Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Sismologia

Tipos de ondas sísmicas, suas propriedades, utilidade e efeitos.
by

Alfa numérico

on 26 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Sismologia

2001 Setembro de 2002 As ondas P são as ondas profundas mais rápidas e, por isso, as primeiras a serem registadas.
As ondas S são as que chegam em segundo lugar.
As ondas L são as mais lentas, mas são também as mais destrutivas, por se propagarem à superfície e terem maior amplitude.
Todas estas ondas são registadas em SISMOGRAMAS. Resumindo… Ondas sísmicas As ondas sísmicas podem propagar-se no interior do Globo , ondas profundas ou de volume e, eventualmente, atingir a superfície, ondas superficiais.
O modo como as partículas oscilam em relação à direcção de propagação das ondas permite classificar os diversos tipos de ondas sísmicas. Tipos de Ondas Sísmicas Superficiais: profundidade focal inferior a 70km.
Representam 85 % da energia sísmica global anual.
Nas cristas oceânicas os focos têm profundidades inferiores a 10-15 km.

Intermédios: profundidade focal entre 70 e 300km.
Representam 12 % da energia sísmica global anual.

Profundos: profundidade focal superior a 300 km.
Representam 3 % da energia sísmica global anual.
Ocorrem no arco circum-Pacífico e na zona mediterrânica transasiática, acompanhando o processo de subducção. Sismos – profundidade do foco Um SISMO é um MOVIMENTO VIBRATÓRIO BRUSCO DA SUPERFÍCIE TERRESTRE que resulta, na maior parte das vezes, da LIBERTAÇÃO SÚBITA DE ENERGIA em zonas instáveis do interior do planeta. O que é um sismo ? Sismologia 2001 Setembro de 2002 Identifiquemos as fronteiras… 2001 Setembro de 2002 Onde existem mais sismos? Setembro de 2002 Onde existem mais sismos? A base do sismógrafo está solidária com o solo.
O pêndulo com o estilete mantém-se estacionário ou move-se diferencialmente, devido à sua inércia.
O resultado é uma linha sinuosa no papel ou na película fotográfica …e os sismogramas são registados por SISMÓGRAFOS As ondas de Rayleigh, caracterizam-se pela vibração das partículas num movimento elíptico, num plano perpendicular a direcção de propagação, provocando ondulações.
São ondas superficiais.
Conjuntamente com as ondas de Love constituem as Ondas L. Ondas de Rayleigh As ondas S, secundárias ou transversais caracterizam-se pela vibração das partículas num plano perpendicular à direcção de propagação.
Há alteração de forma mas não de volume dos materiais.
Podem propagar-se apenas em meios sólidos. Ondas S As ondas P, primárias, de compressão ou longitudinais, caracterizam-se pela vibração das partículas paralelamente à direcção de propagação.
Há alteração de volume dos materiais, por compressão e distensão alternadas.
Podem propagar-se em meios sólidos, líquidos e gasosos. Ondas P Superfícies concêntricas, segundo as quais se transmitem as vibrações das partículas rochosas, resultantes da libertação súbita de energia no hipocentro (ou foco). O que são Ondas Sísmicas ?
As rochas quando sujeitas a tensões contínuas, armazenam energia durante longos períodos de tempo deformando-se.

Se as forças ultrapassarem o limite de plasticidade do material rochoso, dá-se a ruptura seguida de deslocação, com enorme libertação da energia acumulada, sob a forma de calor e ondas sísmicas, originando um sismo. Henry Reid, 1911 – propôs a Teoria do Ressalto Elástico Teoria do Ressalto Elástico Falhas Invertidas Tipos de Falhas Falhas Normais Tipos de Falhas Janeiro a Setembro 2002 Setembro de 2002 Onde existem mais sismos? As ondas de Love, caracterizam-se pela vibração das partículas num ângulo recto com a direcção de propagação.
São ondas superficiais.
Conjuntamente com as ondas de Rayleigh constituem as Ondas L. Ondas de Love Movimento lateral à direita Movimento lateral à esquerda Tipos de Falhas Frente de onda: superfície definida pelo conjunto de pontos que se encontram na mesma fase do movimento
Raio sísmico: linha perpendicular à frente de onda. Hipocentro / Foco: zona no interior da Terra onde ocorre a libertação de energia.
Epicentro: zona da superfície terrestre situada na vertical do foco, onde o sismo é sentido em primeiro lugar, e em geral com maior intensidade.
Ondas Sísmicas: forma de propagação da energia libertada, superfícies concêntricas de transmissão da vibração das partículas rochosas. Sismos Tectónicos Sismos vulcânicos – originados pelos movimentos e ascensão do magma; Sismos de colapso – originados por abatimentos de grutas; Causas dos Sismos MACROSSISMOS
Sismos apercebidos pela população, podendo causar danos MICROSSISMOS
Sismos imperceptíveis ou que não causam danos significativos Tipos de sismos Sismos tectónicos – originados por movimentos tectónicos. Sismos artificiais – causados pelo rebentamento propositado de cargas explosivas com o fim de estudar a dinâmica dos sismos; Causas dos Sismos Forças de cisalhamento – os materiais são sujeitos a pressões que provocam o deslizamento lateral de uns nos outros, sofrendo alongamento na direcção do movimento e estreitamento na direcção perpendicular. Forças distensivas – os materiais são alongados e afastados uns dos outros; Forças compressivas – os materiais são comprimidos uns contra os outros; Origem dos Sismos Tectónicos Setembro de 2002 E porquê nesses locais ?
Full transcript