Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Insetos Sociais

No description
by

Paula Beatriz Arruda

on 2 December 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Insetos Sociais

Insetos Sociais
O que são Insetos Sociais?
Todos os insetos que interagem de alguma forma com membros de suas espécies;
Insetos solitários não apresentam comportamentos sociais;
Insetos subsociais
("abaixo do social"), os quais têm hábitos sociais menos desenvolvidos, sem extensa cooperação e divisão de reprodução;
Insetos eusociais
("verdadeiramente sociais"), os quais cooperam na reprodução e têm divisão de esforço reprodutivo;
Divisão de trabalho, com um sistema de castas envolvendo indivíduos estéreis auxiliando àqueles que reproduzem;
Cooperação de todos os membros da colônia para cuidar dos jovens;
Sobreposição de gerações capazes de contribuir para o funcionamento da colônia.
Castas
Vespas
Monoginia ou poliginia. A rainha é a fêmea reprodutora, responsável por fundar o ninho e gerar sua população.É ela também que controla o sexo dos filhos, fato que se torna possível devido à presença da haplodiploidia. Os machos são gerados a partir de ovos não fecundados e os ovos que originam fêmeas são fecundados de acordo com a liberação do esperma armazenado após a cópula com o macho em uma estrutura denominada espermateca. Na maior parte do ano, as fêmeas reprodutivas (rainhas) são raras quando comparadas com fêmeas operárias estéreis.
Família Vespidae
Organização Social
1. Divisão de trabalho com um sistema de castas.
2. Sobreposição de gerações na colônia.
3. Cuidado cooperativo com os filhotes onde fêmeas estéreis cuidam da prole da mãe e/ou irmãs.
Rainha
São fêmeas estéreis e representam o grupo mais populoso da colônia. As operárias são responsáveis por buscar alimento - como líquidos ricos em carboidratos do qual elas se alimentam e outros insetos, fonte protéica necessária para o crescimento das larvas e energia para a rainha. São elas também que defendem, expandem, rearranjam e trazem a água para refrigerar o ninho, além de cuidarem da prole. O trabalho pode ser dividido entre as operárias, onde cada grupo delas se especializa em uma tarefa. Essa divisão também pode ocorrer de acordo com a idade destas – polietismo etário, onde as mais novas atuam cuidando das larvas e pupas e ajudando a construir o ninho, enquanto as mais velhas são as encarregadas de procurar alimento e água.
Operária
Apenas fêmeas nas colônias!
Os machos estão presentes apenas nas épocas de acasalamento e normalmente morrem depois que ele ocorre.
1) o ovo foi depositado. 2) nasce a larva. 3) a larva se transforma em pupa. 4)da pupa sai a vespa. 5) o inseto já com sua formação definitiva, fase adulta.
Vespa-jóia
Vespa caçadora de aranhas
Eussociais
Comportamento semisocial - o ninho comunal contém similarmente membros de uma mesma geração cooperando no cuidado à prole, mas existe uma divisão de trabalho reprodutivo, com algumas fêmeas (rainhas) pondo ovos enquanto suas irmãs atuam como operárias e raramente põem ovos. Isto difere da eusocialidade apenas porque as operárias são irmãs da rainha que põe ovos, e não filhas, como no caso da eusocialidade.
Comportamento quasisocial - um ninho comunal consiste de membros da mesma geração, todos os quais assistem no cuidado à prole, e todas as fêmeas são capazes de por ovos, mesmo se não for necessariamente ao mesmo tempo.
Provavelmente a rainha consegue manipular a formação dos ovários das outras fêmeas através de feromônios, e assim, ela permanece a única fêmea reprodutora.
Insetos Subsociais
Cada colônia dura somente um ano, pois as rainhas que nascem na sociedade atravessam o inverno todo e, na primavera seguinte, cada uma delas forma uma nova comunidade, os machos e as operárias morrem, no final do outono. As vespas habitam campos, jardins e construções humanas. As larvas são alimentadas com restos de insetos e tecido animal em decomposição.
Como funciona um formigueiro?
Castas
Formigas
Família Formicidae
Ordem Hemytoptera
Lixeira
Bitus
Única casta formada
por machos,nascem,
por partenogênese e
morrem após a cópula.
Operárias soldado
São maiores e mais
fortes,cuidam da
segurança do
formigueiro.
Rainha
Única fêmea reprodutiva
no formigueiro. Ela controla
o crescimento das castas.
Operárias cortadeiras
São responsáveis por cortar,
coletar matéria prima para
a alimentação e pela escavação
do formigueiro.

A formiga possui uma capacidade limitada, cada trabalhadora consegue tomar somente as decisões locais do formigueiro.
Como as formigas se reproduzem?
A rainha e o bitus alados fazem o vôo nupcial e copulam no ar;
Após a cópula os machos se unem e morrem em algumas horas;
Como elas se alimentam?
Bibliografia
Qual a vantagem de viver em sociedade?
Abelhas
Reprodução
A vida das abelhas
São conhecidas pelo seu esforço e organização;
Podem existir em qualquer em qualquer lugar do mundo,exceto nos polos;
Existem cerca de 10.000 espécies, 2.500 são brasileiras;
Constituído por cabeça,tórax e abdomên;
Pedicelo,entre o tórax e o abdomên,diferencial dos outros insetos;
Mandíbulas na parte anterior da cabeça,
Possui três pares de pernas;
Possui glândula pós-faríngea;
Sistema circulatório aberto;
O coração é um vaso dorsal,distribui hemolinfa;
Respiração traqueal;
Sistema digestivo completo;
Excretam ácido úrico;
O papo serve para armazentamento de comida;
Um par de antenas, tem função sensitiva;
A boca é uma bomba de sucção da faringe;
Possuem um par de olhos compostos variam em sua eficiência,enquanto umas possuem visão aguçada
A comunicação entre elas são por ferormônios;
Algumas se alimentam de fungos,formando simbiose;
Insetos vivos;
Matéria orgânica em decomposição;
Recolhem grãos e sementes;
Cupins
Sua função é limpar
a colônia,transportando
o lixo para longe das
câmaras de fungos.

Ordem Isoptera
Diferenciando Operárias de Rainhas:
2 pares de asas - com algumas exceções;
3 pares de patas;
fortes mandíbulas;
seu sistema de visão é formado de dois olhos compostos e três simples
possuem também ovipositor ou ferrão - mas só as fêmeas têm ferrão;
grande maioria quase não tem pelos - diferente das abelhas;
maior parte é de predadores ou parasitas de outros insetos, e algumas espécies caçam aranhas, outras se alimentam de néctar;
maioria tem vida terrestre, mas existem vespas parasitóides de vida aquática da superfamília Chalcidoidea;
capazes de perceber odores com suas antenas;
reprodução haplodiploidia;
respiram por traquéias;
sistema circulatório aberto;
sistema digestório completo.
Controle biológico de broca na cana-de-açucar. Agente controlador: Vespa parasitóide Cotesia flavipes.
Johanna Döbereiner - Embrapa AgrobiologiaSeropédica - RJ
Detalhe dos olhos
Machos e fêmeas podem ser igualmente representados, com ambos os sexos contribuindo para a casta operária. Um único cupim macho, o rei, pode permanentemente se ligar à rainha.
Organização Social
cerca de 2.800 espécies;
protozoários flagelados do gênero Trichonympha vivem no intestino de cupins, participando da digestão da celulose da madeira (mutualismo – importante para ambas as partes);
Não apresentam haplodiploidia;
Dieta rica em celulose, com simbiontes internos;
Constroem um ninho semelhante ao papel e que consiste em madeira ou folhagem mastigada e elaborada pelo inseto.
Cada individuo do cupinzeiro é especializado em uma função, por isso, depende dos outros indivíduos para viver em sociedade.
Elas são conhecidas há mais de 40.000 anos. Existem 21.000 espécies de abelhas (sendo a maioria solitária e não social). Inseto disciplinado, convive num sistema de organização, cada colônia é constituída por uma única rainha, dezenas de zangões e milhares de operárias.
Função
As operárias trabalham para trazer o alimento (polén e néctar), vigiar, limpar e cuidar das larvas.
Os zangões (em pouca quantidade) tem a função exclusiva de fazer o acasalamento com a rainha e garantir a reprodução.
Já a abelha rainha é a responsável exclusivamente pela reprodução.
Quando nascem duas abelhas rainhas, em uma única colméia, elas lutam até a morte para ver quem assumirá a exclusiva missão de garantir a reprodução da colônia.
Ordem Hymenoptera
Subordem: Endopterygota ou Holometabola
Unica femêa com capacidade de reprodução.
A rainha é personagem mais importante da colméia. Afinal, é dela que depende a harmonia dos trabalhos da colméia, bem como a reprodução da espécie.
A rainha escolhe dias quentes e ensolarados, sem ventos fortes, para realizar vôo nupcial.
O Vôo nupcial que a rainha faz é o único em sua vida.
Ela jamais saíra novamente da colméia, a não ser para acompanhar uma enxameação.
Quando ela retornar ela é tratada com atenção especial por partes das operárias, que a alimentam com geléia real e cuida de sua higiene.
A rainha pode botar cerca de 3 mil ovos por dia.
Caso a rainha morra toda a colônia imediatamente perceberá sua ausência, devido a falta de feromônio.
Vida de Rainha
A rainha seria uma farsa?
A rainha pode viver até 5 anos.
Sendo ela responsável pela " boa convivênvia" na colméia.
Através de hormônios produzidos-feromônio, ela coordena o funcionamento da colmeia. Esse hormônio também evita que as operárias se amadureçam sexualmente e se tornem rainha.
Para nascer uma rainha, a rainha mãe (já velha e cansada) põe o ovo numa célula especial, construída pelas operárias, chamada de célula da rainha.
A nova rainha demora 15 dias para nascer.
Dividido em 3 partes: cabeça, tórax e abdómen;
Na cabeça, estão localizados os olhos - simples e compostos - as antenas, o aparelho bucal;
Duas antenas sensoriais;
Um par de mandíbulas:
O aparelho bucal é bem complexo é composto por duas mandíbulas e a língua ou glossa, podendo variar entre as espécies;
O tórax é constituido por órgãos locomotores: patas e asas;
3 pares de patas: limpeza, apoio para o vôo e armazenamento e pólen;
2 pares de asas membranosas, possibilitam o vôo a uma velocidade média de 24km/h;
Presença de grande quantidade de cerdas possibilitando a fixação dos grãos de pólen;
O abdómen é formado por segmentos;
Órgão de defesa: ferrão
Reprodução haplodiploidia
Sistema digestório completo
Sistemoa nervoso fechado
Período de desenvolvimento
Rainha: 16 dias
Operária: 21 dias
Zangão: 24 dias
Tempo de vida
Rainha: 1 e 2 anos
Operária: 40-45 dias
Zangão: 30-45 dias
Sua casta é dividido em Alado, Soldado e Operário.
Casal Reprodutor
Casal real
Alado
São destinados a reprodução. Possuem dois pares de delicadas asas membranosas, úteis apenas ao curto vôo de dispersão e eliminada logo após o pouso. Onde juntam-se em pares (macho e fêmea) e procuram local para formar novas colônias.
Siriris ou Aleluias.
Formado pela Rainha e Rei. A fêmea do casal alado, passa a ser chamada de rainha e aumenta sua capacidade de oviposição com o passar dos meses. O abdômen da rainha hipertrofia lentamente, a medida que cresce sua capacidade reprodutora. O macho chamado de rei, permanece junto a rainha e tem como função fecundá-la periodicamente. O abdômen do macho sofre uma pequena hipertrofia. E o macho adulto não sofre mais mudas.
Operários
Casta mais numerosa. Fazem todas as funções rotineiras da comunidade (obtenção de alimento, construção, limpeza, eliminação de indivíduos, etc.)
Podem exercer função defensiva, podendo morder, defecar nos agressores ou impregná-los com substâncias tóxicas ou grudentas. Há espécies que os operários apresentam o fenômeno de deiscência (abertura) abdominal: rompem um ou ambos os flancos do abdômen ao serem agredidos, impregnando o atacante com conteúdo viscoso das glândulas salivares hipertróficas ou intestino.
Soldados
São responsáveis pela guarda do ninho e proteção aos operários durante a coleta de alimentos.
Possuem uma armadura de natureza física e química. A arma física são poderosas mandíbulas e a cabeça que servem para ocluir as passagem mais estreitas do ninho. A arma química, são as secreções produzidas pela glândula frontal localizada na cabeça, com princípios ativos de natureza tóxica, viscosa ou muito grudenta.
Algumas espécies constroem seus ninhos em locais abertos, aderidos a galhos, sob sacadas ou debaixo de qualquer superfície que se projete no espaço, outras sp constroem seu ninho no chão.
Diferença: Cupins x Formigas
livre, de forma e tamanho variáveis. Olhos compostos nas formas aladas (com dois ocelos), e atrofiados nas formas áptera. Antenas simples, monoliformes, inseridas nos lados da cabeça, acima das bases das mandíbulas. Aparelho bucal mastigador, mandíbulas bem desenvolvidas (principalmente nos soldados).
Cabeça
Tórax
um pouco achatado, protórax distinto e livre, mesotórax e metatórax unidos. Dois pares de asas membranosas, com nervações simples, nos indivíduos alados. Quando em repouso as asas ficam sobre o abdômen.
Abdômem
volumoso, aderente ao tórax.
Podem ter dominância numérica e ecológica em algumas regiões.
Três qualidades dos insetos sociais que
contribuem para sua vantagem competitiva
os trabalhos de forrageamento, alimentação da rainha, cuidado à prole e manutenção da colônia são ações que são efetuadas simultaneamente por diferentes grupos, ao contrário da execução seqüencial que ocorre em insetos solitários.
A habilidade da colônia em organizar todos os operários pode superar dificuldades que são sérias para insetos solitários, como a defesa contra predadores muito maiores ou muito numerosos, ou construção de um ninho sob condições desfavoráveis.
A especialização das funções associadas às castas permite uma certa regulação homeostática, incluindo a reserva de alimento em algumas castas (como as formigas de mel) ou nas larvas em desenvolvimento, e o controle comportamental da temperatura e outras condições microclimáticas dentro do ninho.
Controle de cupins em silvicultura
Controle de cupins em áreas agro-florestais
Cupins em Cana-de-açúcar
Cupins em Madeira
Cupins em Áreas Urbanas
Vespas gigantes matam 41 pessoas na China
Triplehorn A. Charles, Jonnson F. Norman. Estudos dos Insetos. São Paulo, 2011. 7ª Ed.

BRITES D. Alice Formigas: Divisão de tarefas e cooperação fazem parte da vida dos insetos: Uol educação,2007. Disponível em:<http://educacao.uol.com.br/disciplinas/biologia/formigas-divisao-de-tarefas-e-cooperacao-fazem-parte-da-vida-de-insetos.htm> Acesso : 10/2013.

Brusca, Richard C. Invertebrados. Guanabara, 2011.

Cleveland P. Hickman, Jr., Larry S. Roberts. Allan Larson. Princípios integrados de zoologia. Rio de Janeiro: Guanabara, 2010.
Por que não se deve jogar inseticida em formigas?
Operárias enfermeiras
São responsáveis por
cuidar das larvas.
Geléia real e sua importância
A geleia real é uma complexa combinação entre o pólen e o mel. Ela tem este nome porque é produzida por abelhas jovens com até 14 dias de idade– “abelhas enfermeiras” – para alimentar a abelha rainha. A geleia real poderia ser considerada um superalimento já que contém carboidratos, proteínas, lipídios, minerais, vitaminas, enzimas, hormônios, dentre outros.
O alcance nutricional da geleia real pode ser compreendido quando pensamos nas abelhas: as operárias e a rainha são geneticamente iguais. Mas a rainha, que é sempre alimentada com geleia real, tem o dobro do peso das operárias e põe cerca de 3000 ovos por dia, enquanto as operárias são estéreis.
Somente as pequenas abelhas, futuras abelhas operárias, recebem a geleia real por 3 dias. E neste período elas aumentam o seu peso em 250 vezes!
Importância econômica
A produão de geleia real ficou conhecida e recomendada muldiamente , entretanto, por ser difícil a produção seu custo é elevado.
Benefícios:
Eliminação do cansaço físico e mental;
Normalização do apetite – agindo Geléia Real em todo seu organismo ela equilibra as funções gástricas;
Ativação das funções cerebrais - mantendo o cerébro joven;
Fortalecimento da energia vital;
Fortificação da visão - sistema ocular;
Regularização do aparelho digestivo;
Rejuvenescimento da pele - sendo usanda em cosméticos.

O ideal é consumir 3 gramas de geleia real em jejum ou antes de se deitar.
Órgão de defesa
o ferrão serve para injetar toxina no copor do inimigo;
órgão pertencente somente nas operárias;
ao picar junto com o ferrão perdem parte do intestino, morrendo em seguida;
utilizado para defesa ou ataque;
órgão modificado nas rainhas, usado para manupular os ovos ou duelar com outra rainha;
zangões não possuem ferrão.
FamíliaTermitidae
Full transcript