Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Sensibilizar para as diferenças

No description
by

Irene Gouveia

on 24 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Sensibilizar para as diferenças

Fala frente a frente com os surdos.

Para chamares a atenção de um surdo, toca-lhe no ombro.

Fala devagar e articula bem as palavras.
Como comunicar com um surdo?
Para ajudar um invisual a caminhar, pega-lhe levemente no cotovelo.
Como ajudar um invisual?
Pessoas com mobilidade reduzida necessitam de rampas para se deslocarem nos locais públicos ou nos meios de transporte.
Acessibilidades

É importante a existência de rampas e elevadores para que as pessoas com mobilidade reduzida ou com problemas visuais se possam deslocar.
Acessibilidades
Há adultos, mas também crianças, que têm dificuldades no seu dia a dia.

As pessoas com necessidades especiais precisam da ajuda da sociedade todos os dias, todas as semanas, todos os meses, sempre.
Dicas como lidar com um portador de NE
As pessoas que usam a Língua Gestual são mudas?

Não. As pessoas surdas, com treino, podem conseguir verbalizar palavras.
As pessoas com surdez parcial podem ouvir através do uso de próteses auditivas.

Um implante coclear é a substituição da cóclea por um aparelho eletrónico – é aplicado em crianças com surdez profunda (sem audição).

Como comunicam os surdos?
Louis Braille (francês) criou um sistema de leitura para cegos, constituído por células com seis pontos.
Estes pontos distribuídos de formas diferentes nas células formam as letras do alfabeto e os números.
Números:
Sistema Braille (Louis Braille)
- sistema de escrita em relevo
O tato e o olfato dos cegos permitem-lhes reconhecer o ambiente que os rodeia.
Para ajudar na locomoção utilizam uma bengala.

Para os cegos poderem ler, existe o alfabeto Braille.
Braille - sistema de leitura com o tato para cegos inventado pelo francês Louis Braille no ano de 1827.
Como “veem” os cegos?
Como funciona o nosso cérebro
Movimento
É causada pela ocorrência de três (trissomia) cromossomos 21 -um a mais do
que o normal.


Trissomia 21
(Síndrome de Down, Mongolismo)



O Défice Cognitivo ou funcionamento intelectual global inferior à média, caracteriza-se por limitações no funcionamento adaptativo em pelo menos duas áreas:
- comunicação, vida quotidiana, competências sociais e interpessoais, auto-controlo, competências académicas funcionais, trabalho, tempos livres, saúde e segurança.
São crianças/jovens que apresentam funcionamento intelectual geral significativamente abaixo da média.
2. ATRASO INTELECTUAL ou Défice Cognitivo



1. 1. CAUSAS DA PC:

Nem todas as pessoas nascem iguais…

Somos diferentes no aspeto físico:

O meio onde nascemos também influência a nossa forma de viver…

Todos somos diferentes…
Ano letivo 2013-14
Irene Gouveia

AS NECESSIDADES EDUCATIVAS ESPECIAIS
NA NOSSA ESCOLA

Há pessoas que não andam, não veem, não ouvem, não falam, não caminham ou simplesmente não se mexem e que podem estar sozinhas a precisar de um simples sorriso.
É importante recordar que somos todos universalmente IGUAIS como seres humanos, mas particularmente DIFERENTES.

Para todos os alunos que frequentam a nossa escola, com ou sem limitações físicas e sensoriais, temos o dever de respeitar as suas diferenças, promovendo a tolerância, a solidariedade, o respeito… Assim estaremos a contribuir para a FELICIDADE de todos.
Conclusão - como reflexão...
As pessoas invisuais ou cegas para se deslocarem recorrem à bengala e orientam-se pelo alinhamento das edificações.
Acessibilidades
É a língua através da qual grande parte da comunidade surda, em Portugal, comunica.
Esta língua é produzida por movimentos das mãos, do corpo e por expressões faciais e a sua receção é visual.
O que é a LGP – Língua Gestual Portuguesa?
Estes símbolos permitem uma comunicação mais eficaz para pessoas com problemas de fala. Exº. crianças autistas.
SPC – Símbolos Pitográficos para Comunicação
Há crianças que são cegas e surdas de nascença, outras podem perder a visão ou a audição por motivos de doença, acidente, etc.
Os cegos ou invisuais conhecem o mundo através da informação oral e do tato – as mãos e os ouvidos são os seus olhos.
4. LIMITAÇÕES SENSORIAIS – VISÃO E AUDIÇÃO (Cegueira e surdez)
Há crianças que nascem com limitações - algumas não podem andar, outras não conseguem ver, outras com dificuldades de comunicação, de aprendizagem…
Por motivos de doença, acidente ou outros as pessoas podem ao longo da vida adquirir limitações: físicas, mentais ou sensoriais.
Todos temos necessidades…
Dá lugar nos transportes públicos a:
velhinhos, grávidas, pessoas com mobilidade reduzida.
Respeita os locais destinados às pessoas com problemas motores.
Não faças troça.
Não imites.
Não fixes o olhar.
Deixa passar à frente em filas.
Como agir?
Exº Bliss (Charles Bliss)
São sistemas/códigos que recorrem aos símbolos pitográficos (desenhos) que podem ser usados como forma de comunicação para pessoas não falantes ou com problemas de comunicação.
Outras formas de comunicação
Comunicação Aumentativa e Alternativa


Os casos mais leves:
- perturbações ligeiras, quase impercetíveis: desajeitados a andar, falar ou usar as mãos.

Os casos mais graves:
- incapacidade motora grave, impossibilidade de andar e falar;
- dependência nas atividades de vida diária.
Próteses;
Aparelhos eletrónicos;
Cadeiras de rodas;
Computador, com teclado
adaptado, para escrever...
Paralisia Cerebral é uma lesão de alguma(s) parte(s) do cérebro.
Acontece durante a gestação, durante o parto ou após o nascimento, ainda no processo de amadurecimento do cérebro da criança.
É uma lesão provocada, muitas vezes, pela falta de oxigenação das células cerebrais.
1. PARALISIA CEREBRAL
90% dos casos de Paralisia Cerebral (PC) ocorrem antes do parto ou durante o mesmo.
As principais CAUSAS são:
- hemorragias;
- deficiência na circulação cerebral ou falta de oxigénio no cérebro;
- traumatismo;
- infeções;
- nascimento prematuro ou icterícia grave neonatal
- parto prematuro.

Algumas pessoas com mobilidade reduzida ou com
problemas motores necessitam de aparelhos apropriados ao seu problema.
1.3. Materiais de apoio
Características SD
É factor de risco a idade da mãe: aos 40 anos em cada 110 nascimentos nasce uma criança com SD;
aos 45, em cada 35 nascimentos, 1 tem o problema.

- Problemas ao nível da fala;
- Problemas no campo da tonicidade
muscular;
- Posição oblíqua dos olhos;
- Pontos brancos na íris;
- Pés largos com dedos curtos;
- Desenvolvimento intelectual
com atrasos;
- Problemas de visão...


2.1. Características
- problemas de memória;
- o processo de aquisição de competências é bastante moroso/lento;
- é necessário repetir continuamente o que foi ensinado;
- são incapazes de generalizar a partir das suas experiências de aprendizagem;
- dificuldades em aplicar o que aprenderam a situações da vida quotidiana;
- têm comportamentos sociais característicos de crianças mais jovens
- as suas emoções são geralmente expressas de forma infantil.

Apresentam atrasos de aprendizagem, com dificuldades concretas:
- na leitura e/ou na escrita;
- cálculo…
ESCOLA BÁSICA DOS 2º E 3º CICLOS DOS LOUROS
Semana Regional da Pessoa com Necessidades Especiais

Disciplina: Formação Pessoal e Social

1.2. Caracterização
3. Perturbações do Espectro do Autismo - PEA
São uma série de perturbações do desenvolvimento da criança caracterizadas por um conjunto de sintomas e provocadas por um problema a nível neurológico.
As PEA são um grupo de perturbações do desenvolvimento que podem causar mudanças significativas a nível da socialização, da comunicação e do comportamento.
A Síndrome de Asperger (SA) é um transtorno do espectro autista, diferencia-se do autismo clássico pelo portador ter fala compreensível.
Hans Asperger, psiquiatra e pediatra austríaco, foi o primeiro a estudar esta síndrome.

3.1. Síndrome de Asperger
- Dificuldades de interação social e controle emocional -relacionamento com os pares;
- Comunicação: compreensão da linguagem;
- Interesses específicos e fixações por determinadas áreas;
- Motricidade e coordenação;
- Hipersensibilidade aos sons: pode revelar medo, angústia devido a sons ou ruídos estridentes.

3.2. Caracterização
A surdez é a perda total ou parcial, congénita ou adquirida, da capacidade de compreender a fala através da audição.
Níveis de audição
4.2. O que é a surdez?
A cegueira é a falta de visão. Cegueira também pode se referir a uma perda de visão que não pode ser corrigida com óculos ou lentes de contato. A cegueira pode ser total ou parcial.
Cegueira total é a completa falta de percepção visual de forma e luz .

4.1. O que é cegueira?
Os cegos necessitam de informação
auditiva.
Graus de perda auditiva
Os níveis de acuidade auditiva são medidos em decibéis.
Testes audiométricos
Através dos testes de audiometria é possível quantificar o nível de audição.
Devemos recordar que hoje nós somos ditos “normais”, mas que amanhã podemos ter um acidente, um problema de saúde ou uma doença e ficar a pertencer ao grupo dos que classificamos como “diferentes”.
É importante não esquecer:
A ONU- Organização das Nações Unidas adotou o dia 3 de dezembro como o Dia Internacional das Pessoas com Necessidades Especiais.
Segundo estimativas da ONU, 10% da população mundial tem alguma deficiência (adquirida ou não), seja ela: física, auditiva, visual, intelectual, surdo cegueira (deficiência única), e/ou múltipla (união de duas ou mais deficiências) no mundo. São 10% da população mundial. É um décimo da raça humana!
Na Madeira comemora-se a semana regional da Pessoa com Necessidades Especiais, na 1ª semana de dezembro.
Comemoração do dia Internacional das Pessoas com NE

-As pessoas com NE têm direitos e deveres como todos os cidadãos!
- Devemos respeitar as suas particularidades, potenciais e formas de se relacionar no mundo.
- Tratá-las com naturalidade na medida das suas limitações.
- Devemos lutar pela inclusão dessas pessoas, e não pelo assistencialismo caridoso e totalmente ineficaz.
Full transcript