Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Type 1 Diabetes

No description
by

Ana Carolina Serrano

on 20 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Type 1 Diabetes

Diabetes Mellitus tipo 1 Discussão Fisiopatologia Diabetes Mellitus tipo 1 Investigação (cc) photo by Metro Centric on Flickr (cc) photo by Franco Folini on Flickr (cc) photo by jimmyharris on Flickr (cc) photo by Metro Centric on Flickr Licenciatura em Análises Clínicas e Saúde Pública Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Coimbra Investigação Aplicada em Ciências Laboratoriais II Avaliação do nível de Carboximetilisina e Fator de Crescimento Endotelial Vascular em pacientes com complicações crónicas da Diabetes Mellitus tipo 1 Proponente: Ana Carolina Serrano Orientador: Mestre Armando Caseiro Coimbra, 19 de Julho 2012 Hiperglicémia Stress Oxidativo Via dos Polióis Via das Hexosaminas PKC AGEs Vias conducentes a lesões micro e macrovasculares Glicose NADPH NADP+ Sorbitol NAD+ NADH Fructose ROS Glicose Glicose-6-P Fructose-6-P Gln Glu GFTA Glucosamina-6-P UDP-GlcNAc ROS DHAP NADPH NADP+ L-Glicerol-P DAG PKC ROS Principal mecanismo implicado AGEs Radicais Livres Ligações cruzadas com proteínas Alterações morfológicas e funcionais Interacção com receptores RAGE IL-6 TNF-alpha ICAM-1 VCAM-1 VEGF Stress Oxidativo Processo de Maillard Formação de Produtos Finais de Glicação Avançada Via do Stress Carbonílico Via Alternativa Oxidação Compostos dicarbonílicos de lípidos e açucares Produtos finais de glicoxidação e lipoxidação avançada intermediários Objectivo do estudo Avaliar o nível de CML e VEGF no soro e na saliva de indivíduos com complicações crónicas da DM tipo1 Necessidade de novos marcadores predictivos Novo fluido de diagnóstico: mais acessível, menos invasivo - Saliva Material e Métodos Envolvimento dos AGEs na Retinopatia Diabética Envolvimento dos AGEs na Nefropatia Diabética AGEs Ligação irreversível Proteínas de meia vida longa Conceito de Memória Metabólica AGEs HbA1C Excelente valor preditivo do desenvolvimento de complicações Carboximetilisina MEC Membranas basais vasculares Excelente caracterizado População em estudo: 31 Indivíduos - Serviço Medicina Interna do Hospital Distrital da Figueira da Foz, E.P.E. A
n=5
DM1 com Retinopatia e Nefropatia B
n=7
DM1 com Retinopatia C
n=5
DM1 sem complicações D
n=14
Indivíduos Saudáveis Amostra Soro Saliva Amostra Saliva Método Simples Não Invasivo Fácil Armazenamento Fluido Diagnóstico - Forte Potencial - Importante área de estudo Slot Blot Resultados Níveis Salivares - CML Níveis Séricos - CML Níveis Salivares - VEGF Níveis Séricos - VEGF A B C D A B C D A B C D A B C D Amostra Filtrada Membrana Nitrocelulose Incubada com anticorpos específicos Anti-CML Anti-VEGF Substrato Reação Quimioluminescente Revelação Leitura das Densidades Óticas Conclusão CML VEGF Futuro Galler et al. Dorrien et al. Genuth et al. Quantificação AGEs no tecido Retinopatia
e Nefropatia Soro e Saliva ? SORO SALIVA A; B C; D Soro; Saliva Tecido Meerwald et al. Não existe relação AGEs Depende Turnover Proteico Proteínas Meia Vida Longa Tecido Fluido Disparidade entre resultados? CML Glicação Colagénio Laminina Colagénio tipo IV Elastina Colagénio tipo I AGEs
Inflamação Metaloproteinases Glicação Oxidação dos ácidos gordos polinsaturados Alimentação 10% Possível contribuição nos resultados AGEs VEGF A e B
30 anos DM C
17 anos DM A e B C Poderá refletir: Senescência do endotélio AGEs Senescência do endotélio Deixa de responder VEGF NO Inibe NOS Senescência Prosseguir estudo em amostra de tecido vs. fluido Correlação entre MMPs e níveis de CML Actividade Proteolítica poderá comprometer a deteção de CML nos fluidos de diagnóstico; VEGF poderá não representar um bom marcador preditivo em indivíduos com doença prolongada Estudo no tecido Estudo de bloqueadores Estudo prospectivo MMP2 MMP9
Full transcript