Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Micorrizas

No description
by

Gláuber Pontes

on 24 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Micorrizas

O PAPEL DAS MICORRIZAS NA PRODUÇÃO AGRÍCOLA
Os problemas globais de degrada- ção ambiental e de necessidade de produção agrícola sustentável e ecologicamente correta enfatizam a necessidade de estudos sobre os processos microbiológicos do solo, pois estes são parte essencial do funcionamento de todos os ecossistemas
terrestres.
Contribuição dos fungos na atualidade
Tipos de micorrizas
Obrigado!
O que são
micorrizas
?
Micorriza é uma associação mutualista não patogênica entre certos fungos do solo e as raízes das plantas.
Ana Beatriz
Gabriel Campelo
Gláuber Pontes
Gustavo Galeazzi
mykes + rhizae
FUNGO RAÍZES
Ericoides
Orquidoides
Arbustoides
Monotrepoides
Ectomicorrizas
Arbusculares (FMAS)
Fungos Micorrízicos Arbusculares (
FMAs
)
As Micorrizas Arbusculares são simbioses entre raízes de plantas e fungos do solo do filo Glomeromycota, e sua principal característica é a presença endógena de arbúsculos nas células do córtex radicular.
Estabelecimento e funcionamento da simbiose


estímulos químicos e quimiotropismo para germinação e direcionamento das hifas no solo;
reconhecimento de sinais moleculares para a formação de apressórios na superfície das raízes;
regulação funcional e compatibilidade entre a planta e o fungo, envolvendo, provavelmente, hormônios e proteínas
O estabelecimento da simbiose micorrízica arbuscular resulta de uma seqüência complexa de interações entre as hifas fúngicas e as células das raízes que levam ao estabelecimento da simbiose funcional e mutualista. Entre essas interações estão:
Papel nutricinal das
MAS
O papel das MAs na nutrição de plantas em solos de baixa fertilidade ou em ambientes estressantes é uma das mais interessantes áreas de pesquisa e com grande potencial para aplicação prática em agricultura ecológica e recuperação de ambientes.
Os benefícios nutricionais das Micorrizas Arbusculares resultam em interações dinâmicas e complexas entre as raízes e o fungo. As mesmas não são totalmente esclarecidas, mas resultam em mecanismos que melhoram a nutrição das plantas, entre eles:

• Aumento da absorção de vários nutrientes;

• Sinergismo, aumentando a fixação biológica de N2;

• Alterações fisiológicas nas raízes;

• Alterações rizosféricas;
Papel não-nutricional das
MAS
Aumento do número de organelas celulares

Modificação da atividade enzimática

Aumento da abertura estomatal

Aumento de exsudatos radiculares

Maior taxa de respiração e absorção de CO2

Mudança no conteúdo de aminoácidos e ácidos graxos, bem como de metabólitos secundários
Aumento da absorção de determinados nutrientes
Sinergismos com sistemas biológicos fixadores de N2
Estudos têm evidenciado que as Micorrizas possuem papel importante, também, na absorção de N, particularmente na forma do íon NH4+ (amônio). Também tem se observado uma relação de sinergismo, particularmente naquelas que envolve a formação da simbiose tripla FMA-leguminosa-rizóbio.
Modificações fisiológicas nas raízes
As Micorrizas Arbusculares, embora não provoquem alterações morfológicas nas raízes, perceptíveis de maneira visual, podem alterar a fisiologia do sistema radicular.
Alterações rizosféricas
A disponibilidade de nutrientes, especialmente de P, pode ser alterada pelas mudanças de pH da rizosfera.
FATORES QUE EVIDENCIAM O CARÁTER NÃO PATOGÊNICO DA SIMBIOSE:

- Os arbúsculos são formados exclusivamente dentro das células do córtex radicular, invaginando a plasmalema sem a romper;

- As estruturas fúngicas formadas no interior das raízes, chamadas de colonização micorrízica, não ultrapassam a endoderme.


FÓSFORO E INOCULAÇÃO COM FUNGOS MICORRÍZICOS ARBUSCULARES NO ESTABELECIMENTO DE MUDASDE EMBAÚBA (Cecropia pachystachya Trec)
Eficiência de fungos micorrízicos arbusculares isolados de solos sob diferentes sistemas de uso na região do Alto Solimões na Amazônia
Manejo de Micorriza Arbuscular em Sistemas Integrados de Lavoura e Pastagens no Cerrado

Aplicação de micorrizas arbusculares na
agricultura
“A elevada acidez, associada à alta saturação de alumínio, baixa disponibilidade de nutrientes e elevada capacidade de adsorsão de fósforo, é limitação que ocorre em muitos dos solos tropicais. Conseqüentemente, quantidades relativamente elevadas de fertilizantes fosfatados são requeridos para o cultivo desses solos. Em virtude da baixa fertilidade natural dos solos e dos altos preços dos fertilizantes industrializados, tem sido dada ênfase ao estudo das associações de plantas com microrganismos que favoreçam o aproveitamento de nutrientes em meio com baixa disponibilidade dos mesmos). Os efeitos dos fungos que formam as micorrizas arbusculares (FMA) na utilização de fósforo e crescimento das plantas têm sido avaliados em algumas culturas de interesse econômico, visando minimizar os custos das mesmas e maximizar a eficiência de utilização dos fosfatos. Porém, sua utilização em culturas que passam pela fase de viveiros é viável. Várias culturas olerícolas, espécies ornamentais e arbóreas são cultivadas na fase de formação de mudas em substrato desinfestado, visando ao controle de patógenos prejudiciais às raízes e à germinação de sementes de plantas invasoras."
MICORRIZAS ARBUSCULARES NO CRESCIMENTO PÓS-TRANSPLANTIO DE MUDAS DE ÁRVORES EM SOLO COM EXCESSO DE METAIS PESADOS
Custo
-
Benefício
O custo anual da manutenção das micorrizas é estimado em cerca de 10% do total da produção fotossintética.
No entanto, o potencial da rede micorrízica reter e conservar os elementos minerais do solo é talvez bem mais importante.
Acredita-se que de 70-90% de raízes/micorrizas morrem e são substituídas anualmente, se essas raizes não estivessem interligadas por micélio seriam decompostas pela comunidade microbiana do solo e, pelo menos uma parte dos nutrientes, poderiam ser lexiviados do solo pela água da chuva, mas devido as ligações do micélio micorrízico, nutrientes minerais são retidos dentro do sistema, disponibilizando-os para as plantas e, consequentemente, para as cadeias tróficas que se seguem.
Principal ponto de troca de carboidratos e nutrientes minerais entre os parceiros da simbiose.

• Ponto micélio

• Biotrofismo obrigatório
• Dependência micorrízica


Funcionamento da Simbiose
A simbiose micorrízica comporta-se como uma mistura heterogênea trifásica, onde todos os componentes estão em contato sem se misturar. Porém, nas MAs, ocorre uma íntima interação entre as fases e o sistema se torna complexo.
Fatores que influenciam o funcionamento da simbiose:

- DEPENDÊNCIA MICORRÍZICA DA PLANTA;

- EFICIÊNCIA SIMBIÓTICA DO FUNGO;

- DISPONIBILIDADE DE FÓSFORO NO SOLO.
Full transcript