Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Teoria Clássica

No description
by

Vianei Roberto

on 26 October 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Teoria Clássica

A Teoria Clássica
Marcia Almeida Chiappin
Verena Alice Borelli
Vianei Roberto Mayolo
Disciplina:
Estudos das Organizações
Profº
Eric Dorion
Abordagem Clássica da Administração
Administração Científica
Teoria Clássica
Taylor
Ênfase nas tarefas
Fayol
Ênfase na estrutura
Participante mais destacado do movimento da administração científica.

Familia de Classe Média
Aprovado na Escola de Direto de Harvard, mas se tornou trabalhador manual;
Entre 1874 e 1878 trabalhou numa oficina mecânica como operário;
Em 1878 ingressou na Midvale Steel, usina siderúrgica, onde ficou por 12 anos, iniciando na produção e chegando a engenheiro chefe, neste período retomou os estudos, se formando Mestre em Engenheiro em 1883;
De 1890 à 1893 foi gerente de uma empresa fabricante de papel;
Ao deixar esta empresa passou a trabalhar como consultor, se propondo a "sistematizar a administraçao do chão-de-fábrica";
Em 1901 passou a se dedicar exclusivamente a divulgação de suas ideias;
Em 1910 foi criada a Sociedade para a Promoção da Administração Científica, que se tornou em 1915, ano da morte de Taylor, Sociedade Taylor.
Na Midvale, Taylor observou problemas das operações fabris, encontrados até hoje em algumas empresas
A administração sem noção clara da divisão de suas responsabilidades com o trabalhador;
Falta de incentivos para melhorar o desempenho do trabalhador;
Trabalhadores que não cumpriam suas responsabilidades;
Decisões dos administradores baseadas na intuição;
Não havia integração entre os departamentos da empresa;
Trabalhadores em tarefas para as quais não tinham aptidão;
Gerentes ignorando que a excelência no desempenho significaria recompensas tanto para eles próprios quanto para a mão-de-obra;
Conflitos entre capatazes e operários a respeito da quantidade da produção.
E Taylor procurando resolver esses e outros problemas começou a desenvolver o seu "sistema de administração de tarefas", mais tarde conhecido como "sistema Taylor", taylorismo, e mais tarde como "administração científica".
Obras de Taylor, de 1911:
Henri Fayol (Istambul, 29 de julho de 1841 - Paris, 19 de novembro de 1925).

Engenheiro formado na École des Mines de Saint-Étienne em 1860, aos 19 anos.

Convencido da necessidade de organizar o pessoal das grandes empresas de modo racional, dedicou-se desde a juventude ao estudo dessa matéria, chegando a criar a doutrina que leva o seu nome, o Fayolismo, também considerado “uma escola de chefes”.

Foi diretor de diversas sociedades, em particular da Société Anonyme de Commentry-Fourchambault et Decazeville, que dirigiu de 1888 a 1918. Quando assumiu a direção geral da companhia, essa passava por um período difícil; em 1918 quando se aposentou, deixou-a em uma excelente situação financeira.
* Princípios e técnicas de eficiência

* Importante quanto Frank e Lilian Gilbreth, Gantt, Munsterberg

* Foram idéias que mudaram o modo de pensar

“O principal objetivo da administração deve ser o de assegurar o máximo de prosperidade ao patrão e, ao mesmo tempo, o máximo de prosperidade ao empregado.”

(F. W. Taylor)
Objetivos

Primeiro -
Ciência, em lugar de empirismo.
Segundo -
Harmonia, em vez de discôrdia.
Terceiro -
Cooperação em vez de individualismo.
Quarto -
Rendimento máximo, em lugar de produção reduzida.
Quinto -
Desenvolvimento do trabalhador no sentido de alcançar maior eficiência e prosperidade.
Influência da abordagem clássica da administração em grandes empresas do segmento metalmecânico da serra gaúcha
PRIMEIRA FASE
SEGUNDA FASE
TERCEIRA FASE
* Ataque ao "problema dos salários"

* Estudo sistemático do tempo

* Definição de tempos-padrão

* Sistema de administração de tarefas

* Consolidação dos princípios

* Proposição de divisão de autoridade e responsabilidades dentro da empresa

* Distinção entre técnicas e princípios
* Ampliação de escopo, da tarefa para a administração

* Definição de princípios de administração do trabalho
A idéia de Tarefa no Regime de Administração Científica
* O trabalho do operário é completamente planejado pela direção

* Um dia antecedência; escrita e o meio de realizá-la

* Tempo exato concebido

* Realizar a tarefa determinada, dentro do tempo limite, recebe 30 a 100% do seu salário
As tarefas são cuidadosamente planejadas, de modo que sua execução seja boa e correta, mas não obrigue o trabalhador a esforço algum que lhe prejudique a saúde.

A administração científica em grande parte consiste em preparar e fazer executar essas tarefas.
Após quase 60 anos de estudos, pesquisa e observação reuniu suas teorias na obra Administração Industrial e Geral (Administration Industrielle et Generale), em 1916. Só traduzida para o inglês em 1949.

Estranha ironia do destino, quando conselheiros americanos foram à França, após a 2ª Guerra Mundial, durante o período da reconstrução e do Plano Marshall, para ajudar no reerguimento industrial francês, americanos ensinaram aos dirigentes franceses o que o francês Fayol publicara trinta anos antes, na França.

Fayol criou o Centro de Estudos Administrativos, onde se reuniam semanalmente pessoas interessadas na administração de negócios comerciais, industriais e governamentais.

"em todas as classes de empresas, a capacidade essencial dos agentes inferiores é a capacidade profissional característica da empresa, e a capacidade essencial dos grandes chefes é a capacidade administrativa" (Fayol, 1989).

Criou as FUNÇÕES da empresa - técnicas, comerciais, financeiras, segurança, contabilidade e administrativas

Definiu os ELEMENTOS DA ADMINISTRAÇÃO como sendo - prever, organizar, comandar, coordenar e controlar

Definiu os 14 PRINCÍPIOS (divisão do trabalho, autoridade e responsabilidade, disciplina, unidade de comando, unidade de direção, subordinação do interesse particular ao interesse geral, remuneração, centralização, hierarquia, ordem, equidade, estabilidade do pessoal, iniciativa, união do pessoal)

Defendeu a introdução de NOÇÕES DE ADMINISTRAÇÃO GERAL no ensino dos engenheiros.
Operações ou Funções de uma Empresa

O conjunto das operações de toda empresa pode ser dividido em seis grupos a saber:
Operações técnicas: produção, fabricação, transformação.
Operações comerciais: compras, vendas, permutas.
Operações financeiras: procura e gerência de capitais.
Operações de segurança: proteção de bens e de pessoas
Operações de contabilidade: inventários, balanços, preços de custo, estatística etc.
Operações administrativas: previsão, organização, direção, coordenação e controle.
Esses seis grupos de operações ou funções essenciais existem sempre em qualquer empresa, seja ela simples ou complexa, pequena ou grande.
Fayol - Princípios de Administração
1° Divisão do trabalho -
Especialização dos funcionários desde o topo da hierarquia até os operários da fábrica, assim, favorecendo a eficiência da produção aumentando a produtividade.
2° Autoridade e responsabilidade -
Autoridade é o direito dos superiores darem ordens que teoricamente serão obedecidas. Responsabilidade é a contrapartida da autoridade.
3° Disciplina -
Necessidade de estabelecer regras de conduta e de trabalho válidas para todos os funcionários. A ausência de disciplina gera o caos na organização.
4° Unidade de comando -
Um funcionário deve receber ordens de apenas um chefe, evitando contraordens.
5° Unidade de direção -
O controle único é possibilitado com a aplicação de um plano para grupo de atividades com os mesmos objetivos.
6° Subordinação do interesse particular ao interesse geral -
Os interesses gerais da organização devem prevalecer sobre os interesses individuais.
7° Remuneração do pessoal -
Deve ser suficiente para garantir a satisfação dos funcionários e da própria organização.
... continuação dos Princípios da Administração - Fayol
8º Centralização -
as atividades vitais da organização e sua autoridade devem ser centralizadas.
9º Hierarquia -
defesa incondicional da estrutura hierárquica, respeitando à risca uma linha de autoridade fixa.
10º Ordem -
deve ser mantida em toda organização, preservando um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar.
11º Equidade -
a justiça deve prevalecer em toda organização, justificando a lealdade e a devoção de cada funcionário à empresa.
12º Estabilidade do pessoal - uma rotatividade alta tem consequências negativas sobre o desempenho da empresa e o moral dos funcionários.
13º Iniciativa -
deve ser entendida como a capacidade de estabelecer um plano e cumpri-lo.
14º União do pessoal -
o trabalho deve ser conjunto, facilitado pela comunicação dentro da equipe. Os integrantes de um mesmo grupo precisam ter consciência de classe, para que defendam seus propósitos.

Fayol queria aumentar a eficiência da empresa por meio da sua organização e da aplicação de princípios gerais da administração em bases científicas.

Ele compreendia a necessidade de bons chefes em todos os tipos de atividades sociais.


Abordagem Clássica da Administração - Histórico


* um mesmo artesão cuidava de todo o processo, desde a obtenção da matéria-prima até à comercialização do produto final;

* produção em pequena escala;

*ausência de padronização;
Abordagem Clássica da Administração - Influência
*Igreja Católica - organização

*Militar – hierarquia

*Revolução Industrial – contexto tecnologia - vapor

*Pensador – Adam Smith – A Riqueza das Nações
Enfatiza a necessidade de racionalizar a produção, desenvolvendo os princípios da especialização e as vantagens da divisão de trabalho.


*Organizar consequências geradas pela Revolução
Industrial (crescimento desenfreado)

*Aumento da eficiência

*Melhor utilização dos recursos

* Partiram e pontos distintos porem ambos tinham a preocupação de aumentar a eficiencia da empresa.

Abordagem Clássica da Administração - Necessidades
Frederick Winslow Taylor (1856 - 1915)
Frederick Winslow Taylor
Taylor - Administração Científica
A idéia de Tarefa no Regime de Administração Científica
Análise do artigo:

INFLUÊNCIAS DA ABORDAGEM CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO EM GRANDES EMPRESAS DO SEGMENTO METALMECÂNICO GAÚCHO

Autores:
BIEGELMEYER, U. H. ; BRIDI, C. D. ; CAMARGO, M. E. ; DARISBO, A. ; Erich Charles Henri Dorion ; SEVERO, E. A. ; OLEA, Pelayo Munhoz

Alunos e Professores do Mestrado em Administração pela Universidade de Caxias do Sul
MÉTODO:
Pesquisa com natureza
exploratória
além de
qualitativa
, pois aborda um
estudo de caso múltiplo
, devido a sua aplicação em
cinco grandes indústrias
do segmento metalmecânico da serra do Rio Grande do Sul.

ANÁLISE DOS RESULTADOS:
Após a aplicação da pesquisa foi constatado que
as cinco empresas respondentes ainda possuem comportamentos
que podem ser enquadrados sob a ótica
da abordagem Clássica da Administração.

ANÁLISE DOS RESULTADOS:

Com relação à
produtividade
constatou-se que
100%
das cinco empresas afirmaram que o
acompanhamento destes índices
é muito importante para alcançar os
objetivos organizacionais
. Ao encontro do pensamento de
Taylor
, que
defendia a busca da maior eficiência e produtividade
.

Estudo de tempos e movimentos
dentro destas organizações, onde 60% dos entrevistados consideraram como muito importante e 40% avaliaram como importante.
Fayol - Estrutura

Definição da Função Administrativa

Administrar é prever, organizar, comandar, coordenar e controlar.
Prever
é perscrutar o futuro e traçar o programa de ação;
Organizar
é constituir o duplo organismo, material e social da empresa;
Comandar
é dirigir o pessoal;
Coordenar
é ligar, unir e harmonizar todos os atos e todos reforços;
Controlar
é velar para que tudo ocorra de acordo com as regras estabelecidas e as ordens dadas.
Considerações
* Taylor e Fayol são os dois expoentes da Escola Clássica e os pressupostos ou teoria
subjacente de ambos são:
* Taylor entendia que o sucesso do indivíduo estava inevitavelmente associado ao sucesso da organização.
* Fayol, entendia que como consequência, todas as propostas da chamada Administração
Científica, tais como racionalização e a divisão do trabalho seriam aceitas sem restrições,
pois elas definitivamente contribuíam para o sucesso organizacional. Mesmo a divisão
entre o trabalho da gerência (o de pensar e planejar a tarefa) e do trabalhador (o de simples executor da tarefa) seria aceita sem reclamação, uma vez que era uma maneira lógica de buscar o aumento da eficiência.

Considerações
* Quando Taylor e os que com ele trabalhavam se deparavam com a existência de comportamentos individuais que pouco ou nada tinham a ver com a consecução dos objetivos organizacionais, sua atitude era a de concordar e não buscar razões.

* A prática de grupos que estabeleciam “a priori” tetos de produção inferiores
a sua capacidade era considerada por Taylor como um mal. A visão da motivação
humana cultivada por Taylor era muito precária.

* Em resumo, a proposta da Administração Científica mostrou-se útil para o aprimoramento da performance organizacional. Porém, era demasiadamente modesta e simplista para ajudar a entender a organização como um todo e permitir avanços mais substanciais.
* Já a doutrina de Fayol está muito próxima dos conceitos por nós empregados em nossas organizações. E mais: são conceitos ainda discutidos e transmitidos pelos cursos de administração atualmente.

* Se examinarmos o currículo do curso de Administração, veremos quanto Fayol o influenciou.

Considerações
Referências Bibliográficas
BIEGELMEYER, U. H. ; BRIDI, C. D. ; CAMARGO, M. E. ; DARISBO, A. ; Erich Charles Henri Dorion ; SEVERO, E. A. ; OLEA, Pelayo Munhoz . Classical Management Approach in Brazilian Technology Based Industries. In: 22nd International Conference on Management of Technology- IAMOT 2013, 2013, Porto Alegre. Proceedings-IAMOT 2013. Porto Alegre:UFRGS- NITEC.

ETZIONI, Amitai. Modern Organizations. Englewood Cliffs: Prentice-Hall, Inc. Editora,1964. (Capítulo 3: The Classical Approach)

ETZIONI, Amitai. Organizações Modernas. São Paulo: Livraria Pioneira Editora,1980. (Capítulo 3: A Teoria Clássica)

FAYOL, Henri, 1841 – 1925.
Administração industrial e geral: previsão, organização, comando, coordenação, controle / Henri Fayol, tradução de Irene de Bojano e Mário de Souza. 10. ed. – 11. reimpr. – São Paulo: Atlas, 2011.

TAYLOR, Frederick Winslow, 1856 – 1915.
Princípios de administração cientifica / Frederick Winslow Taylor; tradução de Arlindo Vieira Ramos. 8. ed. – São Paulo : Atlas. 1990.

Da
formalização dos procedimentos
,
três delas consideraram como muito importante e

duas delas acreditavam ser importante
.

Preocupação com uma
estruturação hierárquica eficiente
,
80% consideram importante, 20% este item é muito importante
. (Validando a visão de Fayol)

Treinamentos formais e periódicos
, para funcionários do setor produtivo. Todas confirmaram que estes programas
faziam parte de sua política de qualificação da mão- de- obra
.

A
divisão das tarefas
dos colaboradores
das áreas de produção
da empresa também foi abordada neste trabalho, onde se verificou de um modo geral, que os
funcionários
ainda podem ser
considerados como especialistas
, pois atuam em apenas uma área do processo.
Quanto a
importância das capacidades administrativas, técnicas, comerciais, financeiras, de segurança e de contabilidade
para quatro funções que compõe a
hierarquia das empresas
, sendo elas diretoria, gerência, supervisão e colaborador de fábrica, onde se buscou relacionar ao pensamento de
Fayol
também foram solicitadas.

Com relação à capacidade administrativa verificou-se que 83% do total dessa competência nas empresas pesquisadas está concentrada em diretores e gerentes, confirmando a tendência apontada por Fayol de que a maior parte desta competência deve recair sobre a alta administração.
Além disso, todas as empresas do estudo atestaram que se utilizam de prêmios ou recompensas financeiras com o objetivo de motivar seus funcionários a cumprirem e ultrapassarem as metas estipuladas. De acordo com a pesquisa, o principal incentivo financeiro disponibilizado aos colaboradores é um percentual na participação nos lucros e resultados alcançados.
Em virtude de seus históricos de formação e do ambiente de trabalho, onde realizaram suas pesquisas, torna-se natural que Fayol, assim como Taylor, tenham focado seus estudos em métodos de trabalho ou em melhores formas de executar as atividades.
Full transcript