Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Mudanças Sociais: A Evolução da mulher perante a sociedade

Apresentação elaborada para a matéria de Sociologia do curso de Administração - 1º período.
by

Lucas Araújo

on 24 May 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Mudanças Sociais: A Evolução da mulher perante a sociedade

1995
2000
2014
1970
2010

Mudanças sociais: A evolução da mulher perante a sociedade

Objetivo
Introdução
A figura feminina sempre foi utilizada pela mídia em analogia à submissão, trazendo a ideia machista de que “o lugar da mulher é na cozinha”. Desde antigamente, as “Amélias” são retratadas pela publicidade em propagandas de produto de limpeza. Porém, com o passar do tempo, a modernidade trouxe novos reflexos da mudança de comportamento. Tudo isso são manifestações observáveis da dinâmica social; evidências, à disposição de qualquer um de nós, de que a vida social não é nunca mera repetição de ações rotineiras, mas um processo permanente de mudança.
A publicidade também encontra-se nesse campo. Apresentam geralmente um mundo idílico, perfeito, sem contradições, associando o produto ou serviço a essa atmosfera radiante e perfeita. Ao mesmo tempo, cuidam de produzir alguma verossimilhança com a realidade.

Propaganda Fogão Wallig - Ano 1967
Propaganda Fogão Dako Classe - Americanas.com - Ano 2012
Conceitos e características
Não constitui mudança social a mudança de comportamento que afete apenas uma ou algumas pessoas. Assim, o fato de uma pessoa ou um grupo mudarem de opinião a respeito de certo tema, por exemplo, só pode ser considerado mudança social se fizer parte de um conjunto mais amplo de mudanças.
A primeira distinção que Guy Rocher apresenta, ao definir mudança social, é em relação à conceituação de processo social: sucessão de acontecimentos, fenômenos, ações “cujo conjunto constitui o curso da mudança”; a segunda distinção diz respeito à evolução social: efeito cumulativo de grande número de mudanças, conjunto das transformações ocorridas numa sociedade durante um longo período. A mudança social, em oposição à evolução, consiste nas transformações que podem ser observadas e verificadas em períodos mais curtos de tempo. Nenhum acontecimento singular é por si mesmo mudança social, mesmo que envolva um grande número de pessoas. Mudanças sociais podem ser acompanhadas, provocadas ou seguidas de acontecimentos marcantes.
Ação histórica
Convém distinguir, por outro lado, mudança social de “ação histórica”. Pode –se dizer que a ação histórica está para a mudança social assim como a ação social está para a organização social. Tanto ação histórica como ação social são noções que se referem à atividade observável dos agentes sociais; enquanto que mudança social e organização social se referem a realidades que precisam ser inferidas a partir da ação observável. Ação histórica é toda a atividade que se destina ou é de natureza a provocar, intensificar, refrear ou impedir mudanças na estrutura da sociedade em seu conjunto ou em alguma das suas partes.
Fatores determinantes da mudança social
Este trabalho tem como objetivo mostrar as mudanças sociais de uma forma geral e também na transformação, evolução da mulher na sociedade. A publicidade consegue mostrar à população de uma forma criativa estes avanços.
Televisão e sociedade
A televisão pode desempenhar importante papel na vida das pessoas, transmitindo-lhes informações, sugerindo-lhes idéias e proporcionando-lhes entretenimento. Pode até se transformar no centro da vida doméstica, eliminando conversas sobre problemas familiares e suprimindo costumes e passatempos tradicionais.
O que a televisão ensina?
Na maioria dos países ocidentais, a televisão tem uma mensagem clara e poderosa, principalmente quando se associa à publicidade para promover a “obsolescência acelerada de produtos”, a “insatisfação com o modo de vida” e a “exibição ostentatória”. Sem dúvida, a prosperidade é o valor predominante na sociedade ocidental, promovido, dia após dia, pelos meios de comunicação. Mas esta promoção, se dedica imenso cuidado a esse objetivo, pouco ou nada diz acerca dos meios legítimos de alcançá-lo. Os comerciais de TV enfatizam as virtudes do produto sem qualquer menção a seus pontos fracos. A publicidade leva às pessoas a ilusão de que existe uma infinidade de produtos e serviços de que podem dispor, mas não encoraja absolutamente as pessoas a controlarem seus desejos de comprar.
A linguagem da persuasão
A artimanha utilizada para o convencimento não precisa ser sofisticada ou trabalhar sempre com recônditos desejos. Ela pode estar embutida de forma sutil na construção lingüística da mensagem. O comercial que promete um benefício não comprovado pelo consumidor durante a experimentação do produto ou serviço certamente será alvo de forte descrédito. A história do marketing apresenta inúmeros casos de produtos que foram lançados com um apoio de mídia muito bem elaborado e sofisticado e que, devido a promessas mal-equacionadas, resultaram em estrondosos fracassos de venda.
Propaganda Ideológica
Neste caso, usa-se menos a técnica de comunicação para atingir mecanismos inconscientes que propiciem o convencimento para a compra de determinado produto (e, em alguns casos, de mecanismos conscientes e, na maioria dos casos, das duas formas combinadas). A propaganda ideológica trabalha com conteúdos ideacionais, com crenças que procuram alterar o campo cognitivo das pessoas. Sabe-se que a opinião é garantida por três fatores: a ação do indivíduo em relação a sua crença, o afeto dedicado à crença e o próprio conhecimento da existência do objeto de crença.
História de conquista da mulher perante a sociedade
Uma das grandes conquistas femininas da história do Brasil é o direito de votar, pois até 1932 era prerrogativa apenas dos homens. Como símbolo desta conquista destaca-se Carlota Queiroz, a primeira Parlamentar eleita em 1935. Outra vitória deu-se com a criação da lei do divórcio, representando para muitas mulheres sua carta de alforria, pois a partir daí, estavam livres para reescreverem sua história, agora como senhoras de seus destinos. Deve-se observar que apesar de consideráveis mudanças comportamentais da sociedade, ainda prevalecem os costumes machistas e discriminatórios.
FATORES GEOGRÁFICOS
Determinados cataclismos naturais, como inundações, secas, ciclones, tufões, furacões, maremotos, terremotos, erupções vulcânicas, nevascas, pragas e outros, podem alterar, de forma transitória ou permanente, a organização ou a estrutura de uma comunidade. Podem ocasionar migrações, extinção de comunidades, reconstrução ou fundação de novas cidades.
FATORES BIOLÓGICOS
Epidemias, elevação da taxa de mortalidade, rápido crescimento da população e a miscigenação de grupos étnicos dão origem a transformações sociais. Podem ocasionar desajustamentos e desequilíbrios nos mais diversos setores da sociedade, alterando a estrutura econômica, a organização do trabalho, a distribuição do poder e o modo de vida das populações.
FATORES SOCIAIS
Guerras, invasões e conquistas, assim como luta de classes e revoluções, alteram as estruturas sociais, modificam o status de nações, escravizam povos, transformam a vida e destroem culturas.
FATORES CULTURAIS
As descobertas científicas alteram a mentalidade, abrem novas perspectivas, modificam atitudes básicas e transformam a sociedade pela aplicação dos conhecimentos científicos a todos os campos da vida social.
MUDANÇA SOCIAL
MULHER NO PERÍODO COLONIAL
CASAMENTO COMO TRANSAÇÃO COMERCIAL
DONA DE CASA
PARIDEIRA
SUBMISSA
PROPRIEDADE
DO PAI OU MARIDO
História do 08 de Março
No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano. Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).
Fonte: http://www.folhadaclasse.com.br/2013/03/no-dia-8-de-marco-de-1857.html
Como a mulher é vista na televisão.
Propaganda Fiat Idea - Ano 2010
Este comercial faria sentido décadas atrás? Certamente que não. Contudo, essa resposta carece de uma explicação menos simplista, e requer uma maior compreensão do que se chama de questões de gênero e papéis sociais.
As mudanças sociais femininas causadas pelas propagandas
Pesquisas comprovam que hoje, a mulher representa o maior mercado de consumo mundial. Essa representatividade e a facilidade de vendas para as mulheres fez com que tivéssemos uma crescente mudança nas propagandas. Antes, as propagandas para mulheres eram voltadas a afazeres domésticos. Elas priorizavam as vendas de liquidificadores, máquinas de lavar, ferro de passar, etc. Com o passar do tempo, as mulheres começaram a ganhar espaço no mercado de trabalho. Elas estavam ocupando cargos cada vez mais importantes e modificando a estrutura familiar. Deixaram de depender dos maridos e começaram a pensar em si mesmas. Essa mudança tanto social quanto psicológica foi observada pela mídia e o consumo feminino começou a mudar de foco. As propagandas então, passaram a evidenciar a imagem da mulher mais feminina, que gastava consigo, que queria ficar mais bonita que não se preocupava apenas com os afazeres domésticos. A mídia definiu a mulher como público alvo e a valorização do papel dela na sociedade alteraram os números dos mercados consumidores.
Referências

BOCK, Ana M. Bahia; FURTADO, Odair; TEIXEIRA, Maria de Lourdes Trassi. Psicologias: uma introdução ao estudo de psicologia. 13ª ed. São Paulo: Editora Saraiva, 1999.

GALLIANO, Alfredo Guilherme. Introdução à Sociologia. São Paulo: Harper & Row do Brasil, 1981.

HISTÓRIA do dia internacional da mulher. Disponível em:<http://www.suapesquisa.com/dia_internacional_da_mulher.htm > Acesso em: 12 mai. 2014.

LAKATOS, Eva Maria. Sociologia Geral. 4ª ed. São Paulo: Atlas, 1982.
RIBEIRO, Paulo Silvino. O papel da mulher na sociedade. Brasil Escola. Disponível em:<http://www.brasilescola.com/sociologia/o-papel-mulher-na-sociedade.htm>Acesso em: 12 mai. 2014.

TELES, Antônio Xavier. Psicologia Moderna. 35ª ed. São Paulo: Editora Ática, 1999.

1850
Propaganda da Caixa (Homenagem ao Dia Internacional da Mulher) - Ano 2014
Comercial que aborda a evolução da mulher ao longo dos anos.
Integrantes: Flávia Caetité, Lucas Araújo e Marina Alves
Considerações finais
Hoje as mulheres não ficam apenas restritas ao lar (como donas de casa), mas comandam escolas, universidades, empresas, cidades e, até mesmo, países,
a exemplo da presidenta Dilma Roussef, primeira mulher a assumir o cargo mais importante da República. Dessa forma, se por um lado a inversão dos papéis sociais ilustrada pela campanha publicitária (citada no texto) de um automóvel está em dissonância com um passado não tão distante, por outro lado mostra os sinais de um novo tempo que já se iniciou. Com isso, o mercado identificou a mulher como grande potencial consumidor e passaram a aproveitar desse momento para valorizar sua imagem nas mídias. Contudo, avanços à parte, é preciso que se diga que as questões de gênero no Brasil e no mundo devem sempre estar na pauta das discussões da sociedade civil e do Estado, dada a importância da defesa dos direitos e da igualdade entre os indivíduos na construção de um mundo mais justo.

Full transcript