Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

As Aves Migratórias na Ria Formosa

No description
by

Carolina Mangas

on 18 November 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of As Aves Migratórias na Ria Formosa

As Aves Migratórias na Ria Formosa (e suas rotas) Como bons exploradores e conservadores da Natureza, o nosso principal objetivo é falar sobre os tipos de Aves Migratórias que passam pela Ria Formosa e as rotas que tomam. Quando partimos para esta investigação formulámos como hipótese que voam para a Ria Formosa flamingos que tomam caminho para locais mais amenos e andorinhas que realizam a mesma rota migratória (para lugares mais quentes).
Esperemos que gostem do resultado final das nossas pesquisas e que aprendam a respeitar melhor, não só as aves, mas a Natureza em geral. Diogo Fernando Sobre a Ria Formosa... O Parque Natural da Ria Formosa é uma das mais bonitas riquezas naturais do Algarve, que abrange uma área de 60 quilómetros de extensão.
A ria possui uma grande diversidade de habitats naturais, entre eles encontram-se as ilhas de Faro, Culatra, Tavira, Armona, dunas, lagoas, sapais e salinas.
Esta diversidade permite a existência de muitas espécies (cerca de 214).
Este Parque constitui uma área extremamente importante na rede de zonas húmidas, vitais para as migrações de algumas aves entre o Norte da Europa e África.
Os objectivos do parque são preservar e desenvolver os recursos naturais. Isto contribui para a preservação dos habitats naturais da vida selvagem. É património Algarvio Iara Carolina

-Chasco – Ruivo;
-Grifo;
-Ibis – Preta;
-Flamingo;
-Abelharuco;
-Chilreta;
-Perdiz – Do – Mar;
-Garçote;
-Fura – Bucho do Mediterrâneo;
-Pilrito-comum;
-Alfaiate;
~Colhereiro;
-Cegonha branca:
-Andorinha do mar;
-Perna-vermelha. Aqui apresentamos cada uma das seguintes espécies: O Chasco - Ruivo (Oenanthe hispanica) é um migrador estival pouco comum restrito às zonas do interior do Algarve durante o período de nidificação.

Alimentação: Insectos, tais como gafanhotos, aranhas, entre outros.

Reprodução: Nidifica a partir de Abril e Maio nas fendas dos muros ou rochas junto ao solo. Os ovos apresentam um tom azulado.

Rota Migratória: Em meados de Setembro migra para África, onde passa o Inverno. Esta ave aqui representada é chamada por grifo no entanto, também é conhecida por grifo-fouveiro, abetarda, brita-ossos (Gyps Fulvus).
Estes abutres chegam a medir até 1 metro de comprimento e 2,7 metros de envergadura, e pesam de 6 a 12 kg.

Alimentação: Alimenta-se quase exclusivamente de carne morta, passando longo tempo a pairar alto no céu à procura de cadáveres, voando em círculos. Íbis-preta.
Alimentação: Alimentam-se nas regiões pantanosas e ribeirinhas e pescam peixes, rãs e outros animais aquáticos e raramente insectos.

Reprodução: Fazem o ninho nas árvores formando colónias.
Distingue-se pelas patas compridas e pelo seu bico longo e curvo. Esta ave mede 55-65 cm de altura e têm uma envergadura de asas de 88-105 cm.
Rota Migratória: Migram para a África. Flamingo (Phoenicopterus roseus). Tem membros inferiores longos e bico extenso em forma de arco.

Habitat: em ilhas e bancos de areia localizados em praias, extensas, abertas e com águas pouco profundas, em lagos salgados ou em baías marítimas.

Alimentação: Alimentam-se de pequenos animais aquáticos e de plâncton.

Rota Migratória: Migra no Inverno para os grandes lagos Africanos. O Abelharuco (Merops Apiaster) é um migrador estival com forte presença na Ria Formosa de Abril a Setembro...
Alimentação: Alimentam-se de vespas e abelhas.
Rota Migratória: Migra para zonas Tropicais e Intertropicais.
Os Abelharucos são aves de pequeno a médio porte, com bico longo. A sua plumagem é colorida.
A Chilreta, (Sterna Albifrons) é uma ave aquática bastante comum durante a Primavera e o Verão, especialmente na Formosa. É fácil de observar junto a salinas.

Rota Migratória: No Inverno voa para África. O animal representado denomina-se Perdiz-do-Mar (Glareola Pratincola).
Apresenta a barriga branca, o peito e a garganta escuros e as asas pontiagudas e escuras
É um migrador estival de presença localizada no Algarve. O Garçote (Ixobrychus Minutus) , é uma pequena garça com restrita distribuição no Algarve. Podemos encontrá-lo, junto a lagoas costeiras de água doce.

Embora sendo um migrador estival está presente no Outono e no Inverno. O Fura-Bucho do Mediterrâneo (Puffinus Yelkouan), é uma ave marinha ameaçada globalmente. Tem uma passagem regular na costa Algarvia. A sua observação a partir da terra é mais fácil, contudo em viagens de barco é possível vê-la em toda a costa. (Mapa da Ria Formosa) Com este trabalho concluímos que a nossa hipótese estava parcialmente correta. Falámos dos flamingos e das andorinhas, mas omítimos muitas outras aves. Com esta apresentação, pudémos ver algumas das aves que passam na Ria Formosa, na Costa Algarvia e outras curiosidades muito interessantes. Porém não conseguimos encontrar as rotas migratórias de todas as aves. No geral, migram para a Àfrica. Esperemos que tenham ficado com algum conhecimento e que tenham gostado. A respeito do projecto proposto sobre as aves migratórias na Ria Formosa, situada no algarve, encontrámos as seguintes espécies: Quem nós somos? Pilrito-comum (Calidris alpina).

Alimentação: consiste em moluscos e crustáceos.

Rota Migratória: No Inverno migra para sul, invernando nas zonas costeiras da Europa Central e meridional e também nas costas africanas. As aves adultas partem em Julho e Agosto, ao passo que os pilritos jovens partem de finais de Agosto a Outubro. O Alfaiate (Recurvirostra avosetta) é uma limícola.

Os seus tons preto e branco a sua plumagem, em conjunto com o bico fortemente recurvado para cima fazem co m que se torne simples a sua identificação.
São mais comuns em Portugal no Inverno. O Colhereiro (Platalea leucorodia)
É uma ave pernalta de pescoço longo.
Vive em pequenos bandos ou solitariamente e alimenta-se de peixes, crustáceos, insetos e moluscos. A cegonha branca é uma ave com pernas altas, pescoço longo e bico comprido. Estas cegonhas chegam a viver até aos 26 anos.
Locais de migração: No Verão, migra para a Península Ibérica, Europa central, Ásia e norte de África.
Alimentação: rãs, insectos, cobras, peixes, entre outros. Telejornalcientífico-TJC
Andorinha do mar A Andorinha-do-mar-comum (Sterna hirundo) pertence à ordem dos Charadriiformes.
Tem de comprimento entre 31 e 35 cm e 77 a 98 cm de envergadura. Tem o bico curto e a cauda comprida, marcadamente bifurcada.
Alimentação: de peixes e de invertebrados, nomeadamente crustáceos e insectos. O perna-vermelha é vulgar nas áreas húmidas do litoral português, especialmente durante os períodos de Inverno e de passagem migratória, entre Agosto e Abril. Forma bandos que podem ser de algumas centenas nos grandes estuários. Bibliografia:
Vídeos retirados: Youtube
Imagens: www. flickr.com;
Imagens da wikipédia e fotos retiradas pessoalmente às aves e à paisagem;
Informação: Livro(...), na página web: www.maisnatureza.com; faunaselvagemdeportugal.blogspot; naturlink.sapo
http://o-blog-verde.blogs.sapo.pt/68226.html

http://pt.wikipedia.org/wiki/Colhereiro

http://www.avesdeportugal.info/ciccic.html
Full transcript