Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Caminhos do cuidado- minas gerais

No description
by

Andréia Souza

on 16 September 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Caminhos do cuidado- minas gerais

Cartilha sobre Drogas, Cuidado e Prevenção
Tutor: Gicelle Daiane Santo Rodrigues Lopes
Orientador: Simária de Jesus Soares
Notícias de Carmo do Rio Claro
Tutor: Maurício Durval de Sá
Orientador: Millene Oliveira Leite
Poesias de Barreiros
Poema do Hospital
Tutor: Imaculada Drumond e Sophia Urhânia Medeiro
Orientador: Wanier Ribeiro
Atividade de Dispersão -Penha- Venda Nova
Tutor: Valéria Vianna Gualberto
Orientador: Raquel Martins Pinheiro
Experiências do caminhos do
cuidado no estado de minas gerias

Debate sobre o tema, Redução de Danos.

Cartilha do curso “CAMINHOS DO CUIDADO”
Video sobre Redução de Danos.


MATERIAL UTILIZADO

MENSAGEM FINAL

Local: Bar local,
Participantes: 06 frequentadores locais,
Dona do bar, Mãe da Proprietária 86 anos, 03 adolescentes usuários de drogas ilícitas, ACS Penha.
Área de abrangência C.S.S.Mônica.

Atividade Dispersão 04
REDUÇÃO DE DANOS

SOMOS TODOS SERES HUMANOS

Tutor: Ludmilla de Oliveira Luppi e Kelly Lorena Rodrigues de Matos
Orientador: Wanier Ribeiro

“Jogar palavras sobre o papel,
Para aliviar o tédio que me aliena...
Num hospital o tempo não passa!
Aprisiona...
O cérebro não trabalha livre...
Aos poucos se condiciona aos novos hábitos,
Olha o remédio!!!
Olha o jantar!
Tudo se repete, dia após dia surgindo o tédio e a monotonia.
Eu sou o PÉSÃO com dois acentos.
Escrita de doido!
Eu sou careca, o Buda, o...
E os apelidos vão surgindo!!!
Todos procuram se diferenciar,
Para não cair na maluquice anônima.
Escrevo, escrevo...
Escrevo só por escrever.


Maluco Beleza- Ponte Nova
Tutor: Fabiano dos Anjos Martins
Orientador: Marina Silva de Lucca
Redução de Danos em Carranca
Tutor: Alcione dos Santos Danziger
Orientador: Fabiana Pimenta de Almeida
Poesia de Onça do Pitangui ACS Vera Faria
Tutor: Edna Mara Mendonça
Orientador: Débora Cristina Modesto Barbosa
Só vim telefonar- ACSs de Coração de Jesus
Tutor: Maria Geralda Evangelista Dias
Orientador: Eveline Andries Castro
Turma em Visita ao Caps Local- Mirabela
Tutor: Silvia Reis Soares e Gicelle Daiane Santos Rodrigues
Orientador: Simária de Jesus Soares
Carreata em Juruaia
Tutor: Carolina Carlos Carneiro
Orientador: Rinaldo Conde Bueno
Reportagem de Carmo do Rio Claro
Tutor: Maurício Durval de Sá
Orientador: Millene Oliveira Leite
Avaliação de um ACS de Visconde Rio Branco
Tutor: Verônica de Paula Almeida
Orientador: Débora Cristina Modesto Barbosa
Reportagem Caratinga
Tutor: Zinerlice Ramires Guimaraes Brito
e Alice Polliana Rocha Pereira
Orientador: Dinalva Martins Irias
O relato inicial, gerou uma discussão bastante acirrada, sobre os motivos que levaram o jovem a esta recaída, “alienação espiritual”, separação dos pais, abandono emocional, dentre outros motivos.
Iniciou-se uma outra discussão sobre o relato inicial de um etilista sobre o uso e comercialização de drogas nas imediações do bar.
De acordo com os etilistas presentes, todos sem exceção disseram que paravam naquele bar pra beber, pra minimizar o stress no fim do dia, acabar com o cansaço, stress do trânsito, etc...
As drogas ilícitas, são consideradas insuportáveis porque geram situação de insegurança.
Ninguém nasce com os sintomas de ansiedade ou depressão. Este fato já coloca em cheque a crença de que tais sintomas são causados por um problema químico no cérebro ou que é algo genético.
Sim, a química do nosso cérebro se modifica junto com nosso estado emocional, mas é o estado emocional que altera a química no cérebro ou é a química que altera o estado emocional?
As pessoas que conseguiram REALMENTE superar os sintomas da ansiedade e da depressão são aquelas que saíram do vitimismo e tomaram a responsabilidade de seu estado emocional para si mesmas.

Quando terminou a palestra, conversei com o adolescente, e ele pediu mais informações sobre o assunto redução de danos e como iniciar o processo de desintoxicação.
Sem forçar e sempre tentando entender o ponto de vista do garoto, conversei bastante tempo com o mesmo e eu me dispus a falar com minha ESF, com a mãe dele na mesma tarde e marquei uma consulta com o generalista logo para o dia seguinte.
Senti que naquele momento, fiz a diferença, para aquela família, já sofrida.


http://www.caratinga.mg.gov.br/Materia_especifica/7503/Prefeitura-inicia-curso-de-qualificacao-para-profissionais-de-Saude
Dispersão: Tribunal da maconha- Moc
Tutor: Márcia Azevedo Correa
Orientador: Simária de Jesus Soares
Parádia RAP do Silva- Alunos
de Capitão Eneas
Tutor: Gicelle e Sílvia
Orientador: Simária de Jesus Soares
RAP Entendendo Fragilidades- Leopoldina
Tutor: Maristela Silva de Mello
Orientador: Viviane de Souza Maciel
Pra cuidar precisamos aprender
A não julgar e empatia ter
Os usuários no fundo do poço estão
De julgamentos ... não precisam não.

Devemos nos colocar à disposição
Um ombro amigo a nossa mão
A arte de ouvir laços criar
Nossos caminhos assim .. vão se cruzar.

Compartilhar histórias é fundamental
Poderá trazer a paz mental ,
Nascerá assim motivação
Abraçaremos a causa... de nosso irmão ,
que de ser julgado desanimou
agora enxerga.. a luz raiou
Abriram-se ás portas da compreensão
Trabalhamos agora ... com a redução.

Flávia Aparecida Assis Augusto
RAP do "Antes e Depois" da Redução Danos- Taiobeiras
Tutor: Alessandra de Oliveira Silva e Paula Andreia Souza Sena
Orientador: Jania Lurdes Pires Samudio
Antes da década de 90

Eles querem que você dependa deles
Eles querem que você dependa do cigarro
Eles querem que você dependa da bebida
Escravo!
Eles querem ver você escravo...
Eles querem que você dependa do dinheiro
Eles querem ver você cheirando cola
Eles querem ver você dentro de uma gaiola
Escravo!
Eles querem ver você escravo
Eles querem comprar a sua independência
Eles querem vender sua consciência
Eles querem um cara fraco
Escravo!
Eles querem ver você... Escravo!
Não dependa de droga nenhuma
Não se venda por tão pouco, cara...
Fique limpo, você pode,
não faça esse jogo...
FIQUE LIMPO, VOCÊ PODE, NÃO FAÇA ESSE JOGO!

Depois da nova política de redução de danos

O que vale é saber como usar,
Tenha consciência, seja moderado,
Não vá se exaltar,
Usar droga pode ser uma doença
Mas, pode sim ser também um delito,
Deixe que ela seja dependente,
E não você um dependente maldito,
Procure saúde, procure prevenção
Vá à reuniões, cursos, palestras,
Busque informações...
Seja inteligente, pratique exercício
Leia um livro, alimente-se bem,
Trate do seu vício,
Você usa a droga sem deixa de ser cidadão...
Seja consciente,
Ei! Pare! ... pense nisso meu irmão...

Lepo Lepo e Tim Maia em Peçanha
Tutor: Priscila
Orientador: Dinalva Martins Irias
Receita de RD recheado de Autonomia- BH
Tutor: Danielle Capistrano
Orientador: Wânier Ribeiro
Ilari Ilari E- Paródia de Caratinga
Tutor: Zilernice Ramires Guimarães Brito
Orientadora: Dinalva Martins Irias
Paródia Lepo Lepo em São Gonçalo do Rio Abaixo
Tutor: Rangel Sá de Oliveira e Sandra Eugênio Campos
Orientador: Fabiana Pimenta de Almeida
Se é possível o preconceito
Tratar o dependente com um olhar de desprezo
Mergulhando na ignorância do saber
Não vendo a vida do jeito que ela tem que ser.
Vivendo no escuro, na pobreza do viver, andando pelo mundo,
Sem saber o que fazer
Sentindo na pele a convivência
De ser diferente, sem nome,
Sem elo, sem respeito, sem
Liberdade de viver uma vida que todo humano tem direito de ter.
Vamos ter consciência, igualdade
E respeito, viver consciente que
Pra tudo dá-se um jeito,
Conscientizar o dependente que isso
É doença, mergulhar no seu
Mundo, para termos resposta, vivenciá-lo
E conscientizá-los que sua vida está
Em jogo, que o mundo precisa de se conscientizar
Ele precisa de saber a hora de se tratar
Que estamos dispostos a ajudar
mas ele tem que querer se ajudar
Para um bom resultado o mundo obter
O próprio dependente sobreviver.
Para isso, uma equipe vamos ser…

Vera Lúcia Dias Faria
Onça do Pitangui/MG
Adaptação Receita de Bolo em Sete Lagoas
Tutor: Viviane Santos
Orientador Wânier Ribeiro
Para o Recheio: Porções Generosas!

Várias intervenções em saúde mental, adoçando com promoções de muitas possibilidades para modificar, qualificar condições de novas formas de vida.

Use os frutos da orientação pela produção de vida e saúde sem se preocupar somente com a cura da doença.

Acredite em camadas, que a vida tem varias formas de ser percebida, experimentada e vivida.

1 grande olhar para o sujeito e suas dimensões, desejos, anseios, valores e escolhas


















Obs: Nunca!
Mas nunca mesmo, coloque pré conceitos à massa. Você corre o risco de perder todo o trabalho.



Acrescente os princípios básico de integralidade do cuidado.

Misture todos os profissionais abaixo, trarão mais gosto a receita
.





Nas Regionais pegue na Rede de apoio, por meio de mobilização e articulação, profissionais, psicólogos atuantes e eficientes e acrescente a massa.



Coloque 1 dose de amor, mas só uma dose, para não prejudicar o seu raciocínio lógico e atrapalhar o resultado.


OBRIGADO!!!!

UM NOVO OLHAR - SAÚDE MENTAL

Aproveite seu bolo e também sua equipe, dividindo a fatia que cabe a cada um.

Bom apetite & bom trabalho!
ACS – Meire Mercês

O bolo deve ser degustado ainda quente, o que unifica. O objetivo dos profissionais é a relação de vínculo com o usuário, abrangendo as diferentes compreensões sobre saúde mental que a receita (equipe) venha identificar.

























Subjetividade, singularidade e a visão do usuário ajudará o bolo à crescer.

Unte a fôrma com o poder vencedor do ACS.


Coloque protagonismo salpicado de reflexão e diálogo.




1 medida de experiência.
Nem sempre na Rede você vai encontrar todos os ingredientes possíveis, mas não desista.




Vá mexendo com jeito e na fôrma correta, para que o empoderamento do usuário volte a crescer.






Identifique no seu território 1 quantidade de usuários de álcool e drogas, desesperançados, que gritam por ajuda, sempre respeite suas características, mas atenção!! – não exagere no diagnóstico para que não embolem o resultado, pequenas quantidades por Receitas.

BOLO PARA REDUÇÃO DE DANOS

Paródia de Peçanha
Tutor: Priscila Lemos
Orientador: Dinalva Martins Irias
Equipe Matricial de MG:
Macro: Anna Letícia Ventre
Apoio Pedagógico: Andréia Souza
Educadora: Sandra Arôca

Poesia/Música da ACS Angélica- Guaxupé
Tutor: Juliana Pereira e Carolina Carneiro
Orientador: Wânier Ribeiro
Participantes do Projeto Caminhos do Cuidado de Guaxupé - Tutoras Juliana Pereira e Carolina Carneiro

8. Materiais Apresentados – Guaxupé/Minas Gerais

“Releitura da aluna Angélica Paulino Rabelo
 
Vai perguntar pra mim
Como é que a gente faz
Quando tudo perde a cor
Pra acabar com essa dor
E se reerguer
 
O caminhos do cuidado
Veio para nos mostrar
Que é preciso aprender
Sem perguntar porque
Ouvir e ser ouvido
 
A drogas de antes
Te tornou um dependente
Colocou você em perigo
Existe sim um jeito
Com a redução de danos
Ter bem mais que um abrigo
 
Não diga que não
Não negue a você
Um novo rumo
Uma nova razão
Diga sim
 
Com medicação, grupo de apoio, força de vontade
E sem internação
Permita sentir
Se abra pra ti
Liberta seu corpo dessa eterna prisão
 
Vai perguntar pra mim….

Poesia Percusos do Caminho- Rio Vermelho
Tutor: Wellen Costa
Orientador: Luiza de Marilac Vela Portella
Paródia Redução Faz Milagre Acontecer
Tutor: Mateus Leme
Orientador: Luiza Marilac Vale Portella
Discriminado, indigente, quem sabe até se sou gente?
Tutor: Mateus Leme
Orientador: Luiza Marilac Vale Portella
Na quadra poliesportiva “ JOSE MOREIRA DE MATOS “ ( NEGO DO SESOSTRE ) iniciaremos com : campeonato de futebol ,
jogos de capoeira , vôlei e danças , com horários acessíveis aos participantes .
Buscando apoio com a Prefeitura Municipal e Policia Militar , para divulgação e maior credibilidade ao projeto Salva Vidas . Juntos faremos mobilizações em nosso território , tais como gincana , pedágio , e distribuição de panfletos educativos .

Conscientizar as crianças e jovens sobre os males causados pelo uso de álcool e drogas .

Mobilizar a sociedade e as autoridades que projeto não e só no papel , precisaremos de voluntários para á realização do mesmo .
Englobar os já usuários no projeto para que não se sintam excluídos da sociedade .


Nos últimos anos as drogas estão sendo um dos maiores problemas no município . E vem aumentando em ritmo acelerado entre os jovens onde geralmente inicia –se o consumo .

A droga e o álcool surgem na vida dos adolescentes , como uma ponte para estabelecer os encontros e laços sociais , pois eles procuram sua própria identidade , assim , a familia pode ou não ser a estrutura básica para a formação da pessoa , possibilitando através de uma boa educação e de exemplos positivos , que o adolescente se oriente através de uma conduta longe da violência

Ana Dalva
Ana Lúcia
Ana Maria
Cilene
Janaína
Juliana
Laís Lara
Maria Geralda
Mychelle
Zilma

UBS SEBATIÃO GONTIJO DE MELO

Concluímos que através do projeto Salva Vidas , estaremos ajudando na redução de danos e prevenindo que crianças e jovens se envolvam
, ao longo de suas vidas com álcool , drogas e outras coisas ilícitas . Embora sabemos que não será fácil , a equipe da U.B.S Sebastião Gontijo de Melo abraçará a causa , e assim Salvar Vidas.
 


CONCLUSÃO

Prevenir para que no futuro , as crianças e jovens não se envolvam com álcool e drogas .
Manter as quadras funcionando de forma benéfica a comunidade .
Desenvolver atividades educativas e recreativas , envolvendo as famílias neste projeto .


OBJETIVO

Na atual modernidade , as drogas ( lícitas e ilícitas ) fazem parte da maioria dos jovens , e a experimentação
e o uso rotineiro destas substancias crescem de forma consistente a cada ano .
Ao observar que as drogas hoje está afetando aos jovens , podemos tentar possíveis projetos de prevenção , como o Projeto Salva Vidas , na intervenção ao combate ao álcool e drogas que cada vez mais afeta nossa sociedade .


A sociedade encontra hoje um novo perfil de jovem : hostil , agressivo e violento , fruto de um contexto
social complexo , que acaba por refletir no comportamento do local de maior convívio : a escola , a qual normalmente não tem preparação para enfrentar os transtornos causados por esses fatores .


Introdução

Curso Caminhos do Cuidado

Projeto
salva vidas

Todos envolvidos neste projeto , estarão cientes que farão um serviço voluntario ,
logo não receberão pagamentos ou outros benefícios .
Será orientado aos pais e a comunidade quais atividades serão desenvolvidos .



desenvolvimento

Projeto Salva Vidas
Tutor:
Orientador: Jânia Lurdes Pires Samudio
Reportagem Pará de Minas
Tutor: Joseane da Silva e Jonas Garcia Simões
Orientador: Viviane de Souza Maciel
Full transcript