Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Entrevista

08/10
by

Karine Vieira

on 6 September 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Entrevista

Entrevista
Alguns conceitos sobre entrevista:
Notas gerais sobre entrevista:
Notas gerais sobre entrevista:
Notas gerais sobre entrevistas:
Para Cremilda Medina (2002, p. 8) "a entrevista, nas suas diferentes aplicações, é uma técnica de interação social, de interpretação informativa, quebrando assim isolamentos grupais, individuais, sociais; pode também servir à pluralização de vozes e à distribuição democrática da informação. Em todos estes ou outros usos das Ciências Humanas, constitui sempre um meio cujo fim é o inter-relacionamento humano".

Para Lage (2003, p. 73) " a entrevista é o procedimento clássico de apuração de informações em jornalismo. É uma expansão da consulta, objetivando, geralmente a coleta de interpretações e a reconstituição de fatos".
Lage vê a entrevista com um significado ambíguo que pode ser: a) qualquer procedimento de apuração a uma fonte capaz de diálogo; b) uma conversa de duração variável com personagem notável ou portador de conhecimentos ou informações de interesses para o público; c) matéria publicada com informações colhidas em (b).
Notas gerais sobre entrevista
10) Desconfie da memória: para grandes entrevistas sempre utilizar gravador, bloco de papel e caneta. Nada de arriscar e querer guardar os dados e informações de cabeça. Sempre que necessário repita as perguntas para ter certeza de que você tem o que precisa.

11) Nunca invente ninguém: somos jornalistas e não ficcionistas.

12) Tenha paixão: para fazer entrevistas é necessário gostar de falar com pessoas, ter interesse pelo outro. Por isso preste atenção no seu entrevistado para fazer um bom texto.
Notas gerais sobre entrevista:
Caputo (2006) lista 14 coisas que não se pode esquecer quando se está trabalhando com entrevista.
Alguns conceitos:
Muniz Sodré (1986, p. 126) fala das características específicas sobre o perfil a partir da entrevista: "em jornalismo, perfil significa enfoque na pessoa - seja uma celebridade, seja um tipo popular, mas sempre o focalizado é o protagonista de uma história: sua própria vida. Diante desse herói (ou anti-herói), o repórter tem, via de regra, dois tipos de comportamento: ou mantém-se distante, deixando que o focalizado se pronuncie, ou compartilha com ele um determinado momento e passa ao leitor essa experiência".
4) Teste tudo - pode parecer besteira, mas muitas entrevista se perdem porque não se testou antes o gravador.

5) Na dúvida, senhor ou senhora - quando não se sabe como tratar o entrevistado a formalidade é a melhor opção. Depois o entrevistado diz como ele gostaria de ser tratado.

6) Ouça de verdade - preste atenção ao que o entrevistado está dizendo. Escute, estabeleça uma conversa, um diálogo, um laço com o entrevistado e isso se dá quando você realmente escuta o que ele diz. Não se preocupe com a pergunta seguinte que está no roteiro. Ela pode surgir da escuta do outro.
7) Não dispute com o entrevistado - você faz uma entrevista para saber algo de uma outra pessoa para contar a um leitor. Por isso esteja aberto para esse diálogo. Não faça de uma pergunta uma "tese".

8) Não roube a ideia de alguém - cuidado na hora de fazer uma pergunta.Não faça uma questão utilizando ideias do entrevistado como se fossem suas. Se é algo que ele falou em uma entrevista, ou em um livro, cite de onde você tirou.

9) Reconheça o limite - podemos fazer perguntas a entrevistado que ele não vai querer responder. Temos o dever de insitir, mas com educação, deixando claro que você vai voltar ao assunto. Seja transparente.
13) Pergunte por último: a entrevista é um acordo entre o entrevistador e o entrevistado e deve ser boa para os dois. Por isso sempre pergunte ao entrevistado se tem mais alguma coisa que ele (a) gostaria de falar.

14) Escolha os temas e edite: com a entrevista gravada e as anotações nas mãos é importante organizar a edição da entrevista e a construção do texto.
Primeiro: organize os eixos, os assuntos que serão tratados na entrevista;
Segundo: eleja os títulos e olhos (frases boas do entrevistado)
Terceiro: revise e publique. Se tiver alguma dúvida sobre alguma declaração, ligue para o entrevistado e esclareça.
No trabalho com entrevistas, Caputo (2006) compreende o processo como algo construído pelo jornalista, seja de forma receptiva - com apresentação da pauta pelo editor ou por um colega - e de forma ativa - quando o jornalista propõe a pauta.
1) Pergunte primeiro se pode - sempre perguntar se pode gravar, fotografar. Ninguém tem a obrigação de falar com o jornalista. Se o entrevistado pede off devemos respeitar.

2) Esteja informado sobre o entrevistado - pesquise antes, se informe sobre o que ele faz, o assunto da pauta, se prepare. Isso fará toda a diferença na hora de abordar o entrevistado, como também na hora de escrever o texto.

3) Faça um roteiro - é importante saber o que se quer perguntar e como vai conduzir a entrevista. Contudo, não é para ficar preso à pauta.
CAPUTO, Stela Guedes. Sobre entrevistas: teoria, prática e experiência. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.
Bibliografia
Full transcript