Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Tipo Ideal e Tipologias

No description
by

Yasmin Marchiori

on 1 December 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Tipo Ideal e Tipologias

Tipo Ideal e Tipologias
Max Weber

Max Weber
O pensador alemão Max Weber é considerado o pai da sociologia
Mais velho de sete irmãos, Maximilian Carl Emil Weber nasceu na cidade de Erfurt, na Alemanha, em 1864


Weber entrou na Universidade de Heidelberg, aos 18 anos. Ali, começou a estudar Direito, também cursando Economia Política, História e Teologia. Em 1884, transferiu-se para a Universidade de Berlim e, cinco anos depois, concluiu o doutorado em Direito
Há 150 anos nascia o considerado pai da Sociologia, Max Weber. Mesmo após 108 anos de sua morte, suas obras ainda são debatidas.
Em meados do século 19 as tentativas de estudo da sociedade falhavam por se aproximarem das ciências exatas, com regras e modelos muito bem conhecidos. O pai da Sociologia mudou essa visão, defendendo que as ações humanas variam de grupo para grupo e que essas variações se devem a valores diferentes dados em cada sociedade.
150 anos de Max Weber
Max Weber
Em 1894, Max Weber assumiu o cargo de professor de Economia na Universidade de Freiburg e dois anos depois, foi transferido para a Universidade de Heidelberg.

O intelectual ainda serviu na Primeira Guerra Mundial (1914-1918), administrando diversos hospitais em Heidelberg. Depois da guerra, se tornou o diretor do primeiro instituto universitário de Sociologia da Alemanha e ajudou a redigir a Constituição da República de Weimar. Weber trabalhou até perto do fim da vida. Em 1920, uma pneumonia aguda o matou em Munique, aos 56 anos.
Principais Obras
A Ética Protestante e o espírito do capitalismo
Estudos sobre a Sociologia e a Religião
Estudos de Metodologia
Política como vocação
Economia e Sociedade
Conceito de tipo ideal
O tipo ideal é um conceito sociológico construído e testado previamente, antes de ser aplicado às diferentes situações onde se acredita que ele tenha ocorrido. É um modelo teórico fabricado a partir de fenômenos isolados ou da ligação entre eles, e que é testado, em seguida, empiricamente.
O tipo ideal, segundo Weber, expõe como se desenvolveria uma forma particular de ação social se o fizesse racionalmente em direção a um fim e se fosse orientada de forma a atingir um e somente um fim.



Portanto o tipo ideal é uma construção teórica, um modelo abstrato. Este, desenvolvido como padrão de comparação, permite-nos observar certos aspectos do mundo real de forma mais clara. O tipo ideal necessariamente não precisa se adequar exatamente à realidade, já que o objetivo do tipo ideal é ressaltar aspectos comparativos, a partir dos quais fazemos observações e criamos hipóteses (ou teorias) sobre a realidade analisada
“Um conceito ideal é normalmente uma simplificação e generalização da realidade. Partindo desse modelo, é possível analisar diversos fatos reais como desvios do ideal: Tais construções (...) permitem-nos ver se, em traços particulares ou em seu caráter total, os fenômenos se aproximam de uma de nossas construções, determinar o grau de aproximação do fenômeno histórico e o tipo construído teoricamente. Sob esse aspecto, a construção é simplesmente um recurso técnico que facilita uma disposição e terminologia mais lúcidas (WEBER, citado por BARBOSA; QUINTANEIRO, 2002: 113).”
Bibliografia
ARON, Raymond. As etapas do pensamento sociológico. São Paulo, SP: Martins Fontes. 1982.

WEBER, Max. Economia e sociedade: fundamentos da sociologia compreensiva . Brasília, DF: UnB, 2000.

WEBER, Max. Textos Selecionados. Os Economistas.

Economia e Sociedade
Primeira Parte -
Teoria das Categorias Sociológicas
Segunda Parte -
A Economia e as Ordens e Poderes Sociais
Tipo Ideal
Capítulo I. Conceitos sociológicos fundamentais
Capítulo II. Categorias sociológicas fundamentais da gestão econômica.
Capítulo III. Os tipos de dominação.
Capítulo IV. Estamentos e Classes.

Capítulo I. A economia e as ordens sociais.
Capítulo II. Relações econômicas das comunidades (economia e sociedade) em geral.
Capítulo III. Tipos de relação comunitária e de relação associativa em seus aspectos econômicos
Capítulo IV. Relações comunitárias étnicas.
Capítulo V. Sociologia da Religião (tipos de relações comunitárias religiosas).
Capítulo VI. O mercado.
Dominação Legítima
Para Weber o poder pode legitimar-se de três formas, sendo elas:
Dominação Carismática

Dominação Tradicional

Dominação Racional
Tipologias
Tipologia da ação social


Tipologia da dominação legítima
Tipologia da ação social
Ação tradicional: determinada por costume arraigado

Ação afetiva: especialmente emotiva, determinada por afetos e estados sentimentais

Ação racional com relação a valores: determinada pela crença em valores (ético, estético, religioso)

Ação racional com relação a fins: determinada por expectativas para alcançar fins prórpios, racionalmente perseguidos.
Sociedades antigas
tradição e afetividade
Sociedades modernas
racionalidade em relação a valores e aos fins
Dominação Tradicional


Dominação Carismática


Dominação Racional

Investida por força de costume
Capacidade excepcional de liderança (baseada no carisma
Baseada no direito que se liga a aspectos racionais e técnicos de administração
Formas típicas de dominação
Tradicional

Carismática

Racional
patrimonialismo

carisma
burocracia
Full transcript