Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Coroinhas - Símbolos

No description
by

Ezeglair de Souza

on 5 September 2018

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Coroinhas - Símbolos

Formação de Coroinhas
Símbolos e Gestos Simbólicos
Costumamos dizer que a bandeira nacional é símbolo da pátria. Isto quer dizer que quando você vê ou toca a bandeira, logo seu pensamento voa até o país que ela representa, por exemplo o Brasil. Então, através da bandeira do Brasil você passa a considerar tudo o que pertence ao Brasil, sua extensão, as matas, os rios, as riquezas, o povo, enfim tudo o que faz parte do Brasil. E se alguém ofender a bandeira, mexe com seu sentimento patriótico.
Gestos simbólicos são ações que têm a mesma função do símbolo, isto é, nos transportam para outra dimensão, outra realidade, que porém tem relação com o gesto simbólico.
Por exemplo, no início e no fim da missa o padre traça sobre si o sinal-da-cruz, enquanto diz as palavras "Em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo". É um gesto simbólico, que nos remete à Santíssima Trindade a quem invocamos nesses momentos.
São a primeira e a última letras do alfabeto grego (Alfa e Ômega) São aplicadas a Cristo, princípio e fim de todas as coisas. Em Geral aparecem no círio pascal, mas também nos paramentos litúrgicos, no ambão e no tabernáculo.
Este sinal é formado por duas letras do alfabeto grego (X+P) e correspondem ao C e R da lingua portuguesa. Juntando as duas, formavam-se as iniciais da palavra CRISTÓS: Cristo. Com frequência este sinal aparece nos paramentos dos padres, no ambão, na porta do sacrário e na hóstia.
IHS: São as iniciais das palavras latinas Iesus Hominum Salvator, que significam: Jesus Salvador dos Homens. Geralmente são empregadas nas portas dos tabernáculos e nas hóstias.
Peixe: Símbolo de Cristo. No início do cristianismo, em tempos de perseguição, o peixe era o sinal que os cristãos usavam para representar o Salvador. É que as iniciais da palavra peixe na língua grega - IXTYS - explicavam quem era Jesus: IESÚS CRISTÓS TEÓS YÓS SÓTER: Jesus Cristo, Filho de Deus Salvador.
As letras INRI são as iniciais das palavras latinas Iesus Nazarenus Rex Iudaeorum, que significam: Jesus Nazareno Rei do Judeus.
O Evangelho de João nos informa que essas palavras estavam escritas em três línguas (hebraico, latim e grego) sobre a cruz de Jesus (João, 19,19).
Triângulo: com três ângulos iguais (equilátero) representa a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo).
Posturas, Movimentos e Gestos
Nas celebrações litúrgicas, as diversas posturas ou atitudes são expressões corporais simbólicas que expressam uma relação com Deus.
Estar em pé:
é a posição do Cristo Ressuscitado, atitude de quem está pronto para obedecer, pronto para partir. Indica também a atitude de quem acolhe em sua casa. Estar de pé demonstra prontidão para por em prática os ensinamentos de Jesus.
Estar sentado: é a posição de escuta, de diálogo, dequem medita e reflete. Na liturgia, esta posição cabe principalmente ao se ouvir as leituras, (salvo a leitura do Evangelho), na hora da homilia e quando a pessoa está concentrada, meditando.
Estar ajoelhado: é a posição de quem se põe em oração profunda, confiante. "Jesus se afastou deles à distância de um tiro de pedra, ajoelhou-se e suplicava ao Pai..." (Lucas 22,41). Lembremos o leproso que, de joelhos, suplicava que Jesus o livre da lepra (cf. Marcos 1,40).
Inclinar o corpo:
é uma atitude intermediária entre estar em pé e ajoelhar-se. Sinal de reverência e de honra que se presta às pessoas ou às imagens. Faz-se inclinação diante da cruz, no início e no fim da celebração; ao receber a benção; quando, durante o ato litúrgico, há necessidade de passar diante do tabernáculo; antes e depois da incensação, e todas as vezes em que vier espressamente indicada nos diversos livros litúrgicos.
Erguer as mãos:
é um gesto de súplica ou de oferta do coração a Deus. Geralmente se usa durante a recitação do Pai-nosso e nos cantos de louvor.
Caminhar em procissão:
é atitude de quem não tem morada fixa neste mundo: não se acomoda, mas se sente pregrino e caminha na direção dos irmãos e irmãs, principalmente os empobrcidos e marginalizados. Existem algumas procissões que se realizam fora da Igreja, por exemplo, na solenidade de Corpus Christi, no Domingo de Ramos, na festa do padroeiro..., e outras pequenas procissões que se fazem no interior da igreja: a procissão de entrada, a das ofertas e a da comunhão. A procissçao do Evangelho é muito significativa e se usa geralmente nas celebrações mais solenes.
Silêncio:
é atitude indispensável nas celebrações litúrgicas. Indica respeito, atenção, meditação, desejo de ouvir e aprofundar a palavra de Deus. Na celebração eucarística, se prevê um instante de silêncio no ato penitêncial e após a homilia. Depois da comunhão, todos são convidados a observar o silêncio sagrado. O silêncio litúrgico, porém, previsto nas celebrações, não pode ser confundido com o silêncio ocasionado por alguém que deixou de realizar a sua função, o que causa inquietação na assembléia.
Símbolos Litúrgicos

Então o símbolo (objeto) nos transporta para outra realidade que está além do símbolo e tem relação com o símbolo. Vamos dar um exemplo, tirado do mundo cristão: o crucifixo.
Todo cristão reconhece no crucificado a pessoa de Jesus Cristo, que nos redimiu do pecado e nos salvou. Portanto, aquele objeto de metal, madeira, ou outro material, simboliza nosso Redentor, Jesus Cristo. Por isso tratamos com respeito o crucifixo.
Full transcript