Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Vias aferentes medulares

No description
by

Alexandre Luna

on 7 August 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Vias aferentes medulares

Definição:
Trajeto ascendente seguido por um impulso nervoso -originado em receptores periféricos- em direção aos órgãos segmentares e supra-segmentares do sistema nervoso central.
Receptores
Exteroceptores:
Trajetos periféricos
Exteroceptivas:
Vias Aferentes Medulares
Alguns conceitos importantes
Tratos: Feixe de fibras nervosas com a mesma origem, trajeto, função e destino;

Fascículos: Feixe formado por fibras mais compactadas. Não há distinção funcional do trato;

Comissura: Formação anatômica constituída por fibras nervosas que cruzam perpendicularmente o plano mediano.

Lemniscos: Feixes nervosos do tronco encefálico em forma de fita que se dirigem ao tálamo. São puramente sensitivos;

Fibras Arqueadas: Fibras dos núcleos grácil e cuneiforme que cruzam o plano mediano (decussação sensitiva)

Decussação: Cruzamento de fibras em forma de X que conecta estruturas desiguais dos hemisférios cerebrais e da medula espinhal.
Bases anatômicas das vias aferentes
1. Receptor


2. Trajetos


3. Área de projeção cortical
As vias somáticas podem ser:
Aferentes conscientes:

Possuem neurônios I, II e III*

Aferentes inconscientes:

Possuem neurônios I e II

Tipos de axônios quanto à transmissão
Periférico
Central
* Existe uma via, que será citada posteriormente que possui 4 ou mais neurônios.
1. Quimioceptores;

2. Fotorreceptores;

3. Termorreceptores;

4. Nocictores;

5. Mecanorreceptores.
Proprioceptores:
1. Fusos neuromusculares;

2. Orgão neurotendinoso de Golgi.
Proprioceptivas:
Dor, Tato, Pressão, Temperatura.
Consciente ou Inconsciente.
Trajetos Centrais
Temperatura e Dor
Via Neo-Espinotalâmica
Fascículo Cuneiforme
Fascículo Grácil
Tratos Espino-talâmico e
Espino-reticular
Medula
Lâminas de Rexed
Tratos Espino-cerebelares
Via Neo-Espinotalâmica
Receptores: Terminações nervosas livres;

Fibras: Tipo Ad (delta) e C.
Vias Aferentes Somáticas que penetram no SNC por nervos espinais
Dor e Temperatura;

Pressão e Tato Protopático;

Propriocepção consciente, Tato Epicrítico e Sensibilidade Vibratória
Propriocepção inconsciente
Inconsciente
Consciente
Via Paleo-Espinotalâmica
Dor localizada;

Temperatura.
Dor difusa.
1º Neurônio
Via Paleo-espinotalâmica
1º Neurônio
Pressão e Tato Protopático
Fibras tipo: Ab (beta)

Receptores:
Propriocepção Consciente, Sensibilidade Vibratória e Tato Epicrítico
Tipos de fibras: Aa (alfa) e Ab (beta)
2º Neurônio
3º Neurônio
Trajeto Periférico + Receptor;
Divisão lateral da raiz dorsal da Medula Espinhal;
Ramificação Longa + Ramificação curta;
Sinapse na Coluna Posterior da Medula Espinhal.
Lâmina I de Rexed;
Cruzam o plano mediano, dirigem-se ao funículo lateral da Medula Espinhal e inflectem-se cranialmente para formar o Trato Espinotalâmico lateral;
Sinapse no Núcleo Ventral Póstero-lateral do Tálamo (NVPL).
Situado no NVPL do Tálamo;
Projeções para o Giro Pós-central-Córtex somestésico primário.
2º Neurônio
3º/ 4º/ 5º... Neurônio
Trajeto Periférico + Receptor;
Divisão lateral da raiz dorsal da Medula Espinal;
Ramificação longa + Ramificação curta;
Sinapse na coluna posterior da Medula Espinal.
Lâmina V de Rexed;
Algumas fibras cruzam, outras não;
Sinapse na formação reticular.
Localizam-se na formação reticular;
Originam as fibras retículo-talâmicas;
Vão até os núcleos intralaminares do tálamo.
Próximo Neurônio- Situados em Núcleos intralaminares do Tálamo
Projeções para várias áreas do córtex cerebral.
Sensação táctil, tato grosseiro
Corpúsculo de Meissner


Corpúsculo de Ruffini


Axônios em torno de folículos Pilosos
Propriocepção Inconsciente
Receptores: Fusos (neuro)musculares e órgãos (neuro)tendinosos de Golgi.
Há três possíveis caminhos:
Neurônio I: Localizam-se nos gânglios espinhais situados nas raízes dorsais. E fazem sinapse com os neurônios II da coluna posterior ou no núcleo cuneiforme acessório do bulbo;

Neurônios II: Situados no núcleo torácico (ou dorsal)- originam axônios que se dirigem para o funículo lateral do mesmo lado e formam o tracto espino-cerebelar posterior, que termina no cerebelo onde penetra pelo pedúnculo cerebelar inferior;


Tabes Dorsalis
Também chamada de neurosífilis parenquimatosa, tem como consequência lesão dos Fascículos Grácil e Cuneiforme
-Sintomas: perda da propriocepção consciente(perda total ou parcial da sensibilidade cinéticopostural), da capacidade de sentir vibrações( Palestia) e da sensibilidade de tato(Hipoestesia táctil)

Fibras tipo: Ac(alfa)
Essa doença aparece como consequência de lesões raízes dorsais, principalmente na divisão medial onde estão contidas as fibras que ascendem na medula pelos fascículos grácil e cuneiforme.
Tumor na medula
(compressão da medula)
O tumor pode ser intra ou extra medular
Siringomielia:
Causada pela destruição da substância cinzenta intermédia central e da comissura branca, devido à formação de uma cavidade no canal central da medula.
Como a consequência é a interrupção dos tratos espinotalâmicos laterais quando eles vão cruzar ventralmente o canal central, ocorre perda da sensibilidade térmica e dolorosa de ambos os lados, mas a sensibilidade tátil e proprioceptiva persiste( Dissociação sensitiva).
Dor Referida:
-Dor sentida em uma região diferente do foco;
-Mistura de informações vindas dos Nociceptores Viscerais e cutâneos.
Ex.: Em caso de Infarto agudo do miocárdio, a dor é sentida no braço esquerdo.
Segundo a somatotopia, as fibras dos segmentos mais altos da medula são mais laterais, enquanto os mais caudais são mais mediais. Assim, um tumor na medula causaria, inicialmente que sintomas e onde?
Alexandre Luna
Anton Saraiva
Beatriz Mousinho
Cecília Leal
Isabela Saraiva
Maria Gabriella Roza
Mariana Araújo
Marta D' Albuquerque
Milena Araújo
Victor Moreira

T. Espinotalâmico Lateral
T. Espinotalâmico Anterior
Receptores
Fuso Muscular e Órgão tendinoso de Golgi (Propriocepção Consciente)

Receptores de Meissner, Ruffini e Pacini
(Vibração e Tato Epicrítico)
Via dos Fascículos Grácil e Cuneiforme
Espinocerebelar Posterior
Espinocerebelar anterior
Trato Espinotalâmico Lateral
Trato Espinoreticular
(I a X)
*Cordotomias
Neurônios II: Situados na base da coluna posterior ou na substância cinzenta intermediária- originam axônios que em sua maioria cruzam para o funículo lateral do lado oposto e formam o tracto espino-cerebelar anterior. Este penetra no cerebelo pelo pedúnculo cerebelar superior; Admite-se que as fibras cruzam na medula cruzam novamente antes de penetrar no cerebelo;

Neurônios II: Situados no núcleo cuneiforme acessório do bulbo. Os axônios desses neurônios formam o tracto cuneo-cerebelar, que penetra no cerebelo pelo pedúnculo cerebelar superior.
Trato espino-cerebelar posterior
Trato espino-cerebelar anterior
Pedúnculo cerebelar inferior
Pedúnculo cerebelar superior
Referências:
Machado, Ângelo B.M.- Neuroanatomia funcional (Editora Atheneu, 2006 2ª edição);
Meneses, Murilo S.- Neuroanatomia aplicada (Editora Guanabara Koogan, 2006 2ª edição).
Tumor intramedular: compressão
do trato espinotalâmico lateral
(perda de sensibiliadade térmica
e dolorosa).
As fibras sacrais são as últimas
a serem afetadas por serem mais laterais(Preservação sacral) e o
tumor comprimir de dentro pra fora.

Tumor extramedular: comprime as
raízes dorsais, causando dor nos
dermátomos correspondentes.
Full transcript