Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO NO SÉCULO XIX

No description
by

on 14 August 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO NO SÉCULO XIX

Causas
Contexto
Resistências
Justificativas
Berlim
.
.
CONTEXTO:
Segunda metade do século XIX quando a expansão dos países europeus industrializados leva à partilha dos continentes africano e asiático;
Também EUA e Japão exercem atividades imperialistas em suas respectivas regiões de influência.
Work Experience
IMPERIALISMO E NEOCOLONIALISMO NO SÉCULO XIX
Aulas 55 e 56
CAUSAS
Segunda Revolução Industrial (motor a combustão interna);
Busca de matéria-prima;
Conquista de mercados-consumidores;
Acomodação de excedentes populacionais (secundário);
Estruturação de bases estratégicas (neutralizando a concorrência).
1. Missão civilizadora
2. Darwinisno social
Re:
Formas de domínio

DIRETA:
com agentes metropolitanos ocupando os principais cargos governamentais.

Ex: Inglaterra na Índia.
Re:
Formas de domínio
INDIRETA:
Aliança com elites locais, mantendo uma aparente independência política.

Ex: EUA na América Central
Doutrina Monroe
em 1823.
Corolário Roosevelt
ou
Big Stick Policy
(1901-09) (política do grande porrete): Intervenção dos EUA nos países da América Latina.
Imperialismo do EUA
Enc:
Justificativas
CONFERÊNCIA DE BERLIM
(1884 -1885)
Objetivo:
Elaboração de um conjunto de regras que dispusessem sobre a conquista da África pelas potências coloniais da forma mais ordenada possível.
Beneficiados:
Inglaterra e França (Maior porcentagem dos territórios).
Mapa Cor de Rosa:
Ultimato Britânico de 1890.
ERA MEIJI – JAPÃO
Isolado até 1542.
A chegada da fé cristã leva cerca de 37 mil cristãos japoneses a morte.(1616)
Em 1648, o Japão fecha totalmente seus portos e passa a viver em um regime feudal. (feudalismo japonês ou xogunato)
Através da diplomacia do canhão, os EUA abrem os portos japoneses em 1854.
Ocidentalização da cultura (militar).
É despertado um forte nacionalismo pós abertura dos portos.

ERA MEIJI – JAPÃO
União de clãs rivais ao xogunato envolta do Imperador.
A vitória do imperador sobre o Xogum centraliza a política japonesa dando início a partir de 1868 ao industrialismo e modernização do Japão, conhecido como ERA MEIJI.
Após a rápida industrialização começa a política imperialista sobre a China, objetivando posse da Manchúria.
Em 1904 ocorre a GUERRA RUSSO-JAPONESA. Vitória japonesa e assinatura do TRATADO DE PORTSMOUTH.

Guerra do Ópio (1841- 1842)
Local:
China

Motivos:
A dominação inglesa sobre a produção do ópio força o mercado chinês a absorver o produto. O vício dissemina se entre a população forçando as autoridades chinesas a proibir o comércio do ópio e apreender a carga pertencente a Inglaterra. É exigida pelos ingleses uma indenização que não é paga e assim ocorre o conflito.

Consequências:
Assinatura do TRATADO DE NANQUIM, que abria cinco portos chineses ao livre comércio, abolia a fiscalização chinesa e entregava a Ilha de Hong Kong a domínio inglês. Em 1860 é assinado o TRATADO DE PEQUIM que abre mais sete portos
ao comércio internacional.

Guerra dos Cipaios (1857-58)

Local:
Índia

Motivos:
Após 1848, os ingleses intensificaram o controle sobre a região impondo uma administração britânica. A crescente presença britânica desperta o nacionalismo na região. A revolta é sufocada violentamente pelos ingleses no ano de 1858.

Consequências:
Após a revolta, a Índia passa a ser colônia britânica (DIPLOMACIA DO CANHÃO).


Guerra dos Boêres (1899-1902)

Local:
Colônia do Cabo (África do Sul).

Motivos:
Atrito entre holandeses e alemães que viviam na região de Joanesburgo. Após a descoberta de ouro e diamantes na região houve uma grande migração para a área. O forte interesse inglês na região e a resistência do africânderes faz o conflito eclodir.

Consequências:
Vitória inglesa e fundação da União Sul Africana no ano de 1910 sob controle britânico.



Guerra dos Boxers (1900)

Local:
China

Motivos:
Forte nacionalismo chinês com o objetivo de livrar a China das influências estrangeiras. Uma rebelião mata inúmeros estrangeiros que tem como represália a formação de uma Força Expedicionária Internacional composta por Inglaterra, França, Alemanha, EUA, Rússia e Japão.

Consequências:
A F.E.I subjuga a China e força o reconhecimento das concessões anteriores.




Resistências ao Imperialismo
Justificativas imperialistas
Full transcript