Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

3s-l3-lit-mod12

Romantismo: o Romance Romântico
by

Coord Acadêmica ENEM

on 26 August 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of 3s-l3-lit-mod12

Observação:
Artes Plásticas
As obras dos pintores brasileiros buscavam valorizar o nacionalismo, retratando fatos históricos importantes. Desta forma, os artistas contribuíam para a formação de uma identidade nacional.
TRABALHANDO O ENEM
H15 - Estabelecer relações entre o texto literário e o momento de sua produção, situando aspectos do contexto histórico, social e político.
H16 - Relacionar informações sobre concepções artísticas e procedimentos de construção do texto literário.
H17 - Reconhecer a presença de valores sociais e humanos atualizáveis e permanentes no patrimônio literário nacional.
3. Machado de Assis representa a transição entre:

a) Arcadismo e Romantismo

b) Barroco e Romantismo

c) Romantismo e Realismo

d) Parnasianismo e Simbolismo

e) Romantismo e Modernismo

4. “Quantas coisas (...) brotam ainda hoje, modas, bailes, livros, painéis, primores de toda casta, que amanhã já são pó ou cisco? Em um tempo em que não mais se pode ler, pois o ímpeto da vida mal consente folhear o livro, que à noite deixou de ser novidade e caiu na voga; no meio desse turbilhão que nos arrasta, que vinha fazer uma obra séria e refletida? Perca pois a crítica esse costume em que está de exigir, em cada romance que lhe dão, um poema.”

As proposições anteriores, de José de Alencar, fazem alusão a um problema característico do movimento romântico. Aponte-o:

a) o movimento romântico, afeito ao lirismo e á sentimentalidade, busca realizar uma prosa fundamentalmente impregnada de valores poéticos.

b) o autor preocupa-se com satisfazer o gosto de um público pouco exigente no que diz respeito a obras de acabamento literário mais sofisticado.

c) tendo em vista a caracterização da sociedade burguesa, o romance deve conter preferencialmente ação, que seja o retrato dos agitados tempos modernos.

d) o autor, já que se reconhece gênio, e pelo público, é aceito como tal e deve nortear as multidões que o leem com sua palavra sábia e simples.

e) O movimento romântico parte do rigorismo formal para demonstrar sentimentos a partir de uma realidade vivida por todos.
A palavra
romance
é comumente conhecida como um caso amoroso. Na verdade, do ponto de vista de gênero literário, romance é uma obra de ficção. Uma narrativa, quase sempre longa, que contém alguns elementos fundamentais: narrador, personagens, espaço, tempo, etc.
Romantismo: o Romance Romântico
Características do romance romântico
As personagens românticas tendem à idealização. São, normalmente, planas, ou seja, previsíveis. Os heróis são dotados de retidão moral, de coragem e sempre ao lado dos mais fracos e da justiça. O índio tem destaque especial. Cheio de bons sentimentos, é totalmente idealizado, assumindo a postura do cavaleiro medieval. O tema de amor está sempre presente. É comum o conflito amoroso com desfecho feliz ou trágico. O enredo é baseado nas ações, nas peripécias. A linguagem apresenta-se formal e metafórica. Os adjetivos são frequentes nas descrições de ambientes ou de personagens.
Os
romances no Brasil
podem ser classificados como
indianistas
,
urbanos
ou
históricos
e regionalistas.
.
romance indianista:
o índio era considerado uma autêntica expressão da nacionalidade. Altamente idealizado, símbolo da pureza e da inocência, representava o homem não corrompido pela sociedade, o não capitalista, além de assemelhar-se aos heróis medievais, fortes e éticos. Junto com tudo isso, o indianismo expressava os costumes e a linguagem indígenas, cujo retrato fez de certos romances documentos históricos (como Iracema, por exemplo).
.
romance urbano:
trata da vida na capital e relata as particularidades da vida cotidiana da burguesia, cujos membros se identificavam com os personagens. Os romances faziam sempre uma crítica à sociedade através de situações corriqueiras, como o casamento por interesse ou a ascensão social a qualquer preço.
.
romance regionalista:
construção de texto que valorizasse as diferenças étnicas, linguísticas, sociais e culturais que afastavam o povo brasileiro da Europa, e caracterizava-os como uma nação. Os romances regionalistas criavam um vasto panorama do Brasil, representando a forma de vida e individualidade da população de cada parte do país.
diariodonordeste.globo.com
Principais escritores
Joaquim Manuel de Macedo, romancista urbano escreveu A Moreninha e também O Moço Loiro.
José de Alencar, principal romancista romântico. Romances urbanos: Lucíola; A Viuvinha; Cinco Minutos; Senhora. Romances regionalistas: O Gaúcho, O Sertanejo, O Tronco do Ipê. Romances históricos: A Guerra dos Mascates; As Minas de Prata. Romances indianistas: O Guarani, Iracema e o Ubirajara.
Manuel Antônio de Almeida: romancista urbano, pre-cursor do Realismo. Obras: Memórias de um Sargento de Milícias.
Bernardo Guimarães: considerado fundador do regio-nalismo. Obras: A Escrava Isaura; “O Seminarista” Franklin Távora: regionalista. Obra mais importante: O Cabeleira.
Visconde de Taunay: regionalista. Obra mais importante: Inocência.
Machado de Assis: estilo único, dotado de fase român-tica e realista. Em sua fase romântica destacam-se “A Mão e a Luva” e “Helena”. Ainda em tal fase realizava análise psicológica e crítica social, mostrando-se atípico dentre os demais românticos.
Demais artes
Apesar da produção literária ser predominantemente romântica, vive-se no país neste período um grande incentivo ao academicismo e ao neoclassicismo trazido pelo império recém-proclamado e o grande centro das artes no país é a Escola Imperial de Belas Artes do Rio de Janeiro. Principais características: subjetivismo, evasão, erotismo, senso de mistério e religiosidade.
1. (UFBA)

“Um observador reconheceria nesse disparate a prova material de completa divergência entre a vida exterior e a vida doméstica da pessoa que ocupava esta parte da casa.
Se o edifício e os móveis estacionários e de uso particular denotavam escassez de meios, se não extrema pobreza, a roupa e os objetos de representação anunciavam um trato de sociedade, como só tinham cavalheiros dos mais ricos e francos da Corte. Esta feição característica do aposento repetia-se em seu morador, o Seixas, derreado neste momento no sofá da sala, a ler uma das folhas diárias, estendidas sobre os joelhos erguidos, que assim lhe servem de cômoda estante.
É um moço que ainda não chegou aos trinta anos. Tem uma fisionomia tão nobre, quanto sedutora; belos traços, tez finíssima, cuja alvura realça a macia barba castanha. Os olhos, rasgados e luminosos, às vezes coalham-se em um enlevo de ternura, mas natural e estremece de afetação, que há de torná-los irresistíveis quando o amor os acende. A boca vestida por um bigode elegante mostra o seu molde gracioso, sem contudo perder a expressão grave e sóbria, que deve ter o órgão da palavra viril”.

ALENCAR, José de. Senhora. In: COUTINHO, Afrânio et al. (Org.). José de Alencar: Ficção Completa e Outros Escritos. 3.a ed. Rio de Janeiro: Aguilar, 1965. p. 679-680. (Biblioteca Luso-Brasileira. Série Brasileira).
Uma produção verbal pode ser organizada por meio de diferentes tipos de textos. Os mais comuns são a narração, a descrição e a argumentação. Considerando que, em uma produção textual, esses tipos podem se mesclar ou não, faça um comentário sobre a composição do fragmento do romance Senhora apresentado anteriormente.
2. UM ÍNDIO

“um índio descerá de uma estrela colorida brilhante
de uma estrela que virá numa velocidade estonteante
e pousará no coração do hemisfério sul na América
num claro instante
(...)
virá
impávido que nem Muhammad Ali
virá que eu vi
apaixonadamente como Peri
virá que eu vi
tranquilo e infalível como Bruce Lee
virá que eu vi
o axé do afoxé filhos de Ghandi virá”

(Caetano Veloso)

O trecho anterior mostra, com uma visão contemporânea, determinado tipo de tratamento dado ao índio brasileiro em certo período de nossa literatura. Os nomes de dois autores que manifestaram tal tendência são:

a) Gonçalves de Magalhães e Álvares de Azevedo

b) Castro Alves e Tobias Barreto

c) Fagundes Varella e Visconde de Taunay

d) Gonçalves Dias e José de Alencar.

e) José de Alencar e machado de Assis
O texto seguinte refere-se às questões 5 e 6.

“O problema da nacionalidade literária foi colocado, dentro da atmosfera do Romantismo, em termos essencialmente políticos. Misturadas literatura e política, a autonomia política transferia-se para literatura, e confundiram-se independência política e independência literária.”

5. Segundo o texto, para os românticos:

a) a autonomia política e a autonomia literária foram duas faces de um mesmo processo de emancipação.

b) autonomia política e autonomia literária mantiveram entre si uma relação de causa e efeito

c) a autonomia literária sempre se seguiu à emancipação política

d) emancipação política e emancipação literária foram processos que se concretizaram independentemente um do outro

e) não havia autonomia literária, uma vez que todos os artistas tinham que estar de acordo com os ideais políticos do império.
6. Segundo o texto:

a) Romantismo foi uma escola literária de atmosfera essencialmente política.

b) no Romantismo, literatura e política interpenetram-se e exercem influência mútua, numa interdependência dialética.

c) pode-se dizer que a política usou a literatura em suas campanhas, mas o inverso não é válido, pois a literatura não se valeu da política.

d) independência política e independência literária são fenômenos distintos, que só se misturam em consequência de um erro de interpretação.

e) independência política se deu a partir do ideais Românticos abolicionistas.
7. Apresentamos a seguir quatro afirmações sobre o indianismo romântico. Julgue se os itens abaixo estão corretos ou errados:

1 O índio foi visto como motivo artístico e não como figura histórica; daí a forma idealizada com que foi representado na literatura.

2 A descrição do índio nas obras românticas reflete fielmente a realidade histórica da época: só depois do Romantismo é que ele passou a ser idealizado.

3 A corrente indianista pode ser vista como uma espécie de resposta brasileira ao medievalismo dos escritores europeus.

4 José de Alencar e Gonçalves Dias são os dois autores indianistas mais importantes do Romantismo.

A opção correta é a:

a) C, C, E, C

b) C, C, C, E

c) C, E, E, C

d) E, E, C, C

e) C, E, C, C
8. Leia a descrição:
“A alvura de sua tez fresca e pura escurecia o mais fino jaspe [...] A seiva dessa mocidade, o viço dessa alma não se expandia no rubor da cútis, mas no olhar ardente e esplêndido dos grandes olhos negros e no sorriso mimoso dos lábios que eram um primor da natureza.”

As características que percebemos na descrição acima são:

a) O nacionalismo que, entre nós, expressou-se, sobretudo, através do tratamento positivo dado às mulheres brasileiras.

b) A idealização no texto ao apresentar as personagens.

c) O desvendamento do mundo psicológico das personagens que, em nosso romantismo, é traço prenunciador do realismo.

d) O panteísmo, que consiste em relacionar traços humanos com atributos de Deus.

e) O uso da natureza como reflexo dos sentimentos do narrador, produzindo a prosopopeia.
Sites
Visite a página: http://elis-regina.letras.terra.com.br/letras/45668/
Livros
BUENO, Eduardo. A Viagem do Descobrimento, da Coleção Terra Brasilis e Editora Objetiva.

MIRANDA, Ana. Boca do Inferno. Editora Companhia das Letras.
Filmes
Assista ao filme Xica da Silva (1976), com direção de Cacá Diegues. O elenco conta com Zezé Motta, Walmor Chagas e José Wilquer. O filme contextualiza o século XVIII no Brasil, quando ocorreu o Arcadismo.
Música
Leia e ouça a canção de Elis Regina
Casa no Campo
. A letra alude às características do Arcadismo.
Full transcript