Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Memórias de um sargento de milícias

No description
by

Mônica Silva

on 17 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Memórias de um sargento de milícias

Por Professora Mônica Maria.
Memórias de um sargento de milícias
1854 - Tomo I
1855 - Tomo II

Manuel Antônio de Almeida

(um brasileiro - assim assinou o livro)

1831 - 1861;
Concluiu a faculdade de medicina, mas nunca exerceu. Foi professor, jornalista, escritor e tentou a política;
Quando era diretor da Tipografia Nacional, conheceu Machado de Assis (menino);
Escreveu um único livro.
A obra:
"Era no tempo do rei" = contexto histórico = caracteriza o Romance de costumes;
"Era uma vez..." = contos de fadas = indeterminação temporal = atemporal = sentido conotativo;
Publicado, antes, em folhetins semanais = 1852/53;
Considerado pré-realista;
características comuns ao Romantismo = publicado em folhetins e final feliz;
Normalmente, "memórias" são narradas em 1ª pessoa;
Narrador = 3ª pessoa, onisciente;
Digressões - narrativa não-linear;
Romance:
de costumes;
urbano com estrutura de novela;
picaresco = pícaro;
Lazarillo de Tormes.
A obra:
Estilo jornalístico
comentários = metalinguagem;
paradoxal = contrastes entre ordem/desordem, moral/imoral;
traços carnavalizados;
caricatural;
irônica;
original;
não apresenta a burguesia;
subtítulo da capa de 1875 = "Um romance de costumes brasileiros".
Destino negativo;
medíocre;
inocente;
abandonado;
tem protetores;
atitude inconsequente.
Linguagem:
popularesca;
coloquial;
conotativa;
figurada.

Personagens:
- Reconhecidos pelas profissões e/ou características físicas;
- Todas perpassam ordem e desordem - não há maniqueísmo na obra.

Leonardinho:
Protagonista;
Pícaro;
Anti-herói;
malandro;
sempre em apuros;
protegido;
personagem dinâmica;
paradoxal;
final feliz;
Falhas na obra:
- Na construção da obra, muitas vezes, há falhas que se explicam devido ao fato de o livro ter sido escrito em meio à algazarra de uma república de estudantes, como testemunha o biógrafo de Manuel Antônio, Marques Rebelo:

a) A amante de Leonardo pai, na primeira parte, figura como sobrinha da parteira; na segunda, aparece como filha desta.

b) Por outro lado, os primos de Vidinha inicialmente eram três e no final só aparecem dois.

c) A moça cujo rapto foi atribuído a José Manuel aparece como filha de uma viúva, mas, pouco depois, o mesmo José Manuel foi salvo graças ao pai da rapariga.

Fonte: http://www.coladaweb.com/literatura/analise-de-obras/memorias-de-um-sargento-de-milicias
Características da novela:
pluralidade dramática;
sucessividade;
tempo = histórico;
linguagem simples e clara;
baseia-se num conflito.
Curiosidade:

- Major Vidigal realmente existiu.
Full transcript