The Internet belongs to everyone. Let’s keep it that way.

Protect Net Neutrality
Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

A Construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu e seu impacto sobre a Urbanização de Foz do Iguaçu

No description
by

Priscila Cipriano Scherer

on 4 December 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Construção da Usina Hidrelétrica de Itaipu e seu impacto sobre a Urbanização de Foz do Iguaçu

A construção da usina hidrelétrica de Itaipu e seu impacto sobre a urbanização de Foz do Iguaçu
César Rech, Maurício Fedrizzi Ferronatto e Priscila Cipriano Scherer
Contexto Histórico
A década de 1970, no período do regime militar, foi de grande desenvolvimento para a engenharia civil no Brasil. Uma sucessão de grandes obras foram realizadas em todo país, tais como pontes, rodovias, túneis, viadutos, vias expressas, barragens, elevados e usinas termoelétricas, hidrelétricas e nucleares.

Evolução da ocupação urbana do município de Foz do Iguaçu
O crescimento populacional nesse município se deu ao êxodo rural, que acontece logo após a formação do reservatório da usina, grande parte das terras ocupadas por agricultores foram alagadas, assim migrando-os para os centros urbanos do município, mas a maior consequência do crescimento populacional, foi a vinda dos operários e suas famílias, nas quais mesmo depois da construção, continuaram no município graças a expansão do comercio que havia com o Paraguai, em especial o atacadista.
Conclusões
- O tempo de implantação da usina foi relativamente curto, um ano após a aprovação de das negociações entre Brasil e Paraguai, tempo insuficiente para preparar a infraestrutura da cidade;
- A construção da usina gerou um grande impacto, gerando um aumento de cerca de 600% na população, e 6600% na urbanização. Todo esse aumento sem um planejamento adequado e sem a infraestrutura necessária;
- Propiciou o surgimento de grandes bolsões vazios e mais de 80 ocupações ilegais, que abrigam cerca de 15.200 pessoas, que vivem em situação precária.
Com o crescimento da população do município, devido a construção da usina, viu-se a necessidade de mapear esse avanço populacional sobre o município, através da planta do município de foz do Iguaçu e da planta de zoneamento de foz do Iguaçu do plano diretor, no qual foram utilizados layers de ruas e de contornos das quadras como matrizes para a elaboração do mapa de evolução urbana. Obs: Dados gerados por AutoCad.
A Usina hidrelétrica Itaipu Começou a ser construída em 1975 e foi Inaugurada em 5 de novembro de 1982. É a segunda maior do mundo em potência instalada, com 14.000 MW, perde apenas para a Três Gargantas da China, que possui 22.400 MW.
Este estudo pretende mostrar como
ocorreu o processo de expansão
urbana no município de Foz do Iguaçu e
suas relações com o reservatório
considerando o período de 1970 a 2007.

Neste período, imensas áreas,
naturalmente preservadas,
foram destruídas para a implantação destas obras, causando grandes impactos ambientais e sociais.
No caso da construção da usina hidrelétrica de
Itaipu foi preciso modificar todo o conjunto do
patrimônio natural do rio Paraná para a construção
do canal de desvio, da barragem e da criação do
reservatório de 1.350 km² em uma extensão de
170 km ao longo do rio. De acordo com os dados da
Itaipu (1994) a implantação da usina trouxe para esta
região, um grande prejuízo ambiental com o
alagamento de aproximadamente 1.050 km² de terras
produtivas.

A região começa a transformar-se num “formigueiro”
humano. Entre 1975 e 1978, mais de 9 mil moradias
foram construídas nas duas margens para abrigar os
homens que trabalhavam na obra. Um hospital foi
construído para atender os trabalhadores.
Na época, Foz do Iguaçu era uma cidade com apenas
duas ruas asfaltadas e cerca de 20 mil habitantes,
em dez anos, a população passa para 101.447 habitantes.
Com 88 anos de formação (1914), Foz do Iguaçu não apresentava crescimento significativo em sua população e economia. A cidade não estava devidamente preparada para receber uma população de aproximadamente 40.000 operários com suas respectivas famílias, vinda de vários estados do país para a construção da usina.
Pode-se dizer então que além do êxodo rural, existem 4 fenômenos que explicam o crescimento populacional no município.
1° A Própria existência da usina e do grande contingente de pessoas empregadas.
2° O comércio com o Paraguai.
3° A existência de um turismo de massa fundamento no comércio de importados.
4° A existência do ponto turístico internacional, as Cataratas do Iguaçu.
Full transcript