Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Higiene, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho

No description
by

on 2 February 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Higiene, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho

Higiene do trabalho
Introdução
As pessoas passam a maior parte de seu tempo nas organizações.

GP envolve as responsabilidades legais e morais de assegurar um local de trabalho livre de riscos desnecessários, com higiene e que tenha qualidade de vida.

As doenças e os acidentes do trabalho provocam enormes prejuízos às pessoas e às organizações no que se refere a custos humanos, sociais e financeiros.

Habitat
Higiene e segurança do trabalho

Bem-estar físico, saúde e integridade física
Qualidade de vida no trabalho

Condições ambientais que assegurem saúde física e mental.

Condições físicas
: atuam sobre os sentidos humanos [visão, audição, olfato ..]

Condições psicológicas e sociológicas
: atuam sobre o comportamento, evitando impactos emocionais [estresse]
Higiene do trabalho
Ambiente de trabalho agradável:

Relacionamentorpessoal
Produtividade
Acidentes
Doenças
Absenteísmo
Rotatividade
Segurança no Trabalho
A segurança no trabalho envolve: prevenção de acidentes, prevenção de incêndios e prevenção de roubos.

Prevenção de acidentes
O que é um acidente?
Seria um fato inesperado?

[vídeo]


Os acidentes no trabalho e sua classificação
Segurança no trabalho e como prevenir acidentes
A segurança no trabalho está relacionada com a prevenção de acidentes e com a administração de riscos.

Um programa de segurança no trabalho requer as seguintes etapas:
Estabelecimento de um sistema de indicadores e estatísticas de acidentes;
Desenvolvimento de sistemas de relatórios de providências;
Desenvolvimento de regras e procedimentos de segurança;
Recompensa aos gerentes pela administração eficaz
da função de segurança.

Higiene, Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho

Bem-estar psicológico, social, intelectual e moral
Obrigada pela atenção!
Idalberto Chiavenato
A VI Conferência Internacional de Estatística do Trabalho estabeleceu em 1947 dois coeficientes para medir os acidentes :

Coeficiente de Frequência

CF= Nº de acidentes com afastamento X 1.000.000
Nº de homens / horas trabalhadas

Coeficiente de Gravidade

CG= Nº de dias perdidos + Nº de dias computados x 1.000.000
Nº de homens / horas trabalhados

Estatística de Acidentes
Existem duas causas de acidentes no local de trabalho:

1. Condições inseguras
Iluminação imprópria
Equipamentos defeituosos
Fonte de ar impuro

2. Atos inseguros
Carregar materiais pesados de maneira imprópria
Não usar procedimentos seguros
Distrair, negligenciar, brincar, arriscar e etc.

Causas de Acidentes no Trabalho
Eliminação das condições inseguras:
Supervisores e gerentes assumem importante papel na redução das condições inseguras.
Mapeamento de áreas de risco
Análise profunda dos acidentes
Apoio irrestrito da alta administração

Redução dos atos inseguros:
Estudos psicológicos sugerem que não se deve selecionar pessoas que apresentam tendências para acidentar-se em cargos específicos.
Treinamento
Processo de seleção
Comunicação interna

Como Prevenir Acidentes
Custos dos Acidentes
Avaliação do Programa de
Higiene e Segurança do Trabalho
Qualidade de Vida no Trabalho
O termo “Qualidade de vida no trabalho” foi apresentado por Louis Davis na década de 1970.
Atualmente o conceito de QVT envolve tanto aspectos físicos e ambientais, como aspectos psicológicos do local do trabalho.

A QVT representa o grau em que os membros da organização são capazes de satisfazer suas necessidades pessoais através do seu trabalho.


Componentes da QVT
A QVT envolve vários fatores, como:
1. A satisfação com o trabalho executado;
2. As possibilidades de futuro na organização;
3. O reconhecimento pelos resultados alcançados;
4. O salário percebido;
5. Os benefícios avaliados;
6. O relacionamento humano dentro da equipe e da organização;
7. O ambiente psicológico e físico de trabalho;
8. A liberdade de atuar e a responsabilizade de tomar decisões;
9. As possibilidades de estar engajado e de participar ativamente.

Componentes da QVT
De um lado .. .. de outro
Conclusões
Custo dos Acidentes
Saúde Ocupacional
A saúde pode ser prejudicada por doenças, acidentes ou estresse emocional

Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional
[Lei 24/94] exige exame médico pré-admissional, periódico, de retorno ao trabalho [quando há afastamento maior 30 dias], antes de transferência de função e de demissão [15 dias de antecedência].

Programa de Medicina Ocupacional
= maior qualidade de vida e produtividade
Envolve os exames legais, programas de proteção à saúde dos funcionários, palestras de medicina preventiva, mapas de risco, relatório anual e arquivos de exames médicos com avaliação clínica e exames complementares.


Consequências de um programa de saúde ocupacional inadequado:

aumento de pagamentos por indenização,
afastamento por doença,
custos de seguro,
absenteísmo e rotatividade,
baixa produtividade e qualidade,
pressões sindicais.
Saúde Ocupacional
Etapas de um programa de saúde ocupacional:
1. Sistema de indicadores [estatísticas de afastamentos e acompanhamento de doenças]
2. Sistemas de relatórios médicos
3. Desenvolvimento de regras e procedimentos para prevenção médica
4. Recompensas aos gerentes e supervisores pela administração eficaz da saúde ocupacional
Estresse no Trabalho
Surge quando uma pessoa é confrontada com oportunidade, restrição ou demanda excessiva.

sobrecarga de atividade
pressão de tempo e urgência
relações problemáticas com o chefe ou clientes.



Causas ambientais

volume de trabalho intensivo
falta de tranquilidade no trabalho
ruídos
instabilidade no emprego
número e natureza de clientes
Causas pessoais
Características pessoais de predisposição
Pessoas viciadas no trabalho:
falta de paciência
baixa auto-estima
falta de exercícios físicos
maus hábitos alimentares e de sono
Consequências do Estresse
ansiedade, depressão
distúrbios gástricos e cardiovasculares
dores de cabeça,
nervosismo
acidentes
quantidade e qualidade do trabalho
absenteísmo e rotatividade
queixas, insatisfação e greves
Como reduzir o estresse [funcionário]
* Algumas pessoas trabalham bem sob pequena pressão e cobrança de metas e são mais criativas numa situação competitiva.
relações cooperativas, saudáveis, construtivas e eficazes com colegas e superiores;
não forçar além da capacidade de cada um [metas realistas];
compreender os problemas do chefe e ajudá-lo a compreender os seus;
encontrar tempo para se desligar e relaxar;
sair do escritório para refrescar a mente;
não ficar muito tempo lidando com problemas desagradáveis [planejamento]
fazer uma lista de assuntos preocupantes, listar os prioritários e as providências sobre cada um, para que não fiquem rondando a memória.


Como reduzir o estresse [chefe]
permitir que os empregados conversem;
dar autonomia;
falar abertamente sobre o que acontece na empresa;
apoiar os esforços;
reconhecer, recompensar e incentivar [palavras públicas de reconhecimento]
Gerentes de linha:
acompanhar de perto os funcionários

Especialistas de RH:
refinar os processos de seleção
Acidentes = perda financeira e moral

Segundo a ABNT:


Total das despesas de obrigações aos expostos [assistência médica hospitalar, indenização por afastamento ou incapacidade]
Despesas de produção, despesas gerais, lucros cessantes e demais fatores [cuja incidência varia conforme o tipo de indústria].
Custo direto
Custos indiretos
O INSS [Instituto Nacional de Seguridade Social] inclui nos custos indiretos:
Gastos do primeiro tratamento médico, despesas sociais, custo do tempo perdido pela vítima, perda por diminuição no rendimento profissional e pelo menor rendimento do substituto, tempo perdido para socorrer a vítima, etc.

Proporção 4 : 1 [o custo indireto representa 4 vezes o custo direto do acidente de trabalho]

Monitoramento quanto ao custo/benefício pelos especialistas de RH e gerentes.

Estabelecer critérios de avaliação, como:
melhoria no desempenho e produtividade;
redução de afastamentos;
redução de ações disciplinares;
número de dias sem acidentes;
treinamento de gerentes e colaboradores;
reuniões de segurança;
instalações médicas;
participação da alta direção.
CIPA - Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
Imposição legal da CLT - Consolidação das Leis do Trabalho.

Função: apontar atos inseguros e condições de segurança.
[o RH aponta as soluções]

SIPAT - Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho
Os programas de higiene e segurança e de QVT são investimentos que geram retorno;
Um ambiente de trabalho saudável influencia diretamente na qualidade da produção ou dos serviços prestados;
Os acidentes são causados tanto por condições quanto por atos inseguros, que precisam ser observados e evitados;
Investir em tais programas traz eficácia, eficiência e lucratividade.
''O ser humano tem necessidade intrínseca de sentir-se parte da equipe, da organização, de sentir-se valorizado, amado e reconhecido"'.
Yeda Oswaldo, Limeira.
Clislaine Teixeira

Marta Mazetti

Universidade Federal de Pernambuco
Full transcript