Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

UM MUNDO SUPER POVOADO

No description
by

Beatriz Braga

on 2 June 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of UM MUNDO SUPER POVOADO

UM MUNDO SUPERPOVOADO
OS DIFERENTES RITMOS DE CRESCIMENTO POPULACIONAL
DIFERENÇAS NAS ESTRUTURAS ETÁRIAS
TM infantil
A EVOLUÇÃO DA
POPULAÇÃO MUNDIAL

Esta redução, não evitará que em 2050, a população atinja cerca de 9191,3 milhões, segunda a projeção da ONU.
PROBLEMAS DECORRENTES DA
ELEVADA PRESSÃO DEMOGRÁFICA
Necessidade de aumento de produção
Utilização de recursos naturais muito elevada
Equilíbrio bioclimático do planeta está em risco devido à redução dos recursos
TEORIA
TRANSIÇÃO
DA
DEMOGRÁFICA
REGIME
DEMOGRÁFICO PRIMITIVO
TRANSIÇÃO DEMOGRÁFICA –FASE 1
REGIME
DEMOGRÁFICO MODERNO
TRANSIÇÃO
DEMOGRÁFICA – FASE 2
CAUSAS DA TN ELEVADA

• Pais necessitavam da ajuda dos filhos na
atividade agrícola pois eram mão-de-obra não
remunerada;
• Trabalho infantil era permitido e não existia
escolaridade obrigatória;
• Mulher era, sobretudo, mãe e dona de casa;
• Casamentos eram muito precoces;
• Não existiam métodos de controlo da natalidade;
• Não existia planeamento familiar.


CAUSAS DA TM ELEVADA

• Deficiente alimentação;
• Falta de higiene;
• Ausência de métodos eficazes de cura e de prevenção;
• Mortalidade variável ciclicamente devido a guerras, pestes, epidemias e fomes.


CAUSAS DA DIMINUIÇÃO DA TM
• Facto da Revolução Industrial ter sido precedida de uma
• Revolução Agrícola;
• Melhorias alcançadas no campo da medicina;
• Melhorias em termos de alimentação e higiene


EXPLOSÃO
DEMOGRÁFICA
CAUSAS DA DIMINUIÇÃO DA TN
• Taxa de actividade feminina aumenta;
• vontade individual aumenta.
• Aumento da idade do casamento
• a mulher pode melhorar as suas
prespetivas profissionais
• entre outros, …

TCN = reduzida/estagnada
Pirâmide etária do Sudão
Pirâmide etária da Itália
Exemplo de como tem havido uma redução acentuada dos jovens, devido à quebra registada na taxa de fecundidade.
A ESTABILIZAÇÃO DA POPULAÇÃO NO NORTE
TM geral

AUMENTO DA ESPERANÇA MÉDIA DE VIDA
ENVELHECIMENTO DEMOGRÁFICO
DOS PAÍSES DESENVOLVIDOS
TM - muito reduzida
TN - muito reduzida
TCN nula ou negativa
DIFERENÇAS
EUROPA
EUA
• Estabilização da população graças ao saldo migratório positivo;
• Índice sintético de fecundidade inferior a 2,1 filhos por mulher.

Dimunuição da fecundidade;
Aumento da esperança média de vida
ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO
REDUÇÃO DO CRESIMENTO NATURAL

• TCN positiva
• Saldo migratório positivo
• Índice sintético de fecundidade com
valores muito próximos do índice de
renovação de gerações

ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO PROCESSA-SE A UM RITMO LENTO
CAUSAS DAS
MUDANÇAS DEMOGRÁFICAS
• Transformação das estruturas familiares
• Emancipação da mulher
Desenvolvimento dos métodos contracetivos
AS IMPLICAÇÕES DEMOGRÁFICAS E ECONÓMICAS DO
ENVELHECIMENTO DA POPULAÇÃO
A perturbação do normal funcionamento da economia é uma das principais consequências do envelhecimento demográfico de um país.
DIMINUIÇÃO DA FECUNDIDADE
• Envelhecimento da população ativa, o que no futuro colocará em causa a organização do trabalhado e a valorização dos recursos humanos.
As consequências da não renovação de gerações
Aumento das despesas com a saúde
A carga fiscal sobre a população ativa tem sofrido um agravamento
• Contratação da população em idade ativa e ao consequente desequilíbrio da relação entre ativos e inativos

• Solidariedade familiar descendente
• Ações de solidariedade na comunidade ou de defesa do ambiente
• Elevam o nível de vida de algumas famílias o que acaba por dinamizar as atividades económicas
• Entre outros



AS POLÍTICAS NATALISTAS
NOS PAÍSES DESENVOLVIDOS
Quando pensamos no conceito mundo “superpovoado”, logo nos vem à cabeça imagens como:
ÍNDIA
NOVA IORQUE
METRO DE SÃO PAULO
O crescimento explosivo da população mundial é um fenómeno recente.
Em 1800 a população mundial não ultrapassava os mil milhões.
Mas em 1999 o planeta Terra já albergava mais de 6 mil milhões
de seres humanos. E em 2008, com 6749,7 milhões de habitantes.

Apesar da taxa de crescimento natural da população ter diminuído ligeiramente nos últimos 30 anos, o acréscimo anual verificado no total da pop. mundial traduziu-se num crescimento explosivo da pop mundial.(gráafico 1) As Nações Unidas prevê uma redução do crescimento natural de aproximadamente 78 milhões de pessoas por ano.
As suas causas podem ser variadas, desde o desenvolvimento tecnológico e com ele o aparecimento de contraceptivos á própria crise financeira que se encontra em vários países que não possibilita as famílias a crescerem.(gráfico2)
GRÁFICO 1
GRÁFICO 2
Em termos demográficos as grandes assimetrias dizem respeito aos diferentes ritmos de crescimento da população verificados nos países desenvolvidos e nos países em desenvolvimento.
Nos países desenvolvidos existem alguns q já atingiram ou estão prestes a atingir uma taxa de crescimento natural nula ou até negativa.

Os países em desenvolvimento (todo o continente africano, a america latina e a ásia), excluindo o japão), albergam 82% da população mundial.
Todo o aumento da população depende de fatores como as taxas de natalidade e mortalidade, e influenciam a evolução da esperança média de vida.

Pelo fato dos países apresentarem diferentes ritmos de crescimento populacional, foi criado um modelo para se identificar as grandes transformações demográficas que ocorreram ou estão a ocorrer.

Muitos demógrafos consideram a evolução da população incluída numa lógica de causa – efeito conhecida por TEORIA DA TRANSCIÇÃO DEMOGRÁFICA.
Até meados do século XIX verificou-se um ritmo de crescimento da população muito lento
Taxa de Crescimento Natural muito reduzida
De meados do século XIX, após a Revolução Industrial, até à II Guerra Mundial, registou-se um grande crescimento populacional.
Taxa de Crescimento Natural aumenta
Após a II Guerra Mundial assiste-se a uma modificação do comportamento da população.
Taxa de Crescimento Natural começa a diminuir
(De um modo geral, os países em desenvolvimento situam-se nesta fase)
O modelo da Transição Demográfica só admite duas fases de transição. Todavia, referencia-se uma terceira fase onde.
Os países desenvolvidos encontram-se nesta última fase da transição demográfica e alguns países até já entraram numa fase a que se começou a chamar de PÓS-TRANSIÇÃO devido ao facto do seu nível de fecundidade não garantir a substituição das gerações e do nº de óbitos ser superior ao de nascimentos.
PAÍSES DESENVOLVIDOS:
• Redução acentuada dos jovens devido à redução acentuada das TN/TF.
• Aumento da proporção de idosos devido ao aumento da esperança média de vida
• Bases a estreitarem e topos largos
• Só os imigrantes poderiam aumentar a TF, mas estes rapidamente adotam os comportamentos dos países de acolhimento.

PAÍSES EM DESENVOLVIMENTO:
• Elevadas TN/TF, q se refletem no elevado nº de jovens.
• Bases largas e topos estreitos

índice sintético de fecundidade incapaz de assegurar a renovação das gerações
E OUTRAS COMO:
• Revolução dos costumes
• Melhoria do nível de vida
• Mudanças sociais
• Processo de urbanização


E outros como:
poderá diminuir.
• As despesas c a saúde têm aumentado
• A carga fiscal sobre a população ativa tem sofrido um agravamento.
• Aumento das pessoas solitárias c mais de 60 anos
• Degradação da situação económica e social dos idosos

No entanto, a população idosa não pode ser vista como um peso a suportar pela sociedade, pois o seu contributo positivo faz-se através:
POPULAÇÃO IDOSA NO MUNDO - Podemos verificar que, no geral se verifica nos países desenvolvidos.
Já que, como vimos anteriormente, os países em desenvolvimento têm uma esperança média de vida muito baixa.
Os países desenvolvidos, em particular França, foram os 1os a sentir a necessidade de adotar medidas de incentivo à natalidade.
• Prolongamento das lincenças de parto
• Horários de trabalho reduzidos e flexíveis
• Restrição de práticas anticoncecionais com recurso ao aborto
• Aumento do abono de família a partir a partir do 2º ou 3º filho ou no caso de famílias numerosas ou de rendimentos baixos.
• Desenvolvimento do sistema social dos + jovens como creches e jardins de infância comparticipados pelo estado
• Entre outros..

RESULTADOS
Eficácia da aplicação destas medidas ainda se encontra em estudo, no entanto:
• As taxas de natalidade sofreram um ligeiro aumento
• Inverter as tendências verificadas em muitos países desenvolvidos
• O índice sintético de fecundidade aproximou-se de valores considerados necessários à substituição de gerações.
Full transcript