Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Em busca do ritmo perdido

A importância do ritmo biológico
by

Hugo Hoffmann

on 21 January 2017

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Em busca do ritmo perdido

"Os pais devem procurar interessar desde cedo os filhos no estudo da fisiologia, e ensinar-lhes seus simples princípios. Ensinar-lhes a preservar as faculdades físicas, mentais e espirituais [...]. Este conhecimento é inapreciável para a juventude. Ser instruídos nas coisas que dizem respeito à vida e à saúde é para eles mais importante do que o conhecimento de muitas das ciências ensinadas nas escolas."
Núcleo Supraquiasmático
Ritmo Biológico (Circadiano)
Período de ~
24 horas
influenciado pela variação de luz. Regula todos os ritmos materiais bem como muitos dos ritmos psicológicos do corpo humano (
digestão, qualidade do sono, renovação das células, controle da temperatura do organismo etc
).
Consequências da "Perda" do Ritmo
Câncer
Depressão
Irritabilidade
Cansaço físico
Dificuldade de aprender
Doenças cardiovasculares
Distúrbios gastrointestinais
Em busca do ritmo perdido
grupo de neurônios
Melatonina
(ausência luz)
estimular
produzir
Olhos
recebe informação da luz do meio ambiente
Centro Primário da Regulação dos
Ritmos Biológicos
Fotorreceptores
distinção de formas e cores
Células Ganglionares
melanopsina
Núcleo Supraquiasmático
leva informação
"Chamou Deus à luz Dia e às trevas, Noite. Houve tarde e manhã, o primeiro dia"
(Gênesis 1:5)
TARDE
12h
NOITE
MANHÃ
12h
DIA
MOVIMENTO
DE ROTAÇÃO
(Ellen G. White. A Ciência do Bom Viver, p. 385-386)
Prof. M.Sc. Hugo D. Hoffmann-Santos
MUDANÇAS SOCIAIS NO BRASIL
1960
2010
População
Urbana
Rural
32.004.817
160.925.792
38.987.526
29.830.007
45,1%
84,4%
Fonte: Sinopse do Censo Demográfico IBGE.
Disponível em: http://www.censo2010.ibge.gov.br/sinopse/index.php?dados=8
Fonte: Maia AG, Buainain AM. O novo mapa da população rural brasileira. Confins [Online], 25 | 2015, Disponível em: http://confins.revues.org/10548
1991
2000
2010
Pessoas/Domicílio (%)
Urbano
Rural
4,1
3,7
3,3
4,7
4,2
3,6
Aumento de domicílios
→ Redução da taxa de ocupação
Redução da ocupação:
Taxa de Fecundidade: 4 filhos/mulher (1981) → 1,7 (2011)
Estrutura da família: casais com filhos → casais sem filhos ou indivíduos não casados.
"MEDICINA DA NOITE"
Termo defendido no livro "
Medicina da Noite: da cronobiologia à prática clínica
" (Editora FIOCRUZ, 2007. 340 p.), que afirma:
"[A] alternância de duas fases nas 24 horas [dia e noite], que leva a grandes diferenças de fisiologia e comportamento, é considerada tão normal entre humanos que só nos damos conta dela de forma marcante quando há alguma alteração que impeça de dormir à noite ou de não estarmos atuantes de dia." (p. 23)
(o sono + o tempo)
O SONO
Trata-se de um fenômeno vital, necessário à manutenção da existência da mesma forma a alimentação.

As consequências biopsicossociais conhecidas dos distúrbios do sono nos permite deduzir sua múltipla regulação neurológica. Muito embora, a ciência reconheça que não se conhece ainda toda a extensão dos mecanismos envolvidos no ato de dormir.
A excitação cortical promove o estado desperto. A depressão cortical está relacionada ao sono.
O tálamo recebe e trata sinais do hipotálamo e do tronco cerebral e os envia ao córtex.
O tronco cerebral contém estruturas que promovem a vigília, onde é gerado o ritmo sono REM e não-REM a cada 90 minutos.
O hipotálamo promove o sono e o despertar. Da sua integração com todas as estruturas do tronco cerebral resulta a alternância sono/vigília.
O NSQ é o relógio biológico, marcando o ritmo fisiológico e comunica-se com as demais estruturas.
O TEMPO
É a base do estudo da cronobiologia, a ciência que estuda os fenômenos biológicos recorrentes que ocorrem uma periodicidade determinada, podendo ou não ter uma correspondência temporal com ciclos ambientais, como ciclo dia e noite, os ciclos de marés.
J Endocrinol 2007; 195 (2): 187-198
Tipos de ritmos biológicos:
Circadianos: ~ 24h
(ciclos fisiológicos)
Ultradianos: < 20h
(fases do sono)
Infradianos: > 28h
(ciclo menstrual)
Circanuais: ~ 1 ano
(ciclo anual)
Circasseptanos: 7 dias
(ciclo semanal)
Entre outros...
Os ritmos circadianos são os mais estudados atualmente, até porque seguem uma frequência relativamente alta e são muito relevantes na observação corrente.
PESQUISA: DISTÚRBIO DE CICLO CIRCADIANO ENTRE UNIVERSITÁRIOS (n=300)
(dados parciais não publicados)
Idade média = 22,9 (IC95%=22,2-23,6)
69,3% sexo feminino
71,1% estudam de madrugada
91,1% utiliza celular prestes a dormir
37,0% faz uso de estimulantes
Escore médio do Questionário de Matitunidade-Vespertinidade (MEQ) de Horne e Östberg (1976) foi estatisticamente maior (p<0,01) entre os estudantes do sexo feminino (50,9; IC95%=49,5-52,4) do que entre o sexo masculino (46,4; IC95%=44,2-48,6), evidenciando que as estudantes apresentam perfil mais vespertino que os estudantes.
Outro instrumento diagnóstico utilizado "Escala de Sonolência de Epworth" demonstrou escore médio maior entre:
Maior entre os que usam celular antes de dormir (p<0,01; 11,8; IC95%=11,3-12,6) do que entre os que não usam (8,9; IC95%=7,5-10,4).

Maior entre os estudantes de medicina (p=0,02; 11,9; IC95%=11,4-12,5) do que entre os estudantes dos demais cursos da área da saúde (10,9; IC95%=10,3-11,7).

Maior entre os estudantes que fazem uso de estimulantes para estudar a noite (p<0,001; 12,5; IC95%=11,7-13,3) do que entre os estudantes que não fazem uso de estimulantes para estudar (10,9; IC95%=10,4-11,5).
REGRESSÃO LINEAR SIMPLES
Escore Escala Sonolência Epworth = 13,3-0.08x
O aumento de 1 ano na idade reduziu 0,08 no escore da Escala de Sonolência de Epworth entre estudantes universitários (p=0,03). Estudantes mais jovens tendem a apresentar comportamento de risco em relação à quantidade necessária de sono.
International Classification of Sleep Disorders (ICSD, Classificação Internacional dos Distúrbios do Sono)
Transtornos primários:
Fase atrasada do sono
(dormir e acordar tarde)
Fase avançada do sono
(dormir e acordar precoce)
Padrão irregular do ciclo vigília-sono
(padrão irregular)
Transtorno do ciclo vigília-sono
(> 25h)
"Entre as causas não-respiratórias de insônia e sonolência, talvez as mais negligenciadas sejam aquelas relacionadas aos
circadian rhythm sleep disorders
(CRSDs, transtornos do sono relacionados ao ritmo circadiano)."
J Bras Pneumol 2008; 34 (3): 173-180
"Quando se deitar, não terá medo, e o seu sono será tranquilo a noite inteira"
(Provérbios 3:24, NTLH)
Full transcript