The Internet belongs to everyone. Let’s keep it that way.

Protect Net Neutrality
Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

CONTATOS ENTRE EUROPEUS E ARICANOS NA COSTA ATLÂNTICA.

No description

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of CONTATOS ENTRE EUROPEUS E ARICANOS NA COSTA ATLÂNTICA.

CONTATOS ENTRE EUROPEUS E AFRICANOS NA COSTA ATLÂNTICA.
O comércio entre os dois continentes também era constante. Até por volta do
século XV
, ele se dava por
terra
, por meio das
rotas transaarianas
que ligavam os diversos
reinos africanos
.
Da
África
eram levados para Europa produtos, como
ouro
,
pedras

preciosas
,
sal
,
marfim
e
escravizados
.
Os
portugueses
, que já mantinham relações comérciais com a
África
por meio das
rotas transaarianas
, intensificaram o contato no inicio de seu processo de expansão marítima. Assim, enquanto faziam o périplo africano, relacionavam-se com vários povos da
região da África Atlântica
, ou seja a Região da África banhada pelo oceano Atlântico, na qual haviam se localizado, entre outros povos, os que compunham os reinos de Gana, Mali e Sonsai.
Os
portugueses
começaram a utilizar a
Costa Africana
para aportar, fazer reparos em suas embarcações e se reabastecer. Também aproveitavam essas
paradas estratégicas
para buscar produtos que pudessem ser comercializados com grandes lucros na
Europa
. Compravam na Costa Africana
pimenta, ouro, sal e marfim
. No entanto após a chegada a
América
, os escravizados passaram a ser os
bens de maior interesse
para os portugueses e, posteriormente, também para outros povos Europeus.
Contatos culturais e comérciais, entre Europeus e Áfricanos durante a história.

AS RELAÇÕES ENTRE OS REINOS
AFRICANOS
E
EUROPEUS
OCORRERAM DURANTE TODA A HISTORIA , EXISTIAM TROCAS
COMERCIAIS
E
CULTURAIS
.

A ADOÇÃO DO CRISTIANISMO E ISLAMICA POR ALGUNS REINOS AFRICANOS SÃO EXEMPLO DE INTERCAMBIO CULTURAL ENTRE AFRICANOS E EUROPEUS.

A
escravidão
era uma prática comum no continente Áfricano desde a
antiguidade
. Uma pessoa poderia ser escravizada por vários motivos: como forma de condenação por
um crime cometido, por ser acusado de práticas de bruxaria, por estar endividada, por perder uma guerra, etc
.

Essa prática, por tanto, não era determinada pela
religião
ou
cor da pele
, como aconteceu em outros momentos da história.

Os
Árabes
foram grandes compradores de escravizados negros, que eram transportados pelas rotas transaarianas para serem comercializados em outras regiões e continentes.

Com o ínicio da
expansão marítima europeia
,no entanto, a forma como se organizava a escravidão se alterou, pois, principalmente a partir do ínicio do
século XVII,
os Europeus começaram a necessitar cada vez mais de
mão de obra escrava
para o trabalho nas novas terras descobertas.
Os navios tornaram possível transportá-los em um número cada vez maior.

Para suprir a necessidade de escravizados, os
Europeus
se aliaram a
alguns grupos de africanos
, os quais se tornaram especialistas na captura de
outros africanos
para comercializá-los com portugueses e outros Europeus.

O
pagamento
pela compra desses escravizados era feito com
produtos trazidos das colônias
, como o
tabaco, aguardente, o açúcar, etc.
Full transcript