Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

O Estado Novo de Salazar

No description
by

Inês Soares

on 16 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of O Estado Novo de Salazar

O Estado Novo de Salazar
A Ditadura
A ditadura Salazarista
Colónias portuguesas
A crise do Estado Liberal Português
1908
1910
1917
1911
1890
1851
Regicídio
http://realfamiliaportuguesa.blogspot.pt/2013/01/o-regicidio-nao-foi-esquecido-jamais-o.html
Implantação da República
http://pt.wikipedia.org/wiki/Implanta%C3%A7%C3%A3o_da_Rep%C3%BAblica_Portuguesa
Constituição de 1911
Primeira República
Revolução do 28 de Maio
Sidónio Pais
A Regeneração
Revolução dos transportes
Livre-cambismo
Exploração da agricultura para exportação
Arranque insdustrial
Ultimato britânico
http://comunidade.sol.pt/blogs/olindagil/archive/2008/04/02/O-ultimato-ingl_EA00_s-e-o-Mapa-cor_2D00_de_2D00_rosa.aspx
República parlamentarista
9 Presidentes
45 Governos
Ditadura militar
1926
Braga
Gomes da Costa
Ditadura militar
Mendes Cabeçadas
Republicano moderado
Sinel Cordes
Monárquico conservador ou radicalista?
Gomes da Costa
Direita conservadora ?
Óscar Carmona
Autoritarrismo republicano moderado
Salazar
O ponto final.
Anos cruciais
Golpe de Estado
Vimieiro, 28 abril 1889
1910-14 Curso de Direito em Coimbra
1926-28 Ministro das Finanças
1932 Primeiro-ministro
Lisboa, 27 julho 1970
1930
1932
1936
1933
1926
1927
Salazar, presidente do Conselho
Nova arrumação de receitas orçamentais
Aumento das contribuições prediais
Desagravamento do "imposto de salvação pública"
Constituição
Declaração de direitos
Separação de poderes
Assembleia legislativa e fiscalizadora do Governo
União Nacional
"Não foi (...) um partido de governo, mas sim um partido do Governo"

Braga da Cruz
Mocidade Portuguesa
http://bigslam.pt/historia/bau-das-memorias/saudades-da-saudade-iii-por-fortunato-sousa/
Sociedade das Nações
Carência de ideias claras sobre o futuro
Ausência de uma figura indiscutível
Desastrosa gestão financeira e administrativa
Mendes dos Remédios
Ministro da Instrução
Oliveira Salazar
Ministro das Finanças
Manuel Rodrigues
Ministro da Justiça
Exigências:
Todos os ministérios estarão sujeitos à verba atribuída pelo ministro das Finanças

Qualquer medida com influência direta nas receitas ou despesas do Estado devem ser previamente discutidas com o seu gabinete

O ministro das Finanças pode opor-se a todos os aumentos de despesas
Medidas
Salário mínimo
Horários
Codições laborais
Contratação coletivo
subsídio de desemprego
Segurança social
Construção de bairros sociais
Vantagens concedidas aos patrões
Edificar e consolidar o regime
Definir quem é adversário
Lei fundamental do regime
Quem pode organizar-se e como
Projeção colonial
Aliança com Inglaterra
Segurança do lado espanhol
Reforço e independência do executivo
Executivo isento de responsabilidades perante a Assembleia
Decretos
Prioridades
Solucionado o problema financeiro
Estruturada a ditadura
Consolidado o poder
Estado Novo
Eliminação das diferentes correntes da oposição
Regulamentação da censura
Secretariado de Propaganda Nacional
Polícia de Vigilância e Defesa do Estado (PVDE)
"Sei muito bem o que quero e para onde vou, mas não se me exijo que chegue ao fim em poucos meses"

1928
Guerra Mundial
Perspetivas de uma futura vitória dos Aliados
Incentivo à oposição

Necessidade de revitalizar política e economicamente o regime
Benefícios económicos
Repercussões sociais
Aumento dos preços dos serviços da marinha mercante

Regresso de capitais expatriados

Entrada de pessoas e capitais estrangeiros
Redução do abastecimento

Mercado negro

Subida dos preços ao consumo

Queda brusca dos salários
Descontentamento social
Oposição militar
Oficiais comprometidos com a oposição política e organizados num comité militar da MUNAF
Hierarquia militar republicano-conservadora
1945
1947
1949
1944
Remodelação do Governo
Eleições legislativas
Consciente da pressão da nova conjetura

Confiante de que os benefícios, até então alcançados, seriam reconhecidos

Reforçar a legitimidade do regime
Renovação do Governo
Marcello Caetano Santos Costa
Aliança Atlântica
"Legitimação da ditadura moderada de Salazar"
Cria mal-estar militar
Relança a conspiração
Decretou amnistia limitada

Delitos políticos passaram para a jurisdição militar

A PIDE adoptou uma aparência de polícia judicial

A censura atenuou-se

A União Nacioanl perdeu o seu monopólio representativo

Aumentou-se o número de deputados

Ampliaram-se as competências fiscalizadoras e legislativas da Assembleia
Movimento de Unidade Democrática
Campanha de denúncias e reivindicações democráticas
Adesão dos populares
Intervenção do regime
1951
Eleições Presidenciais
Quintão de Meireles Marcello Catano
Eleições Presidenciais
Humberto Delgado Américo Tomás
1958
Grande agitação social
MNI ganha corpo revolucionista militar
Proclamava as misérias da ditadura
Ameaçava exonoravar Salazar
Perseguindo o general Delgado
Recrudescendo a repressão
Suprimindo o sistema de eleição direta do Presidente da República
Afastou Caetano e Santos do governo
Botelho Moniz assumiu pasta da Defesa
País pouco desenvolvido
Política industrialista

Guerra em África

Incorporação nas instituiçoes económicas internacionais
População a diminuir
Taxa de nataliadade a descer

Aumento da emigração
Mudança da economia e da sociedade
Agricultura Indústria

Representação 50% 32% 25% 33%
Produto interno 27% 13% 34% 50%

1950 1970 1950 1970
Despovoamento em prol do litoral

Crescimento do setor terciário

Modernização da economia e da sociedade

Abertura ao exterior (meios de comunicação)

Experiência dos emigrantes e dos turistas
Valor da liberdade
Diversidade de opções
Diálogo e negociação como formas de viver numa sociedade
Evolução do regime e questão colonial
1961 Transatlântico Santa Maria Insurreição nacionalista em Angola
Conspiração de Moniz Goa, Damão e Diu invadidas e
incorporados na União Indiana

1962 Assalto à Infantaria de Beja

1963 Insurreição nacionalista na Guiné

1964 Insurreição nacionalista em Moçambique
Acusações contra o colonialismo explorador
1951 "Províncias ultramarinas"

1961 Igualdade legal a todos os habitantes do ultramar
Extinção do regime de cultivo obrigatório de algodão
Fim do trabalho obrigatório
Fixação da população branca
Vínculos com a metrópole
Desenvolvimento da economia das colónias
Movimentos independentistas
Guiné e S. Tomé e Príncipe
Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC)

São Tomé e Príncipe
Comité de Libertação de S. Tomé e Príncipe (CLSTP)

Angola
União das Populações de Angola (UPA) -> Frente Nacional de LiBertação de Angola (FNLA)
União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA)
Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA)

Moçambique
Frente de Libertação de Moçambique (FRELIMO)


Álvaro Cunhal
Regresso do Comunismo
Mário Soares
Ação Socialista Portuguesa, 1964

Partido Socialista, 1973
1969
1973
1974
1968
1965
Eleições legislativas
Vitória pírrica de Marcello Caetano
III Congresso da oposição democrática
Reconstrução da plataforma unitária das forças da oposição

Encontro entre Soares e Cunhal
Rápido aumento dos salários
Aumento da dívida pública
Rápida subida da inflação
Crise do petróleo
Guerra colonial
Movimento Capitães
"Portugal e o Futuro" - Spínola


16 março, Caldas da Rainha
Assassinato de Humberto Delgado
A queda!
Lesão cerebral afasta Salazar do Governo
Agitação social
Endurecimento do regime
Degradação do nível de vida
Greves dos trabalhadores
Contestações estudantis
Mobilizações católicas
Otelo Saraiva de Carvalho 25 de abril
http://imanol-zubero.blogspot.pt/2011/04/grandola-vila-morena.html
http://aidaespacohistoria.blogspot.pt/2011/04/iii-congresso-da-oposicao-democratica.html
Fotobiografias século XX, António de Oliveira Salazar
Marcello Caetano
http://www.tsf.pt/multimedia/galeria/Default.aspx?content_id=2900641
http://grabois.org.br/portal/cdm/noticia.php?id_sessao=28&id_noticia=9861
http://restosdecoleccao.blogspot.pt/2010/05/o-ano-de-1973.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_Colonial_Portuguesa
http://portogente.com.br/10877?id=%3A10877
http://estoriasdahistoria12.blogspot.pt/2012/03/marcello-caetano.html
http://porabrantes.blogs.sapo.pt/tag/adriano+moreira
http://www.fmsoares.pt/aeb_online/visualizador.php?nome_da_pasta=06278.04329&bd=Fotografias
http://estoriasdahistoria12.blogspot.pt/2012/03/marcello-caetano.html
http://expresso.sapo.pt/cinema-john-ventimiglia-no-papel-de-humberto-delgado=f631968
http://corta-fitas.blogs.sapo.pt/tag/am%C3%A9rico+thomaz
http://histgeoalfandega.blogspot.pt/2010_02_01_archive.html
http://www.infopedia.pt/$sinel-de-cordes-militar-portugues
http://en.wikipedia.org/wiki/Manuel_de_Oliveira_Gomes_da_Costa
http://clubehistoriaesvalp.blogspot.pt/2010/03/marechal-antonio-oscar-de-fragoso.html
http://liceu-aristotelico.blogspot.pt/2010/07/o-silogismo-cornudo.html
http://liceu-aristotelico.blogspot.pt/2010/07/o-silogismo-cornudo.html
Fotobiografias do século XX, António de Oliveira Salazar
Fotobiografias do século XX, António de Oliveira Salazar
http://www.flickr.com/photos/biblarte/4025403481/
http://revolucaoindustrial.webnode.pt/o-arranque-industrial/
http://historiaaberta.com.sapo.pt/lib/doc012.htm
http://doutrotempo.blogspot.pt/2010/10/1911-1-constituicao-da-republica.html
http://recuemos.blogspot.pt/2006/04/morro-bem-salvem-ptria-sidnio-pais.html
http://irenepimentel.blogspot.pt/2010/12/ditadura-militara-tomada-de-poder-e-os.html
Full transcript