Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Estudo de caso - Implementação de um SIG

No description
by

Handerson Lucas Melo

on 15 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Estudo de caso - Implementação de um SIG

Principais Usos e Benefícios
O potencial de oportunidades no uso de SIGs é semelhante entre as concessionárias.

Após um estudo detalhado em torno de 70% das funções informatizáveis podem-se beneficiar com a tecnologia de SIGs.

Considerando também a privatização do setor, o leque de novos negócios e possibilidades de uso se abre.

O que é um SIG ?
Estudo de caso
Implementação de um SIG


SIG: Sistema de Informações Geográficas, ou GIS (Geographic Information System) é um sistema composto por software, usuário, hardware, dados e metodologia (ou técnicas) de análise, que permite o uso integrado de dados georreferenciados com uma finalidade específica.

Este estudo pauta-se sobre uma visão mais global de como tratar de SIGs em
consessionárias elétricas.


Potenciais Participantes do Projeto e Oportunidades de Parceria
Internos a empresa.
O SIG em concessionárias devem ser tratados de forma corporativamente, havendo uma organização participante.

Externos a empresa.
Considerando três parcerias fundamentais:

1
- A primeira é a obtenção e uso de dados cartográficos.
2
- Os novos negócios. Mesmo sem a privatização algumas das concessionárias de energia já possuem parceiras no mercado
3
- Parceiro natural que é a empresa proprietária do software de geoprocessamento ou seu representante no Brasil, pelo menos uma parceria técnica na fase de absorção da tecnologia e desenvolvimento de protótipo ou projeto inicial.


Como Deve Ser a Administração e o Controle do SIG?
As concessionárias já possuem uma estrutura orgânica formal que tende a ser respeitada no inicio dos projetos. Na pratica o que pesa é a diferença estratégica de curto, médio e longo
prazo, para definir o projeto inicial.

Analisando o SIG corporativamente, os diferentes projetos com diferentes visões estratégicas ficam visíveis, mas também ficam visíveis processos básicos comuns a eles, o que direciona o projeto inicial para a automação de mapas.
Custos externos:
É um processo comum entre as concessionárias obterem através do BID investimentos necessários para tocar os projetos iniciais, mas algumas optam por seus próprios recursos e neste caso podemos considerar:

Etapas de um projeto inicial:
A do conhecimento, Absorção da tecnologia e desenvolvimento, Implantação

Novos projetos:
Desenvolvimento, Implantação na empresa e Implantação noutra empresa.

Conversão de dados.
Licitações em parceria com as demais concessionárias e órgãos interessados.

Principais usos SIG
Cadastro cartográficos de mapas
Cadastro de redes
Análise de redes de distribuição
Projetos e obras
Planejamento e proteção
Atendimento a clientes
Gerência de serviços
Acompanhamento de reservatórios

Entre outros.
Quanto aos benefícios:
Eficiência nos processos atuais
: São os benefícios quantificáveis comparando-se os procedimentos atuais com aqueles baseados no SIG.

Capacidades expandidas decorrentes da implementação do SIG
:
São os benefícios que só podem ser obtidos após a implementação do sistema.

Benefícios resultantes de eventos não previsíveis
: São os benefícios que podem emergir como resposta a eventos não previsíveis.

Bryan Brito
Fagner Lucas
Handerson Lucas

Principais Usos e Benefícios

Naturalmente outros fatores terão que ser considerados para optar-se por uma utilização tão abrangente, o que mostra claramente o quão estratégico são os SIGs para as concessionárias.

Quanto aos benefícios:
Benefícios intangíveis
: São benefícios diversos e variam em tipo e significado.

Possibilidade de comercialização de aplicativos e serviços.

Como Deve Ser a Administração e o Controle do SIG?
A base do SIG, também para uma concessionária, são os cadastros básicos, cartográficos e de redes.

O SIG deve ser implantado de forma distribuída o que faz com que as concessionárias, tradicionalmente operantes com sistemas centralizados, tenham que se reestruturar para a implantação, aumentando a complexidade da própria administração e controle.

Áreas Prioritárias
Cada empresa tem suas prioridades técnicas e políticas.
O importante é que a analise seja abrangente para ficar claro as prioridades técnicas e o melhor aproveitamento das bases instaladas. Tradicionalmente uma concessionária de energia tem investido ao longo do tempo no georreferenciamento dos objetos que compõem a rede elétrica, mesmo manipulando esta informação num sistema alfanumérico.
Considerando fundamental a automação de mapas, cadastro cartográfico e de rede elétrica.

Implantação - Fase 1: Preparação
Introdução da tecnologia;
Conhecer o mercado e o potencial das soluções existentes;
Experiência em diferentes softwares;
Análise de oportunidades;
Divulgação interna do potencial;
Definição do patrocinador;
Estudo de viabilidade;
Preparar equipe técnica;
Aquisição e estruturação do laboratório de desenvolvimento.


Implantação - Fase 2: Desenvolvimento do projeto inicial
Treinamento da equipe técnica;
Desenvolvimento de projeto experimental;
Modelagem de dados;
Desenvolvimento de protótipo;
Disseminação do conhecimento;
Marketing da tecnologia;
Desenvolvimento do projeto inicial;
Preparação de usuários;
Conversão de dados;
Operacionalização da solução;
Implementação para uso.


Implantação - Fase 3: Prosseguir
Reavaliação do plano estratégico de sistemas;
Introdução de novos projetos;
Parceria interna para desenvolvimento;
Parceria externa para desenvolvimento e comercialização;
Restruturação da equipe técnica;
Treinamento técnico de novos membros.


Fatores Críticos para Continuidade, Crescimento e Sucesso do SIG:
Se você teve sucesso no projeto inicial o geoprocessamento passa a ser um ciclo continuo de novos negócios.
Podemos considerar como fatores críticos os seguintes pontos:

Falta de qualidade
Planejamento com uma visão restrita;
Modelo de dados direcionado a apenas uma função;
Instabilidade do software;
Integração com os sistemas atuais;
Manutenção excessiva da base cartográfica.

Fatores Críticos para Continuidade, Crescimento e Sucesso do SIG:
Estrutura de produção
Estruturar ambiente de produção;
Treinamento continuo de usuários;
Desenvolva os procedimentos de uso com o próprio usuário;
Suporte técnico local;
Equipe de manutenção.


Fatores Críticos para Continuidade, Crescimento e Sucesso do SIG:
Planejamento
Grupo de operacionalização
Plano de implantação, divididos em Inicial e Incremental.

Novos parceiros
É necessário agilizar o atendimento da demanda de novos aplicativos. Logo, será preciso uma parceria para desenvolvimento e comercialização de produtos ou procurar no mercado soluções prontas que possam ser adquiridas desde que a equação de viabilidade seja positiva.



Considerações finais
A partir deste estudo podemos concluir que é complicado a implementação de um SIG que satisfaça tudo.
Todavia é necessário que as empresa tenham uma noção de que existem riscos a serem enfrentados, porém se não conseguir alcançar todos os objetivos a mesma deve tentar por outros caminhos cumprir a implementação, sem retroceder, dialogando bastante, reciclando o planejamento e em nenhuma hipótese chegar a perder o foco na realização das atividades.


OBRIGADO !
Full transcript