolas, universidades, empresas públicas ou privadas, dentre outras. Modelo 01 Modelo 02 Requerimentos É o documento através do qual se pede ou solicita a uma entidade a execução ou satisfação de alguma pretensão. O requerimento é um documento, com suposto apoio legal, específico para fazer um pedido ou solicitação a uma autoridade competente. A pessoa física ou jurídica, através dele, tem como intencionalidade comunicativa a solicitação de algo a que tem ou pressupõe ter direito. Pode, por exemplo, servir para obter informações, solicitar providências ou convocar sessões extraordinárias. De acordo com os dicionários, considera-se requerimento "o ato ou efeito de requerer"; "a petição por escrito, segundo as formas legais, em que se solicita alguma coisa permitida por lei ou que se supõe como tal". Os elementos constitutivos de um requerimento são a invocação, o texto principal e o fecho. Este documento deve ser preenchido com clareza e perfeição. Muitas vezes, é obrigatoriamente instruído com os elementos definidos em instrumentos legais e facultativamente com quaisquer outros que o requerente entenda convenientes.
Geralmente, o requerimento deve ser apresentado em duplicado, sendo a cópia devolvida ao requerente depois de nele se ter aposto a data da receção do original. surge um vocativo ou o destinatário, com a indicação do cargo ou função e, às vezes, se necessário, o endereço da autoridade destinatária. A invocação deve conter os termos por extenso, como, por exemplo: "Excelentíssimo Senhor Presidente do Conselho Executivo da Escola Secundária..."; "Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia de Escola"; "Excelentíssimo Senhor Diretor Geral"; "Excelentíssimo Senhor Presidente do Conselho Científico do Instituto de Educação e Psicologia"; "Digníssimo Senhor Reitor" Abertura Com o texto principal, devem surgir, em primeiro lugar, as informações essenciais, que exercem a função de identificar o requerente (nome, nacionalidade, profissão, endereço, bilhete de identidade, número de contribuinte...), de acordo com a natureza da solicitação e as exigências da entidade a que se dirige. Normalmente usa-se a terceira pessoa.
A solicitação, que constitui a exposição de pedido, deve ser explicitamente apresentada, sob pena de não se obter o resultado pretendido. É possível fundamentá-la recorrendo a leis, decretos, portarias e outros documentos legais, e apresentar o motivo e a finalidade. Encadeamento • Fórmulas como: "Pede deferimento", "Espera deferimento", "Aguarda deferimento";
• A data
• A assinatura do requerente ou do seu representante legal. Fechamento Modelo 01 Modelo 02 Dúvidas??


Obrigada pela atenção!
Full transcript