Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Formação do Território Brasileiro

Profº Wesley Alanis - 7º ano Colégio Drummond
by

wesley alanis

on 17 March 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Formação do Território Brasileiro

O quê é território?
Formação do Território Brasileiro
A concepção mais comum de território (na ciência geográfica) é a de uma divisão administrativa. Através de relações de poder, são criadas fronteiras entre países, regiões, estados, municípios, bairros e até mesmo áreas de influência de um determinado grupo. Para Friedrich Ratzel, o território representa uma porção do espaço terrestre identificada pela posse, sendo uma área de domínio de uma comunidade ou Estado.
Os verdadeiros donos do nosso território:
Estima-se que a população indígena que vivia em nossas terras antes da chegada dos europeus (portugueses), era de aproximadamente
cinco milhões
de pessoas.
Tratado de Tordesilhas
Buscando evitar o desgaste de um conflito militar, os espanhóis aceitaram a revisão dos acordos com uma nova intermediação do papa. Com isso, o
Tratado de Tordesilhas
foi assinado em junho de 1494. Nesse novo acerto ficava estabelecida a demarcação de um novo meridiano localizado a 370 léguas a oeste da ilha de Cabo Verde.
Os territórios a oeste seriam explorados pelos espanhóis; e as terras a leste deveriam ser controladas pelos lusitanos (portugueses)
. Dessa forma, o novo acordo assegurou a exploração lusitana em parte dos territórios que hoje compõem o Brasil.
O colonialismo europeu:
Colonialismo é a política de exercer o controle ou a autoridade sobre um território ocupado . Tomamos como exemplo: a exploração desenfreada dos recursos dos territórios ocupados — incluindo a sua população, quase totalmente aniquilada, como aconteceu nas Américas, ou transformada em escravos que espalharam pelo resto do mundo, como na África.
Evolução dos contornos brasileiros:
Atualmente essa população foi reduzida a
800 mil
pessoas
Descobrimento da América em 1492, por Cristóvão Colombo.
Capitanias Hereditárias
Século XVI
Séculos
XVI e XVII
1º Ciclo econômico do Brasil: exploração do Pau-Brasil
Outros ciclos econômicos
1530
As Drogas do Sertão
Século
XVII
Ciclo da Mineração
Século
XVIII
Ciclo do Café
Século
XIX e XX
Somente em 1530, quando Portugual perdeu o lucrativo domínio sobre o comércio de especiarias no Oriente, voltou seus olhos ao Brasil com maiores interesses, como território a ser efetivamente ocupado.
Além da possibilidade de gerar riquezas, houve a necessidade de ocupar o imenso território português na América, tendo em vista que outros povos, como franceses e holandeses, estavam dispostos a explorar e colonizar a área.
Com o objetivo de colonizar e estabelecer o primeiro sistema administativo brasileiro, chega ao Brasil
Martin Afonso
.

Responsável por implantar as quinze
Capitanias Hereditárias
(divisas internas, no sentido leste-oeste, que foram definidas pela Coroa Portuguesa e cedidos pelo rei a pessoas influentes junto a nobreza portuguesa, em troca do compromisso de colonizar sua porção territorial.
O ciclo da Cana-de-açúcar
1º Indústria do Brasil = Engenhos de cana-de-açúcar (mão-de-obra escrava/africana).
O ciclo da Pecuária no Brasil
(no princípio utilizado como tração - sem fins lucrativos)
Nos séculos XVI e XVII, a exploração da região amazônica acabou surgindo como uma solução para o papel econômico anteriormente desempenhado pelas especiarias indianas. Afinal, esse espaço do território colonial acabou se mostrando rico em frutas, sementes, raízes e outras plantas que tinham finalidades medicinais e culinárias. Cacau, cravo, guaraná, urucum, poaia e baunilha foram alguns dos produtos que ficaram conhecidos como as tais “drogas do sertão”.
Uma das maiores consequências da mineração foi o ecelerado crescimento demográfico da população no Brasil, com a chegada de muitos portugueses e muitos escravos. No século XVI, a população mal chegava aos 100.000 habitantes, chegando a 300.000 no século XVII, dos quais 200.000 eram escravos. No século XVIII, com a mineração, atingiu 3.300.000, sendo 1.200.000 escravos.
Incentivo a produção cultural brasileira
Os Bandeirantes
A expansão e o descobrimento de muitas áreas brasileiras se devem aos bandeirantes, que em determinados momentos agiam violentamente contra os índios.Existiram três tipos de expedições efetuadas pelos bandeirantes. A primeira classificada como tipo apresador para prender índios que seriam vendidos como escravos; a segunda seria rotulada do tipo prospector, onde a finalidade seria explorar as terras brasileiras a procura de pedras preciosas e ouro e por fim, a terceira expedição voltada para combater os quilombos (tipo sertanismo de contrato).
Candido Portinari
1888 - ABOLIÇÃO DA ESCRAVATURA



"MODERNIZAÇÃO DO TRABALHO"



Atração de IMIGRANTES
(novas técnicas agrícolas e indústriais)
Proclamação da República




Modernidade e avanço
Profº Wesley Alanis
Tratados, Acordos e Conflitos que modelaram o Território Brosileiro
(final do século XIX, início do século XX)
Destaque desse período histórico-geográfico brasileiro foi o advogado José Maria da Silva Paranhos Junior, mais tarde conhecido como
Barão do Rio Branco
, um brasileiro com grandes habilidades para negociações internacionais.
Questão do Amapá
A região contestada do Amapá (terras do rio Araguari até a fronteira com a Guiana Francesa, foi invadida por tropas francesas. E se não fosse a Suíça (árbitra da questão) teríamos perdido parte de nosso território.
Questão de Palmas ou das Missões
Outra disputa territorial, ocorreu entre o Brasil e a Argentina no final do século XIX. Quando os argentinos reivindicaram as terras, que hoje pertencem aos Estados do Paraná e Santa Catarina. O árbitro da questão (presidente dos E.U.A), deu parecer favorável ao Brasil, após ser convencido pelo Barão do Rio Branco.
Tratados de Petrópolis
No início do século XX, o Brasil assinou os
tratados de Petropólis
com a Bolívia, segundo os quais seria adquirida parte do território do atual estado do Acre pela quantia de 2 milhões de Libras esterlinas, além de ceder uma pequena área brasileira à Bolívia, para que esta tivesse acesso ao rio Madeira. Além do Brasil de comprometer a construir a Ferrovia Madeira-Mamoré, que ligaria a Bolívia ao rio Amazonas e posterior Oceano Atlântico.
Tratado do Rio de Janeiro
Entre 1913 a 1927, os países (Brasil e Peru) buscaram, de imediato, encontrar alternativas amigáveis para o problema de limites entre si. A solução encontrada foi a de se lançar mão do princípio de "Uti Possidetis", expressão latina que significa "como possuis". Este critério toma por base a posse daquilo que já se tem desfrutado como propriedade.
Fronteiras Internas
1988 - Constituição Federal
1990 - Última Territoralização Brasileira
Full transcript