Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Seis Passeios pelos Bosques da Ficção - Umberto Eco

Seminário da Prof. Cristina - primeiro semestre - 2011
by

Cacau Freire

on 8 June 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Seis Passeios pelos Bosques da Ficção - Umberto Eco

Seis Passeios pelos Bosques da Ficção

Umberto Eco (1994) 1 - "(...) numa história sempre há um leitor,e esse leitor é um ingrediente fundamental não só no processo de contar uma história, como também da própria história." (ECO,1994, p. 7). "Uma história pode ser mais ou menos elíptica
- quer dizer, mais ou menos rápida -,
porém o que determina até que ponto ela pode
ser elíptica é o tipo de leitor a que se destina."
(ECO, 1994, p. 12). "Bosque é a metáfora para texto narrativo,



não só para o texto dos contos de fadas,
mas para qualquer texto narrativo."
(ECO, 1994, p. 12). "(...) já que se pode passear num bosque sem ir a nenhum lugar específico e já que às vezes é divertido se perder por puro prazer, vou falar daqueles passeios que a estratégia do autor induz o leitor a dar."
(ECO, 1994, p. 56). O tempo do discurso é o resultado de uma
estratégia textual que interage com a resposta
dos leitores e lhes impõe um tempo de leitura. Um texto pode impor um ritmo de leitura? Jackson Pollock A norma básica para se lidar com uma obra de ficção é a seguinte: O leitor precisa aceitar tacitamente um
acordo ficcional - "suspensão da descrença". A obra de ficção nos encerra nas fronteiras de seu mundo, e, de uma forma ou de outra, nos faz levá-la a sério. De qualquer modo, não deixamos de ler histórias de ficção,
porque é nelas que procuramos uma fórmula para dar sentido
à nossa existência.
(ECO,1994, p. 145)
Full transcript