Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

HISTÓRIA DO MOBILIÁRIO-LC

No description
by

Laline Cenci

on 20 August 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of HISTÓRIA DO MOBILIÁRIO-LC

HISTÓRIA DO
DESIGN MOBILIÁRIO


COMPONENTE CURRICULAR ARQUITETURA DE INTERIORES
ARQUITETURA E URBANISMO- MATRIZ 333
DOCENTES: LALINE CENCI_ LUANNA AZEVEDO_2015/2
INTRODUÇÃO
HISTÓRIA
LINHA DO TEMPO DA HISTÓRIA DO MOBILIÁRIO E DO DESIGN
EGITO – 1500 à 1000 a.C
Império – século XVIII (França)

GRÉCIA E ROMA- 500 à 100 a.c.
IDADE MÉDIA- SÉCULO V ao XV
RENASCIMENTO – 1500 a 1600

ROCOCÓ – 1700 a 1800

REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
- SÉCULO XIX
Bauhaus-1919 a 1933 Alemanha
ESTILO INTERNACIONAL-1932 a 1945 E.U.A
BARROCO – 1600 a 1700

E AGORA?
SITUACIÓN
URBANA
DESIGN
design |dezáine| ou |dizáine| (palavra inglesa)

1. Disciplina que visa a criação de objetos, ambientes, obras gráficas, etc., ao mesmo tempo funcionais, estéticos e conformes aos imperativos de uma produção industrial.
2. Conjunto dos .objetos criados segundo estes critérios (ex.: vender design).
3. .Aspecto de um produto criado segundo esses critérios (ex.: o design é inovador).
adjetivo de dois gêneros e de dois números
4. Criado, concebido segundo os critérios do design (ex.: móveis design).
Plural: designs.

"DESIGN", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/DESIGN [consultado em 10-08-2015].
DESIGNER
designer |dezáiner| ou |dizáiner| (palavra inglesa)

Pessoa que trabalha em design.
Plural: designers.

"DESIGNER", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/DESIGNER [consultado em 10-08-2015].
COMO SURGIU O DESIGN MOBILIÁRIO?
- À partir do momento em que o homem se tornou sedentário, formando vilas e posteriormente cidades.
- Portanto, em design de interiores só é possível entender a atualidade, se analisarmos quem somos e como vivemos.
- Os “estilos” expressam a economia, a tecnologia, os usos e costumes de uma sociedade em um determinado momento/ período histórico.
-Os primeiros a utilizarem móveis (encontrados em tumbas);
- Artesãos com conhecimento em encaixes de madeira;
- Utilização de pedras preciosas, ouro, prata, ébano, marfim, vidro e cerâmica.
-Ornamentação
com motivos do dia a dia
-Peças para demonstração de
poder
EGITO
1500-1000 a.c.
http://sonhodeumcafofo.blogspot.com.br/2013_03_01_archive.html

http:www.arquiteturaclassica.com.br/tag/historia-do-mobiliario/

http:www.arquiteturaclassica.com.br/tag/historia-do-mobiliario/

http:www.arquiteturaclassica.com.br/tag/historia-do-mobiliario/

- Adaptado às dimensões humanas;
- Lectus: móvel mais utilizado (sentar, fazer refeições, conversar);
- Móveis de
uso comum e cerimoniais;
- Utilização de
madeira, bronze e mármore.

GRÉCIA E ROMA
500-100 a.c.
LECTUS.
FONTE: http://www.roma.org/images/mcmanus_images/lectus.jpg


FONTE: http://www.forumromanum.org/life/johnston_6.html L
FONTE: http://www.arquiteturaclassica.com.br/wp-content/uploads/2013/12/KlismosVasoGrego.jpg

Terence Harold Robsjohn-Gibbings (1905–1976). Arquiteto britânico e um dos mais famosos designers de interiores nos EUA no início do século XX.
IDADE MÉDIA
SÉC. V ao XV
- Forte influência da Igreja Católica;
- Pouca mobília, por conta das viagens;
- Móveis
desmontáveis ou dobráveis
(mesa de cavalete);
- Móveis com
múltiplas funções
(arca-banco);
- Mobílias rudes, com trabalhos somente na madeira;
- Diferença de hierarquia pelas camas com dosséis;
- Utilização de
almofadas
.

ARCA BANCO
http://diariodomovel.blogspot.com.br/2012/02/o-movel-da-idade-media-contrapondo-com.html

TRONO DE DAGOERTO
http://www.artehistoria.com/v2/obras/9167.htm

RENASCIMENTO
1500 a 1600
- Transição do feudalismo para o capitalismo;
-
Redescoberta e revalorização
das referências culturais da antiguidade clássica, descoberta do mundo e do homem;
- Os móveis se tornam parte
integrada à arquitetura;
- A rigidez medieval ainda prevalece;

CADEIRA SAVONAROLA - Séc.XVI
https://tavernafilosofica.wordpress.com/2011/06/18/senta-que-la-vem-historia/


Papeleira decorada ao estilo Stipo a Bambocci, e com cornijas.
http://www.artehistoria.com/v2/obras/9167.htm

Cama toscana que expressa a relação entre o mobiliário e a arquitetura durante o Resnascimento.
FONTE: http://amaeco.blogspot.com.br/p/design-de-moveis.html
Arca ricamente esculpida e decorada,
Com medalhões, com cenas dos doze trabalhos de Hércules e pés em forma de patas de Leão.
FONTE:
http://amaeco.blogspot.com.br/p/design-de-moveis.html


BARROCO
1600-1700
- Origem na Itália;
- Predominam as emoções e não o racionalismo (arte renascentista);
- Busca de efeitos decorativos e visuais;
- No Brasil teve influência de Portugal;
- Contraste entre ostentação e austeridade;
- O rococó se desenvolveu no Brasil no mesmo período em que a extração do ouro começava a diminuir. Cores mais leves, como o branco, tons claros de rosa, azul em substituição do dourado.
Entalhamento e utilização de ouro. Ficheiro. Ifluencia da Religião.
http://diariodomovel.blogspot.com.br/2012/02/o-movel-da-idade-media-contrapondo-com.html

APARADOR
Desproporcionalidade e Entalhamentos Curvos

ARMÁRIO
Surge o armário para roupas.

ROCOCÓ
1600-1700
- Origem na França
- Móveis com linhas leves e curvas sinuosas, assimetria, fluidez, movimento e elegância;
- Utilização de madeiras variadas, painéis de laca, placas de porcelana, mármore e bronze;
- Elementos decorativos com inspiração na natureza, curvas, marqueteira;
- Surgem móveis pequenos e para diversos fins (cômodas, secretárias, mesas, estofados).

MESA PEQUENA, UTILIZADA COMO CRIADO MUDO. MARCHETARIA.
http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-645684415-criado-mudo-antigo-estilo-provencal-_JM



CADEIRA MODELO LUIS XV.
http://fab.cba.mit.edu/classes/863.11/people/kelly.shaw/week1_files/louis-xv_chair.jpg

Cômoda com tampo em mármore, detalhes em ouro e madeira
http://portuguese.alibaba.com/product-gs-img/franc-s-louis-xv-rococ-bahut-227020065.html


IMPÉRIO-Neoclássico
Séc. XVIII
ESTILO LUIS XV
http://diariodomovel.blogspot.com.br/2012/02/o-movel-da-idade-media-contrapondo-com.html

- As curvas e os florais do Rococó perdem força sendo substituídas por motivos mais simples, ângulos retos e superfícies planas;
- Influência e inspiração no clássico grego e romano;
-Surge o estilo Luís XV e XVI;
- Proliferação do uso do bronze;
ARMÁRIO
http://moveltempodesign.blogspot.com.br/2012/03/estilo-luis-xvi-ou-neoclassico.html



- As cadeiras são bem menores e numerosas, com os pés retos, estreitando em direção ao chão, assemelhando-se mais a suportes, os suportes dos braços curvos ou canelados.
- O espaldar apresentava formas ovais, retangulares ou arredondadas (medalhão). O estofamento era feito em sedas listradas, estampadas, com motivos florais ou em tapeçarias Aubusson.
As mesas de escrever, consoles, as cômodas naturalmente vão se adequando as novas formas, surgem as bibliotecas de dois corpos, fechadas com duas portas na parte inferior, os armários, as vitrines e os baús.
http://moveltempodesign.blogspot.com.br/2012/03/estilo-luis-xvi-ou-neoclassico.html
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
SÉC. XIX
- O surgimento dos processos industriais e a divisão do trabalho separaram o design da fabricação. Mas o design era somente um dos aspectos da produção mecanizada. Somente o surgimento de reformadores do design como William Morris que o design passou a ter
dimensões teóricas e filosóficas.


- Assim, o final do século XIX foi marcado pelo Idealismo do Design na Europa, com os movimentos
Art & Crafts, Art Noveau e Jugendstil.
  Nesta fase também surgiu o
Art Deco (um estilo, mas não um movimento) .
Arts and Crafts- Final do séc. XIX e ínicio do séc. XX

- Movimento contra a industrialização como meio de “criação repetitiva”;
- Semente do movimento moderno (simplicidade, desconexão histórica e uso honesto de materiais);
- Móveis geralmente em madeira, com linhas simples e proporcional, com pés retos e pouco entalhe;
-Principal seguidor: Frank Loyd Wright (arquitetura = decoração).


Art Nouveau- 1890-1914


- Não pretendia revalorizar estilos passados, mas criar algo realmente novo que traduzisse o clima da época, cultural e tecnológica;
- Luminárias em ferro e vitral;
- Representante mais famoso foi o arquiteto e designer Charles Rennie Mackintosh.
- Duas correntes –
a primeira mais orgânica e a segunda mais geométrica




Art Déco (Arts Décoratifs) 1918 a 1939 França

- A era da máquina ajudou o nascimento deste estilo (que buscou homenagear o desenho industrial);
- As curvas foram substituídas por linhas retas;
- Móveis com aparência geométrica e aerodinâmica;
- Uso de materiais caros, superfícies lisas, madeiras nobres e exóticas, cores vibrantes;
“amor ao exótico” (motivos astecas, maias e africanos);
- Movimento como reação ao Art Nouveau.

Art Nouveau- BRASIL
De Stijl (Neoplasticismo) 1917 a 1931 Dinamarca
- Idéia de simplificar a arte pela redução à essência da forma e das cores;
- Formas geométricas, linhas verticais e horizontais, cores primárias associadas ao preto, branco ou cinza, assimetria;
- Principais membros – o pintor Piet Mondrian e o arquiteto e designer Gerrit Rietveld

BAUHAUS
1919-1933
- Primeira escola de design, fundada por Walter Gropius;
- Materiais usados na arquitetura moderna (ferro, plástico e vidro);
- “Aprender” diretamente ligado ao “fazer”;
-Produção mecanizada colocando a funcionalidade e praticidade acima da beleza estética.

-Reconhecido como estilo na exposição de 1932 no Museu de Arte Moderna de Nova York (MOMA);
- Minimalista, ambientes espaçosos e interligados, móveis e sofás baixos, acabamentos perfeitos, peças produzidas pela Bauhaus;
-Permaneceu no período pós-guerra e teve seu apogeu nos anos 50.

MINIMALISMO
1970 a 1990;
“Menos é mais”- Mies van der Rohe;
Exaltação à arte de viver com o mínimo;
Estilo de certa forma “frio”, podendo parecer impessoal;
Muito atual;
Celebração do espaço vazio (poucos móveis);

Anos 80;
Exploração de materiais utilizados nas indústrias, evitando madeira;
Em arquitetura as tubulações hidráulicas e elétricas aparentes, bem como dutos de ar condicionado e vigas (brutalismo).


HIGHT-TEC
Começo dos anos 90;
Nascido do questionamento de arquitetos e designers sobre os ideais e a estética inexpressiva do modernismo (frio, branco e abstrato);
Estilo “brincalhão”;
Na Itália formação de um grupo de designers chamado Memphis, que questionava conceitos pré-estabelecidos (paradigmas sobre sentar, guardar livros...)


PÓS MODERNO
ESTILO INTERNACIONAL
PÓS-MODERNO
HIGH-TEC
MINIMALISTA
Full transcript