Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Vygotsky e o conceito de aprendizagem mediada

No description
by

Flávia Neves

on 11 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Vygotsky e o conceito de aprendizagem mediada

Results
Vygotsky foi o primeiro psicólogo moderno a enfatizar que a cultura se integra ao homem pela atividade cerebral, estimulada pela interação entre parceiros sociais, mediada pela linguagem.
Para Vygotsky:
• É importante avaliar a criança pelo que ela está aprendendo, o processo, e não pelo que já aprendeu;
• Sua teoria procura avaliar os processos mentais, relacionados na COMPREENSÃO do mundo, INTERAÇÃO, DESENVOLVIMENTO e APRENDIZAGEM;

Vygotsky e o conceito de aprendizagem mediada
Para Vygotsky, o professor é figura essencial do saber por representar um elo intermediário entre o aluno e o conhecimento disponível no ambiente.
Para Vygotsky o professor detecta o POTENCIAL e a estimula o indivíduo a se SUPERAR e se apropriar que em tese ela é naturalmente capaz. O professor é MEDIADOR, assim o aluno atingirá o MELHOR DE SI MESMO.
Cronologia
Cronologia:
• 1896 – Nasceu em Orsha, na Bielo-Rússia;
• 1917 - Quando estudante na Universidade de Moscou foi um leitor ávido e assíduo de temas como Linguística, Ciências Sociais, Psicologia, Filosofia e Artes;
• 1917 – Conclui seus estudos em Direito e Filologia (conjunto de conhecimentos necessários para se interpretar um texto);
• 1917 – 1924 – Lecionou Literatura e Psicologia em Gomel e fundou a revista literária Verask;
• 1924 – Inicia seu trabalho sistemático com auxilio de estudantes e colaboradores, com uma série de pesquisas em Psicologia do Desenvolvimento, Educação e Psicopatologia.
• Participa do II Congresso de Psiconeurologia (estudo das interações entre cérebro e mente) em Leningrado, onde expõe com uma clareza impressionante para um jovem de 28 anos, o tema da relação entre reflexos condicionados e comportamento consciente do homem;
• 1925 – 1934 – Lecionou Psicologia e Pedagogia em Moscou e Leningrado;
• 1934 – Morre vítima de Tuberculose.

Vida
Pensamento
• Ninguém é uma ilha;
• Para construir conhecimento e se construir o ser humano precisa dos outros;
• Para se desenvolver precisa: Interagir, trocar, partilhar, navegar;
• A linguagem é a principal ferramenta social de contato;
• Linguagem quando utilizada, permite a cada indivíduo constituído de interação com o outro, completar-se para conquistar o seu potencial.

Biografia
Lev Semenovich Vigotski foi um psicólogo bielo-russo, descoberto nos meios acadêmicos ocidentais depois da sua morte, aos 38 anos. Pensador importante foi pioneiro na noção de que o desenvolvimento intelectual das crianças ocorre em função das interações sociais e condições de vida.
Quando Iniciou sua carreira como psicólogo após a Revolução Russa de 1917, Vigotski já havia contribuído com vários ensaios para crítica literária. Em 1924 proferiu uma palestra intitulada “Consciência como um Objeto da Psicologia do Comportamento”, causando impacto nas teorias behavioristas existentes na época.
Ele buscava uma descrição e uma explicação das funções psicológicas superiores (pensamento, lembrança voluntária, raciocínio dedutivo, por exemplo), contrapondo-se à teoria baseada no estímulo-resposta. Criticou a teoria de que os processos mentais adultos estão latentes na criança, bastando apenas sua maturação.
Foi um dos primeiros defensores da associação da psicologia cognitiva experimental com a neurologia e a fisiologia, ao insistir que as funções psicológicas são produtos da atividade cerebral.
Para Vigotski, os processos mentais devem ser entendidos historicamente. Foi um dos fundadores do Instituto de Estudos das Deficiências, em Moscou. Lecionou e escreveu extensamente sobre problemas da educação. Utilizava o termo pedologia (do Gr. pais, paidós, criança + lógos, tratado), que pode, grosseiramente, ser traduzido por psicologia educacional.
Foi acusado de chauvinista russo, por ter declarado que a população iletrada da região não industrializada da Ásia Central, ainda não tinha a capacidade intelectual da civilização moderna.
Escreveu sobre o método genético-experimental, que é um experimento que, se adequadamente concebido, pode dar ao experimentador condições de saber o curso real do desenvolvimento de uma determinada função. Uma técnica usada por Vigotski era a de introduzir obstáculos e dificuldades na tarefa a fim de quebrar o método rotineiro de solução de problemas. Nesse estudo o mais importante não era o nível de desempenho, mas os métodos usados pela criança.

Algumas publicações de Vigotski:
1922 – Sobre os métodos do ensino de literatura nas escolas secundárias. Relatório à Conferência Distrital de Metodologia Científica
1923 – A investigação do processo de compreensão de linguagem utilizando a tradução múltipla de texto de uma língua para outra.
1924 – Problemas de educação de crianças cegas, surdas-mudas e retardadas.
– Os princípios de educação de crianças com defeitos físicos
1925 – Os princípios de educação social de crianças surdas-mudas.
– Prefácio de Além do princípio do prazer de S. Freud. Moscou, Problemas Contemporâneos,
1926 – O consciente como problema da psicologia experimental. In Psicologia e marxismo
1927 – Prefácio de Princípios de aprendizagem baseadas na psicologia, de E.L. Thorndike (traduzido do inglês).
– O significado histórico da crise na Psicologia
– Psicologia contemporânea e arte. Arte Soviética,
1928 – O método instrumental em psicologia. In: Os problemas da pedologia da URSS
1929 – Raízes do desenvolvimento do pensamento e da fala. Ciências naturais e marxismo
1930 – A relação entre trabalho e desenvolvimento intelectual na criança. Pedologia

Filogenético: Refere-se à história da espécie. Define limites e possibilidades de desenvolvimento da espécie humana.
Classificações filogenéticas pretendem traduzir a posição de cada organismo em relação aos seus antepassados, bem como as relações genéticas entre os diferentes organismos atuais
*O que nos define como seres humanos?

Sócio-cultural: Refere-se à história cultural. Junto com o pertencimento filogenético e junto com o nosso percurso pela vida temos um alinhamento histórico-cultural. Os limites e possibilidades estarão em diálogo e serão também constituídos pelo contexto cultural.
Um exemplo: a puberdade é biológica, mas a adolescência é determinada de forma histórico-cultural. Nenhum ser humano existe fora do contexto histórico. O ser humano já nasce interpretado. Ex: nascer menina: as possibilidades serão potencialmente diferentes do que ter nascido menino. Trata-se de uma leitura cultural da filogênese e da ontogênese (estas duas últimas de caráter biológico).

*A questão das diferentes culturas.

Ontogenético: é a história do indivíduo (o indivíduo da espécie e sua passagem pela vida).
*Quando uma criança passa a ser adolescente?

Microgenético: fenômeno mais focado; gênese de algo pequeno; “micro” porque não se refere à espécie, nem à cultura. A microgênese tem 2 sentidos:
 Qualquer fenômeno psicológico tem história, tem gênese;
 A história do sujeito singular (não a ontogênese, porque esta é universal). Trata-se de um percurso absolutamente único. A microgênese quebra com a possibilidade de uma interpretação biologicamente determinista (por ex: a criança age assim porque tem 7 anos); por outro lado, a sociogênese poderia levar a um determinismo social (ex: a criança vai mal na escola porque o pai bebe). A microgênese estabelece que ninguém tem uma história idêntica à do outro.
A questão das diferenças individuais, o limite das patologias; até que ponto um sujeito é considerado “normal”?

. Influência recíproca: a interação da teoria e da prática.
Diálogo entre pessoas que se relacionam ou que possuem algum tipo de convivência.
Física. Quaisquer processos em que o resultado do estado de suas partículas é influenciado pela ação de outra partícula.
Sociologia. Agrupamento das relações ou ações entre os indivíduos pertencentes a um determinado grupo ou entre os grupos de uma mesma sociedade.
Psicologia. Fenômeno que permite a certo número de indivíduos constituir um grupo, e que consiste no fato de que o comportamento de cada indivíduo se torna estímulo para outro.
(Etm. inter + ação)

Adoção ou incorporação inconsciente de certos padrões, idéias, atitudes, práticas, personalidade ou valores de outra(s) pessoa(s) ou da sociedade, que o indivíduo passa a considerar como seus; introjeção.
Interferência destinada a provocar um acordo, propõe uma solução às artes em litígio, sem contudo a impor, como acontece nos processos de arbitragem.
Filosofia: Processo pelo qual o pensamento tira uma conclusão, dados os elementos fornecidos pelos sentidos.

Referências:
http://www.infoescola.com/biografias/vigotski/
http://www.portaleducacao.com.br/educacao/artigos/32867/vida-e-obra-de-lev-vygotsky
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAe6LsAH/biografia-lev-vygotsky
http://corpoocidente.wordpress.com/2012/08/26/resumo-palestra-marta-kohl-e-link-com-historia-do-corpo-no-ocidente/
http://www.luzimarteixeira.com.br/wp-content/uploads/2011/03/aprendizagemedesenvolvimentointelectualnaidadeescolar.pdf<
http://www.luzimarteixeira.com.br/wp-content/uploads/2011/03/aprendizagemedesenvolvimentointelectualnaidadeescolar.pdf<
http://revistaescola.abril.com.br/historia/pratica-pedagogica/lev-vygotsky-teorico-423354.shtm
http://www.univesp.tv.br
Diante disso pode-se colocar 3 ideias fundamentais:

1ª: A ideia de desenvolvimento como transformação, como mudança, emergência do novo. Essa transformação pode se dar de muitas maneiras, balizada pelos planos genéticos.

2ª: A ideia de desenvolvimento e geração de heterogeneidade. O ser humano vai se tornando cada vez mais peculiar; desenvolver-se é diferenciar-se.
3ª A ideia de que o desenvolvimento nos leva para o caminho da transcendência. O animal está preso ao aqui e agora. O ser humano pode imaginar, querer, prever. O ser humano é capaz de tratar a teoria como um objeto de reflexão (metateoria).
Aplicando estas 3 ideias no contexto educacional, temos que:

* É preciso promover transformações;

* Respeitar as diferenças;

 *Desenvolver sujeitos singulares.


Z
DP - ZONA DE DESENVOLVIMENTO PROXIMAL.
• Espaço que existe entre a criança que já é, já sabe fazer sozinha e aquilo que ela tem a POTENCIALIDADE de realiza, para vir a SER. Desde de que seja assistida e aprenda com o MEDIADOR, um sujeito com mais experiência, ou seja PROFESSOR;


Vygotsky fundou a chamada:
Psicologia Histórico Cultural, também conhecida como Psicologia Interativista Sócio-Cultural, ou, Teoria Histórico Social, ou ainda Psicologia Sócio Interacionista.


Integrantes da pesquisa:
Flávia Neves
Humberto César
Yuri Albuquerque

Obrigado!
Full transcript