Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Regionalização do Espaço Brasileiro

2º ano do Ensino Médio - 1º bimestre
by

Débora Souza

on 1 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Regionalização do Espaço Brasileiro

Conheça os projetos de criação de novos estados:
http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/49400.html
=> Benefícios X Custos... =>Novas regionalizações??? Brasil: Grande dimensão territorial Tome nota: estas regionalizações podem gerar interpretações equivocadas e acobertar uma realidade que exige intervenções diferenciada, daí a sugestão de outras regionalizações: Regiões Geoeconômicas ou Complexos Regionais (Pedro Pinchas Geiger, 1967): considera características históricas, naturais e econômicas sem se preocupar com as fronteiras políticas interestaduais => o Centro-Sul, o Nordeste e a Amazônia. Quinto maior país do mundo
Maior país da América do Sul (~8,5 mil km², dimensão européia)
Aproximadamente 200 milhões de pessoas irregularmente distribuídas em vinte seis estados e um Distrito Federal Se os estados de uma região brasileira têm muito em comum, o que é mais útil: estudá-los separadamente ou em conjunto? Divisões Oficiais: A economia e o território brasileiro no século XIX Contextualização:
Gov. Getúlio Vargas (30's) e a integração econômica nacional
=> a criação do IBGE Até então os estudos priorizava a localização em detrimento das características físicas, humanas e econômicas das áreas que agrupava. Arquipélagos econômicos A função do IBGE:
facilitar os estudos estatísticos elaborados pelo governo;
servir de suporte para o ensino de Geografia do nas escolas. Problema: as paisagens naturais não coincidem com as fronteiras Norte Centro-Oeste Sul Este Nordeste Atividades: Com base na temática discutida:
resuma o processo de constituição da regionalização do Brasil, segundo o IBGE;
contraponha com as regionalizações propostas por Geiger e por Santos;
reforce a importância de diferentes classificações para a organização do espaço brasileiro;
do seu ponto de vista, argumente qual proposta de regionalização deveria ser a oficial.
durante sua redação dissertativa, faça o seu leitor entender a diferença entre região natural e região geográfica. ....Atualmente Fim do séc XIX... FN Baseado em critérios hierárquicos:
grandes regiões, regiões, sub-regiões e zonas fisiográficas O desenvolvimento industrial e urbano obrigaram o IBGE a estabelecer uma nova divisão regional Baseado na combinação de aspectos naturais, sociais e econômicos. Norte Nordeste Ocidental Nordeste Oriental Leste Setentrional Leste Meridional Centro-Oeste Sul A divisão de 1969 ainda é a oficial, com uma modificação: o Tocantins (desmembrado de GO, antigo CO) foi incluído na Região Norte => maior articulação econômica com o Estado do Pará. Norte Nordeste Centro-Oeste Sudeste Sul Norte Nordeste Sudeste Centro-Oeste Sul As linhas divisórias das regiões continuam coincidindo com os limites estaduais. é a única do Brasil com clima subtropical, o que atrai o turismo;
caracteriza-se pela presença de numerosos descendentes de europeus (alemães e eslavos);
indústria moveleira, e de papel e celulose (a paisagem é/era formada pela Mata de Aracuárias e pelos Pampas);
a agropecuária, moderna e produtiva, é fornecedora de alimentos para todo o país (arroz);
Itaipu e usinas termelétricas: maior produtora de energia elétrica do país;
desastres climáticos (Furacão Catarina, em 2004), populações isoladas e outro problemas comuns a todo o país;
apresenta também os melhores indicadores sociais do país;
CODESUL/BRDE (S+MS): integração regional/nacional. principais características naturais: Cerrado, Mata Atlântica e Mata Cocais, rios perenes e intermitentes, polígono das secas;
a diversidade dos povos que aí habitaram se refletiram sobre sua atual diversidade cultural;
já foi a mais rica, na época colonial, depois sua economia declinou e tornou-se foco de repulsão de população. Os emigrantes nordestinos, ao longo do século XX, espalharam-se por todo o país;
ainda hoje é a região do Brasil com o mais alto índice de trabalho escravo (coronelismo);
SUDENE: o rápido crescimento econômico (turismo, pecuária, agricultura comercial e na industrialização) em determinadas áreas do Nordeste está mudando essa situação.
espaço de rica biodiversidade (floresta equatorial e maior bacia hidrográfica);
de ocupação "branca" recente, mas que vem crescendo rapidamente em detrimento da ocupação indígena;
a Serra dos Carajás: a derrubada da mata, a biopirataria, as queimadas, a poluição dos cursos de água por garimpos e os conflitos pela posse da terra são conseqüências ambientais e sociais da colonização da Amazônia;
a SUDAM tem como missão promover o desenvolvimento da Amazônia (ex: Rodovia Transamazônica)?! Os Quatro Brasis (Milton Santos, 2001): baseada numa atualidade marcada pela difusão diferencial do meio técnico-científico-informacional e nas heranças do passado => Concentrada, Centro-Oeste, Nordeste e Amazônia. A divisão em complexos regionais leva em conta as característica produtivas. Centro-Sul: concentra a economia moderna (setor industrial e agrícola), além da melhor estrutura de serviços. Nele se tem a capital política do país. Nordeste: tornou-se, no século XX, uma região economicamente problemática, agravada pelas oligarquias e estiagens prolongadas. As emigrações de nordestinos atestam essa situação de pobreza. Amazônia: economia caracterizada pela apropriação de suas riquezas naturais. A densa floresta dificultou o povoamento, mas é hoje a região mais recebe população. Principais características naturais e humanas Amazônia :
formaram-se áreas densamente ocupadas, associadas aos conflitos pela posse da terra, ao crescimento explosivo e profundos desequilíbrios sociais e econômicos. Nordeste:
abriga imensos recursos econômicos e humanos, que apontam caminhos para a superação de uma crise que já se prolongou demais (zonas irrigadas do Vale do São Francisco e a criação de zonas industriais na área litorânea). Centro-Sul:
o ritmo acelerado desse crescimento criou disparidades sociais gravíssimas, como desemprego, favelamento, e problemas ambientais de difícil solução. Por serem verdadeiros complexos regionais, o Nordeste, o Centro-Sul e a Amazônia registram profundas desigualdades naturais, sociais e econômicas dentro das mesmas: ______________: agricultura mais moderna do Brasil e desenvolvimento expansivo da indústria e do setor financeiro. Essa área concentra os níveis superiores de saúde, educação, lazer e serviços modernos. Grande concentração populacional. _____________: é uma área de “ocupação periférica” recente. A agricultura globalizada é cultivada numa área de maior mecanização em terras de relativo baixo custo. _______________: em virtude da baixa mecanização do território, sua densidade é relativamente importante, mas a taxa de urbanização é baixa. _______________: região de rarefações demográficas herdadas e baixa densidade técnica. Manaus consolida sua vocação como pólo industrial sob o amparo da regulação especial da Zona Franca. A maioria da população se concentra na faixa litorânea. Certas regiões do interior apresentam taxas com menos de 1 habitante por km². A migração do Nordeste para o Sudeste, assim como da zona rural para a zona urbana, tem sido significativa desde 1970. A partir dos mapas, a) comente os critérios utilizados para o estabelecimento de cada uma das três regionalizações do Brasil;
b) compare as regiões Sudeste, Centro-Sul e a Região Concentrada quanto à industrialização. Para entregar na próxima aula: Determinadas áreas da superfície terrestre apresentam características naturais, históricas, culturais e socioeconômicas que estão relacionadas entre si e, ao mesmo tempo, diferenciam-se das demais. Exercite mais os seus conhecimentos:
leia o livro, procure outras fontes, compare as informações,
faça os exercícios e pratique sua cidadania!!!

Dependendo do critério utilizado um mesmo território (estado, por exemplo) poderá fazer parte de propostas de regionalizações diferentes.

A escolha de uma dessas alternativas depende das finalidades com que se pretende utilizá-la. Ela pode, por exemplo, servir a objetivos estatísticos, administrativos, didáticos, militares ou outros. Inúmeros órgãos do governo utilizam a regionalização em três regiões geoeconômicas:
no combate às secas no Sertão nordestino os municípios do norte de Minas Gerais estão incluídos na região a ser favorecida com verbas ou ações de combate;
o INPE inclui o oeste do Maranhão e o norte de Mato Grosso na região da Amazônia quando produz dados sobre queimadas;
o Ministério do Meio Ambiente também inclui essas duas áreas na região amazônica, ao estudar a biodiversidade da Amazônia. País de grande diversidade natural, sociocultural e econômica
Mas, quais? Região Natural => potencialidades econômicas das paisagens!!! Regiões geográficas 1941 1945 1969 1988 T. Ponta-Porã => MS T. Iguaçu => PR MA e PI
(1950) DF
(1960) T. Rio Branco =>
Roraima T. Acre =>
Acre (1962) T. do Amapá =>
Amapá T. Guaporé =>
Rondônia Norte: Nordeste: A Pedra da Galinha Choca Centro-Oeste: contituído pela vegetação do tipo cerrado e pantanal (complexo turístico) e uma rica rede hidrográfica
esta região começou a ser ocupada mais rapidamente após a construção de Brasília (1960), a famosa capital planejada também apresenta discrepâncias sociais;
desde então população aumentou bastante em função das atividades de exportação de agricultura de grãos (soja) e pecuária; mesmo assim, existem áreas com baixas densidades demográficas, como o Pantanal;
SUDECO: projetos de desenvolvimento de grande porte e infraestrutura (integração). Ceilândia Serra da Bodoquena Brasília Pantanal Fortaleza Bahia Manaus Encontro das Águas Serra Carajás Sudeste: abriga a nascente do rio São Francisco e o domínio natural mais importante é o dos mares de morros, antigamente recoberto por verdes matas tropicais;
a mais industrializada do país e também a mais urbanizada;
aí se instalou também as agriculturas com alto grau de mecanização (derivados da cana-de-açúcar);
centro econômico do país => políticas ineficientes ("falta" de moradia);
chuvas de verão => enchentes, esgorregamentos de terras e outros. Porto de Santos Avenida Berrini Itaipava Sul: Dinâmica das regiões... Monte o mapa das regiões do Brasil: http://www.siteeducativo.com.br/index.php?id=1088 "Os tipos e número de indústrias..." Para refletir: Projetos tentam mudar este quadro criando novos centros populacionais, (novos parques industriais, rodovias e outros) => unindo áreas afastadas. A atividade industrial está concentrada na região Sudeste, com 50% da produção industrial localizada no estado de São Paulo. Mais recentemente, o fluxo da migração se voltou para as regiões Centro-Oeste e Norte (Altamira - Belo Monte), menos habitadas. Identifique as regiões brasileiras e classifique-as segundo o PIB de 2010. Não esqueça de inserir título na figura e a autoria!!! Compare o PIB dos estados: http://www.terra.com.br/economia/infograficos/pib-estados-percapta/ Dica: use cores mais fortes para identificar as regiões mais ricas e cores mais fracas para regiões mais pobres...
Full transcript