Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM QUÍMICA

Defesa do Estágio - Licenciatura em Química
by

Alana Pereira

on 25 June 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM QUÍMICA

DEFESA DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO EM LICENCIATURA EM QUÍMICA
INTRODUÇÃO
ETAPAS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO
OBSERVAÇÃO DO CENÁRIO ESCOLAR
DESENVOLVIMENTO DO PLANO DE AÇÃO
DESENVOLVIMENTOS DE PLANOS DE AULA
CONSIDERAÇÕES FINAIS
Alana Kelyene Pereira
Licenciatura em Química
30 de Junho de 2015
Orientadora:
Helena Maria de Almeida Mattos Martins do Santos Ali

BOA TARDE!
Obrigada!

"Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais..."
Rubem Alves. A alegria de ensinar. Ars Poetica Editora, 1994
1
2
3
4
5
6
1a
ALMEIDA, Patrícia Cristina Albieri de; BIAJONE, Jefferson. Saberes docentes e formação inicial de professores: implicações e desafios para as propostas de formação. Educação e Pesquisa. 2007, vol.33, n.2, p. 281-295. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ep/v33n2/a07v33n2.pdf>. Acesso em: 15 jan. 2015.
Etapas desenvolvidas no Estágio Supervisionado
Entrada da Escola Estadual Dr. Lindolfo Bernardes
Conquista MG
Licenciaturas
1b
1c
Promover
novas práticas
Instrumentos
de formação
Práticas de
Ensino, Estágios, Reflexão...
SILVA, Camila Silveira da, OLIVEIRA, Luiz Antônio Andrade de. Formação Inicial de Professores de Química: Formação Específica e Pedagógica. In: NARDI, R. org. Ensino de ciências e matemática, I: temas sobre a formação de professores [online]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009. p. 43. Cap. 3. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/g5q2h/pdf/nardi-9788579830044-04.pdf>. Acesso em: 10 dez. 2014.
Estágio
Lei do Estágio
nº 11.788/08
Convívio com pessoas
Construção da Cidadania
Desenvolvimento de habilidades profissionais
2
3b
Caracterização da Concedente
3c
Histórico
Princípios da Escola
Livros de Química usados pelos Ensino Médio
Livro de Ciências
usados pelo 9º Ano
Livros Didáticos
Entrada da Escola
Pátio da Escola
Caminho para a Quadra de Esportes
Caminho para o Refeitório
De acordo com a LDBEN nº 9394/96, os valores que dão sustentação e identidade a escola parte dos seguintes princípios:
Éticos, Políticos e Estéticos
"A escola tem como missão oferecer ensino de qualidade aliado à formação para o exercício da cidadania e o comprometimento com a vida."
A Escola foi fundada em 1956 - Governo JK
O juíz, Lindolfo Bernardes dos Santos e colaboradores deram continuidade ao ensino oferecido pelo Grupo Escolar de Conquista.
Ginásio Antônio Martins Borges
Lei Municipal nº 166, de 26/03/1957
Escola Técnica de Comércio de Conquista
1962
Ginásio Estadual de Conquista
Lei Estadual de criação nº 3.631 de 01/12/1965
Colégio Normal Oficial
Lei Estadual nº 4707 de 04/04/1968
Escola Estadual Dr. Lindolfo Bernardes
Lei nº 7.734 de 09/06/1980
1050 alunos
39 professores
Outros 35 profissionais
Anos Finais Ensino Fundamental (6º ao 9º Ano)
Ensino Médio
EJA
Refeitório da Escola
II ETAPA
Ensino Fundamental - 9º Ano
EJA Fundamental
Observação em sala de aula
Colaboração com alunos em recuperação
Correção das Avaliações
Elaboração de Atividade Prática
Tema: Reações Químicas
Prática da Chuva Ácida. Fonte: http://www.usp.br/qambiental/chuva_acidaExperimento.html
III ETAPA
Ensino Médio - 3º Ano
EJA Ensino Médio
Observação em sala de aula
Colaboração com alunos em recuperação - Monitorias
Elaboração e Correção das Avaliações
Elaboração de Atividades
Estruturas Orgânicas

Montando Cadeias Orgânicas - Revisão das Funções Orgânicas
Química Orgânica e as Drogas
3º Ano do Ensino Médio
Kit da MolyMod
Exemplo da Montagem do Etenol - um Enol
Apresentação dos Alunos sobre as Drogas Psicotrópicas e o seu agente ativo - Relacionando com as funções orgânicas
Ensino Médio - EJA
3º Ano Ensino Médio
Tabela Periódica
Associação de materiais do cotidiano dos alunos com os elementos da Tabela Periódica
Tema: Aminas
Objetivos: Apresentar corantes sintéticos em alimentos,
Apresentar a Nicotina do cigarro, discussão dos malefícios à saúde,
Reconhecer o grupo funcional das Aminas
Aula I
Aulas elaboradas no 3º Ano Ensino Médio
Aula II
Aula IV
Aula V
Tema: Amidas
Objetivos: Apresentar a estrutura da cafeína e sua presença nos alimentos, assim como seus efeitos no organismo

Reconhecer o grupo funcional das Amidas.
Tema: Isomeria
Objetivos: Apresentar, de forma teórica, os principais conceitos de Isomeria Constitucional Estática e Dinâmica e Isomeria Geométrica

Utilização dos kits de montagem de moléculas
Tema: Isomeria
Objetivos: Introduzir a noção de Isomeria entre os alunos,
Apresentar o conteúdo por meio de um jogo baseado nas regras do UNO, na qual os alunos possuem cartões com diferentes estruturas orgânicas, e de acordo com a carta jogada anteriormente, os grupos podem descartar uma de mesma função orgânica ou com um isômero.
Tema: Práticas de Química
Objetivos: Propor apresentações dos alunos de Práticas de Química utilizando materiais alternativos
Práticas realizadas: Indicador de repolho roxo, tinta invisível de amido, violeta que desaparece e camaleão químico.
Cartas do Jogo
Aula III
Café
Fórmula da Cafeína
Alimentos com corantes
Nicotina
Aminas
Atividades Desenvolvidas pelos Alunos
AVALIAÇÃO DO ESTÁGIO PELOS ESTUDANTES DO ENSINO MÉDIO
"A estagiária nos fez aprender mais e isso foi bom pois
influencia no futuro
e também por que ela é legal (...) As
atividades que mais me incentivou
foram as experiências feitas e a montagem das estruturas químicas."
"A maneira que ela
interagia na sala te fazia querer aprender
. Uma das coisas que mais me chamou a atenção e me fez querer aprender foi a maneira com que ela fazia, com jogos para descontrair e
mesmo assim continuar aprendendo
(...) ela sempre estava presente ajudando e explicando muito bem."
"Ela se
tornará uma ótima profissional
, muito inteligente, todos aprendemos muito com ela."
FELTRE, Ricardo. Química – v. 3. Química Orgânica. 6ª ed. - São Paulo: Moderna, 2004.

TRIVELLATO, José; TRIVELLATO, Silvia; MOTOKANE, Marcelo; LISBOA, Júlio Foschini e KANTOR, Carlos. Ciências, Natureza e Cotidiano – Criatividade Pesquisa Conhecimento. Ed. Renovada. São Paulo: Editora FTD, 2009.
LDB (Lei 9394/96)
3k
2a
3d
3e
4a
4b
5a
5b
5c
5d
5e
5f
Aula Expositiva
Exemplo de Isomeria Constitucional Dinâmica Enol-Aldeído
Isomeria Geométrica Cis-Trans
Alunos realizando a prática: Tinta Invisível
Alunos realizando a prática do Repolho como Indicador
Alunos realizando a prática: Violeta que desaparece
Alunos realizando a prática: Camaleão Químico
A experimentação no ensino de Ciências aumenta a capacidade de aprendizado do aluno, pois funciona como meio de envolvê-lo nos temas das aulas (GIORDAN, M., 1999)
GIORDAN, M. Experimentação e Ensino de Ciências. Química Nova na Escola, 1999.
Importância na Formação de professores
3a
3f
3g
3h
3i
3j
Full transcript