Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Adaptações dos seres vivos ao ambiente

No description
by

RICARDO LOBO

on 25 September 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Adaptações dos seres vivos ao ambiente

Floresta amazônica
Adaptações dos seres vivos aos principais ecossistemas brasileiros
Alta temperatura e umidade.
Estratificação
Elevada biodiversidade.
Teia alimentar complexa.
Intensa reciclagem de nutrientes.
Solo pobre.
Características
Flora
Predomínio de angiospermas.
Presença de pteridófitas e briófitas.
Ausência de gminospermas.
Angiospermas
São vasculares, podendo apresentar uma grande diversidade de tamanhos e formas.
Produzem flores coloridas, cheirosas e com néctar, além de frutos, estabelecendo relações com insetos, aves e morcegos para dispersão de pólen e sementes.
Entomofilia
Ornitofilia
Quiropterofilia
Eudicotiledôneas de médio e grande porte como o jacarandá, o jequitibá e a peroba predominam. Apresentam raiz axial, caule tipo tronco, folhas peninérveas e flores tetrâmeras ou pentâmeras.
Monocotiledôneas epífitas como as bromélias e as orquídeas também são características. Elas apresentam raiz cabeleira, folhas paralelinérveas e flores trímeras.
Pteridófitas são plantas vasculares, mas que não produzem flores, sementes ou frutos. É o grupo das samambaias.
As briófitas são plantas avasculares com corpo bastante reduzido. Não formam flores, sementes ou frutos. É o grupo dos musgos.
Fauna
É o lar de mais de 3 milhões de espécies de insetos, mais de 1300 espécies de aves, mais de 400 espécies de mamíferos, répteis e anfíbios.
Adaptações especiais
Hidatódios: Eliminam água na forma líquida (gutação)
Velame: raízes aéreas que absorvem o vapor d'água
Haustórios: raízes sugadoras encontradas em plantas parasitas
Caules trepadores
Os anfíbios apresentam um coração tricavitário com mistura de sangue arterial e venoso dentro dele. Como não consegue transportar oxigênio para todos os tecidos, é necessário a respiração cutânea além da pulmonar. A pele tem de estar sempre úmida para troca gasosa e isso os faz excelentes bioindicadores.
Os mamíferos têm um coração tetracavitário, sem mistura de sangue arterial e venoso dentro dele. Apresentam pelos, glândulas sudoríparas e sebáceas, tornando-os endotérmicos.
Floresta de araucárias
Características
Chuvas regulares e estações bem definidas.
Nas regiões mais altas, a temperatura e a umidade diminuem.
Alta biodiversidade.
Flora
A árvore característica é a
Araucaria angustifolia
ou pinheiro do Paraná, que é uma gimnosperma.
Também existem várias espécies de angiospermas e de briófitas.
Gminospermas
Vegetais vasculares que apresentam sementes, mas não apresentam frutos.
pinha e pinhão
Fauna
Várias espécies de mamíferos, destacando-se os primatas e os edentados.
Inúmeras espécies de aves, como os macucos, os beija-flores e os tucanos.
Também são encontradas espécies de anfíbios e répteis.
Adaptações das aves ao vôo
Caatinga
Características
O clima é quente e seco.
A baixa umidade faz com que as noites sejam bem frias.
Apresenta uma rica diversidade com adaptações próprias, que faz da caatinga um ecossistema único.
Flora
Predomínio de angiospermas xerófitas.
Destacam-se as cactáceas como o mandacaru, o faxeiro, a palma e o xique-xique.
Adaptações
Folhas atrofiadas em espinhos.
Caules tipo cladódio.
Raízes muito profundas ou bastante ramificadas.
Perda de folhas no período mais seco.
Cutícula bem desenvolvida.
Caatinga
O nome é referente a perda das folhas na época da seca, dando um aspecto esbranquiçado a vegetação.
Diminuição da concentração de auxina e o aumento do gás etileno promovem a abscisão foliar.
O aumento da concentração de ácido abscísico inibe a formação de novas folhas enquanto a umidade for baixa.
Cladódio
Fauna
Presença de mamíferos, aves, répteis e até anfíbios. Também encontramos muitos artrópodes no ecossistema.
Répteis
Apresentam âmnio (anexo embrionário que protege o embrião do ressecamento e de choques mecânicos).
A maioria tem coração tricavitário, mas a mistura de sangue é bem menor que nos anfíbios, o que torna a respiração cutânea desnecessária.
Têm a pele queratinizada e excretam ácido úrico por rins metanéfricos.
São ectotérmicos e caracterizados como predadores de espera.
Teiú
Cerrado
Características
Clima quente e seco.
As queimadas são comuns.
O solo é ácido.
É um tipo de savana.
Grande biodiversidade.
Flora
Predomínio de angiospermas.
Muitas gramíneas e alguns árvores com caules tortuosos.
Apresenta muitas espécies endêmicas.
Adaptações
Xilopódio: raiz com grande reserva de nutrientes e gemas para a planta ressurgir após a queimada.
Grande parênquima aquífero para suportar os períodos de seca.
Densa pilosidade para manutenção da umidade.
Fauna
Muitas espécies de mamíferos, répteis e aves. Mas o maior destaque vem do número de espécies de artrópodes, principalmente de insetos.
Os insetos têm exoesqueleto de quitina e o corpo dividido em cabeça, tórax e abdome. Excretam ácido úrico pelos túbulos de Malpighi e apresentam respiração traqueal.
Pampas gaúchos
Características
O clima é frio e úmido, exceto nos meses de verão, quando a temperatura se eleva bastante.
O solo é fértil.
Possui boa diversidade.
É um tipo de pradaria.
Flora
Predomínio de gramíneas.
Poucas árvores, próximas aos rios.
Os carrapichos são frutos que dispersam as sementes se agarrando aos pelos de animais (zoocoria).
Fauna
Muitas aves.
Mamíferos pastadores e carnívoros são característicos.
Pantanal
Características
O clima é quente e úmido.
O solo é fértil.
É considerado uma savana alagada.
Tem alta biodiversidade.
Flora
Não é homogênea, apresentando muitas gramíneas nas regiões mais baixas até árvores de grande porte nas regiões mais elevadas.
Muitas plantas aquáticas, como o aguapé e a vitória régia.
Aerênquima é um tecido que armazena ar, promovendo a flutuação de plantas aquáticas.
Fauna
Apresenta muitas espécies de aves, mamíferos, anfíbios e répteis.
Também há muitos insetos, principalmente borboletas.
Ainda destaca-se a grande quantidade de espécies de peixes.
A bexiga natatória é um órgão encontrado em peixes ósseos com a função hidrostática (flutuação).
Os peixes ósseos apresentam boca frontal, nadadeira caudal homocerca e e opérculo protegendo as fendas branquiais.
Prof. Ricardo Lobo
As angiospermas de clima temperado podem apresentar fotoperioidismo (floração de acordo com a duração do dia e da noite.
Manguezal
Pneumatóforos: raízes respiratórias.
Glândulas de sal
Características
Ecossistema de transição entre a terra e o mar.
Encontrado em áreas tropicais e subtropicais.
O solo é salino, lodoso, pouco oxigenado e rico em nutrientes.
Boa diversidade.
Flora
Predominância de angiospermas halófilas (adaptadas a ambiente salino), como a Rhizophora mangle e a Avicennia officinalis.
Série de adaptações, como: raízes pneumatóforos, raízes escoras e glândulas de sal.
Hidrocoria: dispersão da semente pela água.
Fauna
Devido a riqueza de nutrientes e a proteção das raízes, o manguezal é um berçário para diversas espécies de peixes, aves, moluscos e crustáceos.
Crustáceos
São artrópodes adaptados ao ambiente aquático, com exoesqueleto de quitina e carbonato de cálcio.
A grande maioria tem respiração branquial e liberam amônia como principal excreta nitrogenado.
São exemplos: camarões, caranguejos e lagostas.
Full transcript