Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Processos de controlo de esforço fisico

Educação Fisica
by

Rúben Carreira

on 12 February 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Processos de controlo de esforço fisico

Introdução
Este trabalho foi proposto pela prof. Rita, no âmbito da disciplina de Educação Física, e tem como princípio um módulo teórico.
O corpo humano sente-se bem com o movimento, porque este da prazer e ativa a criatividade. A nível médico, o exercício ativa a circulação sanguínea e o crescimento dos tecidos nos músculos e nos ossos; também alivia a fadiga provocada pela tensão nervosa e pelo sedentarismo. Mas os benefícios alargam-se ainda a outros campos, pois o exercício é também uma forma para a prevenção e tratamento de doenças.
Processos de controlo de esforço físico
Curso
Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos
Autor
Rúben Carreira
Nº 17 11º G

Controlo cardíaco
É o mais utilizado por ser o mais preciso.
Verifica a frequência cardíaca.
Pode efetuar-se colocando a ponta dos dedos indicadores e médio sob:
* O coração
* A artéria radial, no pulso
* O ponto jugular, no pescoço
Este trabalho foi proposto pela prof. Rita, no âmbito da disciplina de Educação Física, e tem como princípio um módulo teórico.
O corpo humano sente-se bem com movimento, porque este dá prazer e ativa a criatividade. A nível médico, o exercício ativa a circulação sanguínea e o crescimento dos tecidos nos músculos e nos ossos; também alivía a fadiga provocada pela tensão nervosa e pelo sedentarismo. Mas os benefícios alargam-se ainda a outros campos, pois o exercício é também uma forma para a prevenção e tratamento de doenças.
Introdução
Esforço Físico
É o uso de energia pelos músculos esqueléticos.
É qualquer atividade física que mantém e/ou aumenta a aptidão física e aumenta os níveis musculares.
É sobretudo executar tarefas para alcançar a boa saúde.
Fadiga
A fadiga é um problema que atinge o nível físico e mental. As principais causas da fadiga são o trabalho físico e mental, a má alimentação (pobre em nutrientes), falta de exercício físico, falta de repouso (dormir mal), problemas respiratórios, stress, etc.
É a fraqueza, falta de energia, exaustão.
A sensacão de incapacidade, falta de motivação e diminuição do desejo sexual, podem ser sintomas de fadiga.
Relação entre esforço físico e a fadiga
Esforço físico é a atividade de exercer os músculos, executar tarefas e sobretudo alcançar a boa saúde.
Muitas das vezes por haver exageros surgem consequências graves, como esta: a fadiga.
A resistência é uma capacidade que é destacada pelo sistema muscular que permite executar esforços de longa duração, resistindo à fadiga e permitindo uma rápida recuperação depois dos esforços, evitando a perda de eficácia motora. É pela adaptação do sistema cardioplumonar que se torna possível vencer a fadiga.
Identificar sinais de fadiga ou inadaptação à exercitação prática
Esforço absoluto:
É um esforço que por ser muito intenso não possibilita a recuperação no seu decurso. (Um exemplo prático são as provas de velocidade)
Esforço relativo:
É um esforço com uma intensidade moderada e por isso é possível a recuperação relativa durante a sua realização.
Esforço físico
Fadiga
Fadiga local
É aquela que se sente apenas nos músculos que foram utilizados durante o esforço efetuado, tornando-os incapazes de realizar eficazmente uma ação, como acontece com as cãibras.
Fadiga geral
É aquela que se revela nos planos muscular e cardiopulmonar, sendo mais ou menos proporcional ao grau de intensidade do esforço realizado. Pode manifestar-se pelo aparecimento de tonturas, aceleração e arritmia das frequências cardíacas e respiratórias, transpiração, etc.
Causas de fadiga
* Lúpus
* Esclerose múltipla
* Hipotiroidismo
* Leucemia
* Doenças cardíacas
* HIV/AIDS
* Anemia
* Uso abusivo de álcool ou drogas
* Enxaqueca
* Depressão
* Falta de sono
* Dieta rigorosa ou pouca alimentação
* Efeito colateral de medicamentos ou sensibilidade a agentes químicos
* Morar ou trabalhar em ambientes húmidos e/ou quentes
* Efeito prolongado de gripes ou resfriados fortes
FCM - frequência cardíaca máxima
FCRs - frequencia cardíaca de reserva
FCRp - frequência cardíaca em repouso
FCm - frequencia cardíaca mínima
FCM = 220 – idade
FCRs = FCM – FCRp
FCM (pessoas destreinadas) = 198 – (0,42 x idade)
FCM (pessoas treinadas) = 198 – (0,42 x idade)
FCm = FCM x 0,60

Cálculo da Frequência Cardíaca
Controlo
do
Esforço



O aumento da intensidade do exercício físico vai provocar:
* Um aumento da frequência cardíaca - O coração bombeia mais sangue para os músculos envolvidos no exercício e para todo o corpo;
* Um aumento da frequência respiratória - O indivíduo começa a inspirar e expirar com maior frequência;
* Um aumento do cansaço/fadiga - Os músculos começam a ficar mais desgastados com o prolongamento do exercício físico e instala-se a fadiga nos músculos.
Controlar a dor abdominal (“Dor de burro”)
* Respirar de forma correcta – Inspiração e expiração prolongadas;
* Baixar a intensidade ou parar caso a dor for insuportável;






Com este trabalho aprendi mesmo o que é a fadiga, o que é o esforço fisico, como controlar certas coisas antes, durante e após o exercicio fisico.
Com este trabalho já sei lidar com casos que podem acontecer no meu dia-a-dia.
Conclusã0
Full transcript