Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Conservação da Biodiversidade das espécies de interesse zootécnico

Chamada de atenção para o facto de que as espécies domésticas animais também fazem parte da biodiversidade
by

Ana Martins de Ataíde

on 8 June 2011

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Conservação da Biodiversidade das espécies de interesse zootécnico

Conservação da biodiversidade das espécies de interesse zootécnico Os animais domésticos também fazem parte da biodiversidade! Interesse zootécnico - que podem ser explorados pelo homem, com interesse económico Autóctones - de cá Endémicos - próprios de uma região Os sistemas agrícolas tradicionais constituem uma forma de agricultura sustentável, estando localmente adaptados, as plantas e os animais estão moldados às condições ambientais em que a exploração se enquadra, chegando-nos do passado sem alterações ao longo dos séculos. Em oposição temos campos, florestas e ecossistemas degradadas e de ar poluído, dos quais quase nada faremos chegar às gerações vindouras. A conservação da biodiversidade e a sustentabilidade têm relevância internacional; Há especial interesse pelo conhecimento dos recursos genéticos e pela análise da sua biodiversidade, tendo em vista a preservação sócio-ecológica dos sistemas produtivos; A Biodiversidade ou Diversidade Biológica, segundo Wilson (1994) é: Churra do Campo Algarvia Campaniça Preta Em Portugal no séc. XX desapareceram 3 raças Neste momento encontram-se "particularmente ameaçadas” as raças bovinas autóctones: Cachena Garvonesa Ramo Grande A raça equina Sorraia E no caso dos suínos a raça Bísara; Segundo o Relatório FAO (Food and Agriculture Organization) 2004 encontram-se em risco de extinção: Distribuição geográfica das raças bovinas autóctones Pedrês Portuguesa Preta Lusitânica Galináceos autóctones Distribuição geográfica das raças ovinas autóctones Distribuição geográfica das raças caprinas autóctones Distribuição geográfica das raças suínas autóctones Distribuição geográfica das raças equinas autóctones “a variedade de organismos considerada em todos os níveis, desde variações genéticas pertencentes a mesma espécie até as diversas séries de espécies, géneros, famílias e outros níveis taxonómicos superiores. Inclui a variedade de ecossistemas, que abrange tanto as comunidades de organismos em um ou mais habitats quanto as condições físicas sob as quais eles vivem”. Por todo o Mundo, a maior ameaça à diversidade genética dos animais domésticos é a alta industrialização da produção animal; A diminuição do efectivo leva à prática de emparelhamentos que conduzam à consanguinidade, tal facto leva ao declínio no desempenho dos seus descendentes no que concerne às características produtivas e reprodutivas; A consanguinidade ocorre quando os acasalamentos são efectuados entre parentes mais próximos do que seriam se os indivíduos tivessem sido escolhidos ao acaso numa população; Os indivíduos aparentados têm um ou mais ancestrais em comum e, portanto, a extensão da consanguinidade está relacionada com a quantidade de ancestrais que é compartilhada pelos pais dos indivíduos consanguíneos. A intensificação dos sistemas de produção (substituição de raças autóctones por outros genótipos comerciais; mecanização agrícola; inseminação artificial; etc.). Tal facto leva a que muitas raças tenham vindo a perder-se ou encontrar-se em risco de extinção e/ou com perda da variabilidade genética com todas as consequências que daí advêm. A desertificação e envelhecimento do meio rural;
A standardização do consumo, os riscos sanitários, a falta de incentivos aos criadores, entre outros, leva ao abandono da produção das raças autóctones, e à diminuição do número de indivíduos (efectivo).
Full transcript