Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Apresentação da conjuntura em linguística, em psicanálise e

No description

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Apresentação da conjuntura em linguística, em psicanálise e

Apresentação da conjuntura em linguística, em psicanálise e em informática aplicada ao estudo dos textos na França, em 1969
Françoise Gadet
Jacqueline Leon
Denise Maldidier
Michel Plon
Jakobson
Em princípio, citado a contrário, na busca, na linguística, por posições antissubjetivas.

- Aberturas ou proposições para ampliar os limites da linguística;
- Reformulação do esquema da comunicação - "sistema de subcódigos em comunicação recíproca" - citação que marca o apoio teórico para dar conta da 'variação discursiva' no 'invariante da língua'.
- Dispositivo de análise linguística:
* análise da superfície discursiva (notação dos pronomes ou dos elementos do sintagma verbal que tem a ver com a relação enunciado/enunciação)
Benveniste e a Enunciaçao
Lugar secundário atribuído a Benveniste.

MP reconhece seu papel na "fenda aberta no estruturalismo" - AAD-69 'opaca' aos fenômenos da enunciação.

MP faz da frase a UNIDADE DO DISCURSO, fronteira de um domínio irredutível à ordem da Gramática.

"Linguista da Sujetividade" - retrocesso pelo retorno do sujeito psicológico, banido por Saussure e pelo Estruturalismo.


Culioli
Dois pontos principais na AAD-69:


- recurso ao termo léxis (apenas mencionado na AAD-69);

- análise das determinações do nome e do verbo no enunciado.


Elementos de reflexão teórica e instrumentos de análise linguística.
Leitor atento de Saussure, num momento em que ele era alvo de interesse vago
Saussure e o Estruturalismo
Leituras diversas: - dos estruturalistas;
- dos sociolinguistas;
- dos "filólogos" do texto saussuriano;
- dos literários.

MP não se encaixava em nenhuma das categorias, mas apresentava familiaridade com o texto de Saussure, o que pode ser sentido na AAD-69:
- interesse pelo funcionamento da língua -> Sistema;
- reflexão sobre a fala - polo menos desenvolvido por Saussure;
- "Efeito metafórico".

Panorama
Esclarecimento das referências teóricas e a relação entre o primeiro texto e os remanejamentos posteriormente feitos por MP.
- O que, em linguística, se aplicava ao estudo de textos;
- O que, em psicanálise, se aplicava ao estudo de textos;
- O que, em informática, se aplicava ao estudo de textos.

De que forma os acontecimento nessas três vertentes influenciaram o estudo de textos em 1969.

Questão do sujeito
Formalização e Informática
Chomsky e a GGT
"Designação de um horizonte teórico estimulante" (p. 42)
A GGT não é, para a AAD-69, objeto de empréstimo formal, conceptual ou metodológico.

MP pensa contra e a favor da "revolução chomskyana":

- contra: mecanismo de produção dos discursos baseado no modelo da GGT.
- a favor: diferenciação entre estrutura de superfície e estrutura profunda.

Concepção de Lingua para MP
Harris
Inspiração para o método de análise.
Concepção de Língua
- Não apenas fornece alguns procedimentos de análise, mas inspira o estabelecimento de todo o dispositivo da AAD:

- redução do texto a enunciados elementares que lembram a frase "núcleo";
- regularização do discurso - constituição dos domínios semânticos.

--> Sinonímia/substituibilidade // vairabilidade/invaribilidade semântica -> PARÁFRASE
Responde, de certa forma, por que o texto é usado apesar dos remanejamentos.
- contribuições heterogêneas;
- posições filosóficas da década de 60;
- Gramática tradicional no EF francês (análise gramatical, de lógica, princípios de retórica);

- Crítica em escritos posteriores, porém, permanecendo o enunciado elementar até o abandono da AAD-69, em 1980.
A QUESTÃO DO SUJEITO
Relação de MP e teoria psicanalítica -

inscrita na conjuntura teórica em que se encontra o artigo de Althusser sobre Freud e Lacan (data de publicação, evento que constitui e ruptura que opera no abismo que o pensamento marxista francês tinha instaurado entre si e a psicanálise.
Em um primeiro momento, MP não estava tão familiarizado com a teoria Lacaniana quanto se esperava -
nem Freud nem Lacan figuraram na bibliografia da AAD
.
Razões:
Ordem tática:
- referencial teórico (François Bresson);
- concepções positivistas (hostilidade com a psicanálise);
- materialismo histórico;
- psicanálise como "regional".
Formalização:
Perspectiva epistemológica: procedimentos repetíveis e comparáveis
Perspectiva operacional: alternativa a análise de conteúdo

Programa informatizado - quadro essencialmente algébrico antes que lógico
Algorítimos
Softwares:
- AAD-69
- Deredec
- AAD-75
Full transcript