Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Orações Subordinadas Adverbiais

No description
by

Laís Sartori

on 18 May 2016

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Orações Subordinadas Adverbiais

Essa frase ganhou destaque nos últimos anos, por meio de uma piada de internet.

No entanto, em linguagem mais formal, o ideal seria que colocássemos um conectivo que explicita a relação de causa, consertássemos a forma do imperativo e a locução verbal:
São orações introduzidas por uma conjunção subordinativa e exercem função de adjunto adverbial. Elas estabelecem relações coesivas e lógicas importantes na construção do sentido de um texto. São classificadas de acordo com a circunstância que expressam em relação à oração principal e recebem ao menos nove nomenclaturas diferentes: causais, comparativas, concessivas, condicionais, conformativas, consecutivas, finais, proporcionais e temporais.

Orações Subordinadas Adverbiais
Oração Subordinada Adverbial Proporcional
(relação matemática) - estabelece a progressão que liga, de maneira lógica, a principal à subordinada.
Oração subordinada adverbial condicional
Oração Subordinada Adverbial Conformativa
Oração Subordinada Adverbial Temporal

Principais conjunções: quando, sempre que, assim que, logo que, desde que, enquanto, até que, assim que, antes que, mal etc.

Ficarei /quando tiver bolo.
Logo que ela entrou, / todos olharam.
Assim que sentiu o vento gelado,/ começou a espirrar.

Orações Subordinadas Adverbiais
Oração Subordinada Adverbial Final
Oração Subordinada Adverbial Comparativa
Oração Subordinada Adverbial Concessiva
Oração Subordinada Adverbial Causal
Oração Subordinada Adverbial Consecutiva
Formas das orações subordinadas adverbiais
Ambiguidades sintáticas
Exercícios Mecânicos
Definição
Meus pais/ voltam

do trabalho

no início da noite


Sujeito simples
Verbo Intransitivo
Adjunto adverbial de lugar
Adjunto adverbial de tempo
Meus pais/ voltam

do trabalho


quando anoitece
Fique,
porque
teremos bolo!
Oração subordinada adverbial temporal
Você pode notar que as orações subordinadas adverbiais servem para expressar as circunstâncias e a lógica por trás da relação entre o verbo da principal e o verbo da subordinada.
(momento) localiza o verbo da oração principal no tempo
Principais conjunções: a fim de que, para que, que

Ficarei/ para que você faça bolo.
A fim de fazer o trabalho do livro,/ ele voltou para a escola.
Fiz-lhe sinal/ que se calasse.

(objetivo) - estabelece uma intenção para o verbo da oração principal
As pessoas resolviam ficar/ à medida que prometiam bolo.
Ao passo que a dissertativa se aproximava,/ a ansiedade dos alunos aumentava.
Quanto mais treinarem/ mais automático ficará o processo de análise.
Principais conjunções: à proporção que, à medida que, ao passo que, quanto mais... mais, quanto mais... menos, quanto menos... menos etc.

(semelhança) - estabelece uma relação lógica de comparação entre os termos da principal e da subordinada -
Geralmente, o segundo verbo fica subentendido
Principais conjunções: mais...(do) que, menos...(do)que, tão...quanto, como etc.

O bolo dela nunca esteve tão bom/ quanto
(esteve)
hoje.
Eles estavam mais tranquilos/ do que nós
(estavamos).
Alguns alunos comportam-se/ como o sexto ano
(comporta-se)
.

Por ser arrogante, o colega não a cumprimentava.
Ele guardou a moeda que encontrou quando andava pelo porão.
Encontrei Maria atravessando a rua.
(requisito) - submete o verbo da oração principal a uma condição ou estabelece uma hipótese.
Principais conjunções: se, caso, desde que, contanto que, a menos que , a não ser que, exceto se, desde que, salvo se, sem que etc.

Se tiver bolo,/ eu fico.
Eles não ficam quietos / a menos que tomem uma bronca.
Contanto que mude seu comportamento,/ passará de ano.

(acordo) - esclarece um acordo predefinido para a oração principal.
Principais conjunções: conforme, segundo, como, consoante

Como fora prometido, /houve bolo.
Conforme combinamos,/ os trabalhos serão feitos em grupos.
Vocês agirão/ consoante mandam as regras da escola.
(exceção) - Contraria a expectativa criada pelo verbo da oração principal
Principais conjunções: embora, apesar de que, por mais que, mesmo que, ainda que, se bem que, conquanto que

Mesmo que não gostassem de bolo,/ ficaram mais um pouco.
Ainda que não percebam a utilidade, / muitas pessoas passam a escrever melhor por saber análise sintática.
Embora longe de serem anjinhos,/os alunos melhoraram um pouco o comportamento.
(motivo) - estabelece uma justificativa para o verbo da oração principal
Principais conjunções: que, como, porque, uma vez que, já que, visto que, desde que etc

Ficarei /porque vai ter bolo.
Não se dá bem com os maus alunos, /já que é muito madura.
Aceleramos o passo/ uma vez que já estávamos atrasados para a aula.

(resultado) - estabelece uma consequência para o verbo da oração principal.
Principais conjunções: tal...que, tão ...que, tanto...que, tamanho...que de sorte que, de modo que, que.

Ficarei tanto tempo/ que o bolo ficará pronto.
O professor foi muito claro,/ de modo que todos entenderam a matéria.
Ela não é esnobe,/por isso não trata ninguém mal.
Forma Desenvolvida
Forma Reduzida
Verbo conjugado
Conjunção subordinativa
Verbo no gerúndio, particípio ou infinitivo
Sem conjunção subordinativa
1.
Analise as seguintes orações:

a) O ônibus não parou porque você não deu sinal.
b) Ainda que não valhas nada, gosto de você.
c) Caso você continue com febre, iremos ao hospital.
d) Estava tão nervoso que gritou com todo mundo.
e) Enquanto você pensa em roupas, seu futuro chefe está estudando.
f) As crianças agem como seus pais.
g) Já que não sabe se comportar, é melhor ficar em casa.
h) Só um louco amaria o time tanto quanto nós.
i) À medida que envelhecemos, ficamos menos egocêntricos.
j) Mesmo que você duvide, vou ganhar na loteria.
k) A vitória foi tão inesperada que ninguém acreditou.
l) Se você ainda não age de acordo com sua idade, já está na hora.
m) Ligue o computador somente quando houver necessidade.
n) Embora ninguém o incentivasse, ele conseguiu melhorar.




2.
A
oração subordinada adverbial é classificada dependendo da circunstância que exprime. Por isso, uma mesma conjunção pode ser empregada para explicitar diferentes relações de sentido. Considerando tal fato, indique a relação semântica que se estabelece entre a oração subordinada e a principal em cada período a seguir:

a. Como disse o prefeito, a cidade terá apenas um feriado na copa.
b. Como ninguém reclamava, a situação continuava igual.
c. Como era alto, ligou o projetor sem nenhum auxílio.
d. Era alto como seu pai.
e. Letícia já tem 15 anos, mas comporta-se como uma garotinha mimada.
f. Como eu faltei à ultima aula, não participei da prova.
g. O uniforme deve ser usado como determina o regulamento da escola.
h. Meu sobrinho, desde que se formou em economia, trabalha em uma multinacional.
i. Todo jovem, desde que lute com persistência, realiza seus sonhos.
j. Ela aumentará a nota, uma vez que melhorou o comportamento.
l. Ela aumentará a nota, uma vez que melhore o comportamento.

3.
Analise as seguintes orações:

a) Nossa família preserva o meio ambiente porque economiza água.
b) Embora a economia seja uma boa estratégia, parar de poluir a água é essencial.
c) Economizamos tanto, que não ficaremos sem água.
d) Já que economiza água, a nossa família preserva o meio ambiente.
e) Ainda que economizemos água, ela provavelmente acabará.
f) A água será muito cara, de modo que não podemos desperdiçar.
g) Como se sabe, a nossa família preserva o meio ambiente.
h) Como era muito necessário, a nossa família passou a preservar o meio ambiente.
i) Sem que haja economia, a água acabará.
j) Uma vez que a água potável está acabando, é preciso preservar o meio ambiente.
l) É preciso economizar água para que as futuras gerações sobrevivam.
m) Em razão da economia de água, não haverá racionamento.
Enquanto andava na praia, / encontrei um amigo.
Andando na praia, encontrei um amigo
Processo de análise
1.
Encontre os verbos (quando estiver subentendido, anote-o logo acima da oração subordinada);
2.
Destaque a conjução subordinativa ou locução conjuntiva. Verifique se ela aparece sozinha ou se há uma parte na outra oração;
3.
Separe as orações com uma barra (/);
4.
Por meio da localização da conjunção e do sentido da oração, determine qual é a oração principal e qual é a subordinada;
5.
Analise a circunstância expressa pela oração subordinada em relação à principal;
6.
Nomeie a oração subordinada de acordo com a circunstância.
Peguei o ônibus correndo.
Full transcript