Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Arte do final do século XIX na Europa

No description
by

Lú Carvalho

on 1 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Arte do final do século XIX na Europa

Arte do final do século XIX na Europa
Paul Gauguin (1848-1903)
Vincent Willem van Gogh (1853-1890)
Henri de Toulose-Lautrec (1864-1901)
Paul Cézanne (1839-1906)
professoralu.historia@gmail.com
Pós-Impressionismo
Uso de tinta pura, em áreas de cor bem definidas, objetos coloridos de modo arbitrário, representação deixa de sugerir tridimensionalidade.
Gauguin, francês, na década de 1890 foi morar no Taiti, embora a França fosse o lugar do mundo onde mais se respirava arte.
Desse período ficaram as obras mais conhecidas do artista.
Jacó e o anjo (1888)
Arearea (O cão vermelho), 1892
Duas taitianas, 1899
Começou a converter elementos naturais em formas geométricas, cilindros, cones, esferas. Foi o precursor da chamada Arte Moderna.
Não buscava somente registras o aspecto passageiro de um momento provocado pela constante mudança da luz solar (como defendiam os impressionistas), Cézanne buscava o que era permanente, a estrutura íntima da natureza.
Castelo de Médan (1879-1881)
Observe como nesse quadro as árvores são desenhadas com uma forma cilíndrica bem definida. Também é nítida a diferença entre as linhas horizontais e verticais.
Madame Cézanne em vermelho (1890)
Banhistas (1906)
Empenhou-se em representar a beleza do ser humano e da natureza através da pintura.
Sua produção artística passou por vários períodos.
O primeiro foi quando viveu com os mineiros belgas. Percebe-se a tradição holandesa do claro-escuro, os temas sociais, as cores sombrias e as personagens melancólicas.
Em 1886 conhece o Impressionismo, que abandona logo por procurar um caminho próprio para sua obra.
Era apaixonado por cores intensas, sobretudo pelo amarelo.
A sesta (1890)
Van Gogh não foi reconhecido em vida, nem pelo público, nem pelos críticos, que não souberam ver em suas obras os primeiros passos em direção à arte moderna, nem compreender seu esforço para liberar a beleza por meio de uma explosão de cores.
Trigal com corvos (1890)
Pôr-do-sol
O terraço do café à noite (1888)
Foi nesse café em Arles, na região da Provence que Van Gogh inspirou-se para pintar uma cena noturna sem usar tinta preta.
Jardim de Hortas (1888)
Vida breve e traço rápido: Toulosse-Lautrec viveu apenas 37 anos, mas deixou uma obra original, registrando a vida agitada da capital francesa de maneira inconfundível.
É impossível associar sua obra a qualquer tendência estética, pois foi absolutamente original.
Interessava-se por artistas de circo, frquentadores de bares e cabarés, dançarinas, prostitutas e anônimos
Salão na Rue des Moulins (1894)
O que caracteriza a pintura de Lautrec é sua capacidade de representar com poucas linhas, o contorno expressivo das figuras e o movimento da realidade.
No circo Fernando: a amazona (1887-1888)

Contra-dança no Moulin Rouge (1890)
Full transcript