Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Amadeu Cristiano EISENSTEIN

Trabalho de graduação de Design Gráfico da Faculdade FMU, sétimos semestre, diciplina de multimidia.
by

Amadeu Cristiano Leite

on 28 April 2010

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Amadeu Cristiano EISENSTEIN

SERGEI M. EISENSTEIN(1898-1948)
Sergei estudou arquitetura e engenharia, a profissao de seu pai. Em 1920 Eisenstein mudou-se para Moscou e começou sua carreira no teatro trabalhando em Proletkult. Suas produções receberam os titulos Mascaras de Gas, Ouça Moscou e Estupidez Suficiente em cada Homem Sabio, Eisenstein trabalharia então como designer de Vsevolod Meyerhold. Em 1923, Eisenstein começou sua carreira como um teórico, escrevendo A Montagem das Atraves para o jornal LEF.O primeiro filme de Eisenstein, O Diário de Glumov, também foi feito no mesmo ano com Dziga Vertov contratado inicialmente como um "instrutor".O filme fez parte da sua produção teatral O Homem Sabio
isenstein teve constantes atritos com o regime de Josef Stalin, devido à sua visao do Comunismo e à sua defesa da liberdade de expressão artística e da independencia dos artistas em relação aos governantes, posição que era perseguida num país no qual a indústria cinematográfica sofria com a falta de recursos para se nacionalizar. Revolucionário, professor, pensador do cinema, realizador, Sergei Mikhailovich Eisenstein é um dos nomes fundamentais na consolidação da linguagem das imagens em movimento. Com 26 anos fez “A greve”, mostrando que arte e política podiam andar juntas. Com 27, deu ao mundo “O Encouraçado Potemkin”, tao (ou mais) importante que “Cidadão Kane” na história do cinema. Filmado em apenas 2 meses e montado com extraordinário apuro técnico, o “Potemkin” tem cenas cujo ritmo supera, com folga, qualquer clip pós-moderno da geração MTV. Logo depois fez “Outubro”, menos narrativo, demonstrando sua “Teoria da Montagem de Atracoes”, ate hoje modelo para filmes experimentais e trabalhos de video-arte. “A greve” (1924) “A linha geral” (1929) “Alexandre Nevski” (1938) “Outubro” (1927) “O Encouracado Potemkin” (1925) “Que viva Mexico” (1931) - inacabado
Full transcript