Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Aula 6 PC II

No description
by

Muriel Scopel Froener

on 15 September 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Aula 6 PC II

Processo Construtivo - Dispositivo Metálico
REVESTIMENTO PÉTREO
Dimensões
Definidas em projeto

Grande disponibilidade de cores e padrões estéticos

Elevada resistência mecânica

Espessura das placas variável
Usual de 1 a 2 cm

Grande aceitação dos usuários
Características
Constituição
Minerais com elevada dureza
(6 a 7 - escala de Mohs)
Quartzo e feldspato

Rochas cristalinas

Compactas
Porosidade reduzida

Capacidade de receber polimento (acabamento superficial)
Rochas utilizadas - GRANITO
Constituição
Minerais com dureza intermediária (3 a 4 - escala de Mohs)
Calcita e dolomita

Rochas cristalinas

Capacidade de receber polimento (acabamento superficial)
Rochas utilizadas - MÁRMORE
Faces trabalhadas
Acabamentos superficiais
LEVIGAMENTO
Acabamentos superficiais
Quanto a continuidade
Classificação
Processo Construtivo - Técnica Tradicional
Processo Construtivo - Dispositivos Metálicos
Processo Construtivo
Revestimentos não aderentes

Custo unitário de produção superior

Menor dependência da habilidade do aplicador

Racionalizado

Necessidade de projeto para produção / juntas devem coincidir com as das placas

Melhor desempenho térmico e acústico
Afastamento da fachada
Processo Construtivo
Processo Construtivo
Processo Construtivo
Externo
REVESTIMENTOS
PÉTREO

Interno
Exemplos de aplicação
Produto natural
Variação nas cores e nos padrões

Diferentes tipos de acabamentos superficiais
Levigado, polido, apicoado, flameado, etc.

Custo médio mais elevado
Características
Faces brutas naturais
LEVIGAMENTO

POLIMENTO

LUSTRO

APICOAMENTO

FLAMEJAMENTO

MASTICAGEM
LUSTRO
POLIMENTO
Superfície é desbastada com abrasivos de granulometria grosseira, tornando-se áspera, porém plana
Obtido por abrasão até que todos os poros superficiais sejam fechados, e a superfície esteja lisa mas sem brilho. Pode ser lustrado ou não, em seguida

Feito em máquinas lustradeiras que fecham os poros das pedras, dificultando a absorção e propagação de substâncias líquidas por capilaridade
APICOAMENTO
Acabamentos superficiais
MASTICAGEM
FLAMEJAMENTO
Torna a pedra rugosa e “antiderrapante”. É feito manualmente com picão ou mecanicamente

Somente para granitos. A pedra é exposta a um maçarico. Alguns cristais de quartzo, feldspato e mica desprendem-se devido à absorção de calor, expansão e contração provocados pela aplicação simultânea de água, dando um efeito áspero à superfície da pedra
As irregularidades da pedra são preenchidas por mastigue. Executada antes do polimento
Fonte: Fioretti, 2007
Quanto a forma de fixação
MODULAR
ADERENTE
ou
FIXADO POR DISPOSITIVO
NBR 13707/1996
TRADICIONAL
Argamassa
Interior
- h < 2,0 m
TRADICIONAL
Grampos + Argamassa
Exterior
- 3,0 m < h < 15,0 m
RACIONALIZADO
Dispositivos Metálicos
Exterior
- h > 15,0 m
Processo Construtivo - Técnica Tradicional
Menor custo unitário de produção

Utilizado em áreas internas

Uso externo - restrições à alturas
Máximo 15 metros

Placas com dimensões menores

Forte dependência da habilidade do aplicador
Processo executivo - forma de aplicação
Maior probabilidade de ocorrência de manifestações patológicas
Processo Construtivo
Desvantagens
Desvantagens
(a)
(b)
(c)
(d)
(e)
(f)
(g)
Serrado
Debaste
Acabamento
1º Polim.
2º Polim.
Lustro
Alteração decorrente de ataque químico
Manchamento por umidade
Diferença de tonalidade das placas: fabricante e lote únicos
Diferença da textura das placas: procurar fabricante e lote únicos
Manchamento por umidade
Desvantagens
Desvantagens
Manchamento decorrente da alteração de Minerais
Processo Construtivo - Dispositivos Metálicos
A fixação com insertes metálicos é mais segura que o sistema de adesão com argamassa;

Possibilita maior produtividade e precisão;

O sistema não apresenta eflorescências;

É um sistema que deve ser dimensionado com base em cálculo estrutural diminuindo, assim, a possibilidade de descolamentos.
VANTAGENS
Elevado custo do processo;

Possibilidade de diferença de tonalidade e textura entre placas, mesmo provenientes do mesmo lote;

Possibilidade de apresentar manchas provisórias, provenientes da absorção de água da chuva (depende da tonalidade do granito);

Os granitos podem apresentar zonas frágeis que podem se configurar como pontos de ruptura nas placas.
DESVANTAGENS
Devem ter a capacidade de sustentar;
Os insertos devem permitir livre movimentação entre as placas;
Argamassa
Utilização dos insertes
Processo Construtivo - Dispositivos Metálicos
Processo Construtivo - Dispositivos Metálicos
Fixação de placas pétreas
São compostos por três partes principais:
dispositivos ancoragem: chumbador e pino inserte;
cantoneira ou perfil;
dispositivo de regulagem: parafuso.
Esquema ilustrativo de um inserto metálico
1a: Exemplos de cantoneira e pinos insertes
1b: sobreposição das peças na montagem do inserte. Tanto a cantoneira quanto o pino inserte contém furos oblongos que possibilitam o ajuste das placas e do inserte quando ocorem variações de alinhamento.
Utilização dos insertes
Cuidados Importantes
2a: cantoneira e pinos insertos e parafusos;
2b: inserto montado;
2c: inserto e chumbador de expansão, que ganha resistência ao arrancamento, conforme é feito o aperto da rosca.
1a
1b
2a
2a
2b
2c
2c
2b
INSERTE COMUM ÀS PLACAS
INSERTE DE FENDA
Processo Construtivo - Dispositivos Metálicos
insertes para fixação superior das placas (junto ao peitoril)
Baseado em:
Notas de aula prof. Daniel Pagnussat - UCS
Notas de aula prof. Ruy Cremonini - UFRGS

Projeto de revestimento de paredes e estruturas com placas de rocha
Perfuração do concreto
Colocação do chumbador
(não garante a aderência do chumabador)
Full transcript