Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Histórico e desenvolvimento da Taxonomia: sistema de classificações naturais e artificiais.

No description
by

on 14 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Histórico e desenvolvimento da Taxonomia: sistema de classificações naturais e artificiais.

Histórico e desenvolvimento da Taxonomia
Dr. João Paulo Morselli
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia - UFRB
Sistema de classificações naturais e artificiais
Origem única da vida e relações de parentesco evolutivo.
Darwin - 1837
Mais antigo e abrangente entre todos os campos da biologia.
Sistemática
George Gaylord Simpson
Taxonomia
‘leis de arranjo’ – taxis (arranjo) e nomos (lei)
Estudo teórico de classificação e da criação das regras de
nomenclatura bem como descrição a e identificação de espécies.
Ciência que estuda a diversidade dos seres vivos e seus padrões de parentesco e evolução.
"O estudo dos tipos e diversidades da vida na Terra, e de quaisquer
e todas as relações entre eles.
Sistemática
Contínua, desde sua rotineira nominação e descrição de espécies, passando pela compilação de grandes compêndios e monografias faunísticos, até estudos mais sintéticos, como o ajuste dessas espécies em classificações que descrevem suas relações evolutivas, análises biogeográficas, estudo de biologia e genética de populações, estudos evolutivo e de especiação.
Ernest Mayr
Mayr designou três estágios de estudo dentro desse contínuo:
Alfa – grupo de organismos é descoberto ou encontra-se em um estado
pobre de conhecimento (descrição de novas espécies);
Beta e Gama – conduz estudos evolutivos.
Documentar e entender a diversidade biológica da Terra, reconstruir a historia dessa diversidade biológica e desenvolver classificações evolutivas.
Causas para esse interesse rejuvenescido na biologia sistemática:
1-consciência de que foram treinados poucos sistematas durante os
últimos 30 anos;
2- descoberta recente de um grande número de compostos naturais
ocorrentes em animais e plantas, com propriedades medicinais;
3-estado de deterioração rápida nos trópicos, nos quais acredita-se que
esteja abrigado 80% do total das plantas e animais da Terra.
Construção de uma classificação: consiste basicamente em analisar padrões na distribuição dos caracteres entre os organismos.
Classificação - dois significados :
1 - significa o processo de classificar, o qual consiste em delimitar,
ordenar e classificar os organismos em grupos.
2 - significa o produto desse processo, ou o próprio esquema
classificatório.
Sistemática
Sistemática
Classificação
Consiste em analisar padrões na distribuição dos caracteres entre os organismos.
Com base em tais análises, espécimes são agrupados:
Classificação
Sistema de subordinação de táxons (taxa) organizados de uma maneira hierárquica e que segue uma teoria
básica.
Classificação
Se os táxons são agrupados corretamente, de acordo com seu grau de similaridade compartilhada, a hierarquia refletirá padrões de descendência evolutiva
Evolução das Classificações Biológicas
Ernst H. P. A. Haeckel - 1866
"Systema naturae per regna tria naturae, secundum classes, ordines, genera, species, cum characteribus differentiis, synonymis, locis"
1735
1758 - 10ª edição - iniciou a aplicação da nomenclatura binominal zoológica.
Carl Woese - 1970
Sistemas de Classificação
Empíricas
Racionais
não leva em conta as características estruturais dos seres vivos
baseadas nas características estruturais dos seres vivos
.
Práticas (homem primitivo) – baseadas na observação e no interesse que
os seres vivos tinham para o homem e que lhes permitiam a sua
sobrevivência.
Artificiais (desde o século IV a.C. – século XVIII) – baseado em um número
restrito de características.
Ex: classificação de plantas baseadas no porte: árvores, arbustos,
subarbustos e ervas.
classificação dos animais de Aristóteles (IV a.C)
classificação dos animais de Lineu (século XVIII)
Naturais (séculos XIX e XX) – baseadas em um grande número de
características, utilizando todos os dados possíveis.
Horizontais
Período pré-Darwiniano - não admitem a evolução.
-
Fenéticas
: não admitem a evolução dos seres vivos.

Ex: lapas e as cracas desenvolveram conchas cônicas semelhantes
através da convergencia, o que as liga em termos fenéticos.
Verticais
ou
Período pós-Darwiniano – modificaram-se de acordo com
os dados filogenéticos.
Sistemas Filogenéticos
Classificam os seres vivos segundo:
• sua ascendência e descendência;
• de acordo com sua sequência evolutiva, refletindo relações genéticas;
• considerando as relações de parentesco, tendo em conta o fator tempo.
-
Filéticas
: admitem a evolução dos seres vivos.
Grupo monofilético - grupo de espécies que inclui a espécie ancestral e
todos
os seus descendentes – ou seja, um
grupo natural
.
MONOFILETISMO
Em outras palavras, um táxon monofilético é um grupo de espécies cujos membros estão relacionados uns aos outros por uma história de descendência (com modificação) única a partir de ancestral em comum – uma linhagem evolutiva única.
PARAFILETISMO
Grupo cujas espécies-membros são todas descendentes de um ancestral comum, mas que
não contém todas as espécies
descendentes desse ancestral é chamado um grupo parafilético (
grupo artificial
).
O parafiletismo implica que, por alguma razão (por exemplo, falta de conhecimento, manipulação proposital de classificação), alguns membros de um grupo natural foram colocados em um grupo diferente (grupo artificial). Existem muitos táxons parafiléticos dentro das classificações atuais para animais e plantas.
SIMILARIEDADE
Avaliada com base nas características compartilhadas pelos organismos.
Sendo assim semelhantes teremos organismos relacionados, (parentesco genealógico) fundamental para a biologia evolutiva.
Padrões de relacionamento são exibidos em diagramas ramificados chamados árvores (árvores filogenéticas, genealógicas ou evolutivas).

Uma vez construídas, tais árvores podem ser então convertidas em esquemas de classificação, os quais são um modo dinâmico de se representar nossa compreensão sobre a história da vida na Terra.
IMPORTÂNCIA
Classificações são necessárias por diversas razões, não apenas para catalogar eficientemente o enorme número de espécies de organismos na Terra;
Sua função não é só servida pelas descrições que definem os táxons, mas também, pelas hipóteses detalhadas de relações evolutivas - os padrões de ancestralidade e descendência descritos em árvores filogenéticas;
Estão sujeitas a refutação, refinamento e crescimento à medida que novos
dados tornem-se disponíveis;

Esses dados podem ser na forma de novas espécies ou características de
organismos, novas ferramentas para análise do caráter, ou novas ideias a
respeito de como as características são avaliadas;
Theodosius H. Dobzhansky
Ernst Mayr
George Gaylord Simpson
Principais teóricos da síntese evolutiva moderna
Em outras palavras...
ONTOGENIA RECAPITULA A FILOGENIA
Ernst H. P. A. Haeckel - 1866
Lapa
Craca
Lapa
Craca
Caranguejo
Ex: plantas venenosas
plantas medicinais
plantas comestíveis
IMPORTÂNCIA
Leitura recomendada
Mudanças nas classificações refletem as mudanças em nossa visão e
compreensão sobre o mundo natural.
Até a próxima aula!
Carl von Linné
Full transcript