Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A história da tradução

No description
by

Cíntia Catão

on 30 September 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A história da tradução

A história da tradução
Antiguidade e Idade Média
IDADE MÉDIA
É com São Jerônimo que a Bíblia ganha uma tradução mais empírica e teórica e, ainda que ele incorra em erros, sua versão é a mais próxima da versão original hebraica - nasce a "Vulgata", escrita entre fins do século IV e início do século V.
Outra importante tradução que aparece na história data de 240 a.C. Trata-se de um texto alvo em versos latinos de "A Odisséia", atribuido a Lívio Andrônico.
ANTIGUIDADE
Névio, Ênio, Catulo e Cícero são outros importantes tradutores para o Latim, e, do último, vem a fuga do método de tradução "Verbum pro verbo", que quebra com a necessidade de "fidelidade" da tradução, preferindo um texto natural e fluido, "sensum exprimere de sensu", valorizando mais o sentido daquilo que se traduz. Horácio se utiliza desse método em sua "Ars poetica".
A necessidade de levar as Sagradas Escrituras aos fiéis de todas as partes põe em foco a tradução, uma vez que, já àquela época, os idiomas dividiam povos.
Mas, com esse trabalho, surgem as questões sobre como controlar o que estava no texto alvo, como manter as palavras com o sentido original que elas possuem.
A tradução existe para levar um texto fonte à outra língua, idealmente da maneira mais fiel possível. Já vimos que não basta conhecer dois idiomas para executar uma tradução. Essa arte depende também de conhecimentos prévios sobre o tema, conhecimentos linguísticos profundos em ambas as línguas, dentre outras coisas.
Há um jogo de palavras do italiano que diz: "Traduttore, traditore", que demonstra que o texto alvo não é nunca igual ao texto fonte.
Mas quando surgiu a tradução?
Por ser um texto sagrado, permanece a discussão de como proceder com a tradução da Bíblia. São Jerônimo faz par com a corrente de pensamento de Cícero, de traduzir o sentido pelo sentido, mas, quanto aos textos poéticos, filosóficos e sagrados, acredita que é preciso uma maior literariedade e, portanto, uma maior fidelidade do tradutor.
Fica as questões: palavra por palavra ou sentido por sentido? Por que não os dois?
http://boletim.tradutoria.com/2010/01/08/historia-da-traducao-no-ocidente-i/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Vulgata
http://www.filologia.org.br/viiicnlf/anais/caderno03-14.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Tradu%C3%A7%C3%A3o

http://letraseciencia.blogspot.com.br/2012/10/a-historia-da-traducao.html
Mas é com a Bíblia e suas traduções que a temática ganha relevância e passa a ser discutida.
A Bíblia, escrita em hebraico, já era interpretada em latim e grego devido ao fato de que muitos desconheciam o idoma original, mas até onde interpretações são fiéis??
Aparentemente, a primeira tradução de que se tem notícia é a dos "Targumins" - Escritos Sagrados, do Cânone Judaico - feita do hebraico para o aramaico, em 300 a.C. O ideal dos tradutores era ser o mais fiel possível aos originais, não importanto a sintaxe ou a pragmática da língua-alvo
A história da tradução perpassa diversos caminhos. Há quem creia que a tradução apareceu quando da criação do Mundo, na Torre de Babel. Os homens, descendentes de Noé, estabeleceram-se em uma planície na terra de Sinar e, lá, resolveram desafiar a autoridade divina e construir uma torre que alcançasse o céu. Deus, para impedir os planos humanos, lançou sobre os mortais o fardo das diferentes línguas, pois, se estes não conseguissem se comunicar, não chegariam nunca a consensos. Daí vem a teoria, sem fundamentação empírica, de que teria começado então a arte da tradução para haver entre os homens entendimento.
Bibliografia:
Full transcript