Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

A Arte de Argumentar: Gerenciando Razão e Emoção (grupo 2)

Resumo dinâmico das páginas 37 a 64 do livro "A Arte de Argumentar". Orientador: Professora Nancy Ribeiro. Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
by

Nathalia F

on 23 April 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of A Arte de Argumentar: Gerenciando Razão e Emoção (grupo 2)

A ARTE DE ARGUMENTAR GERENCIANDO RAZÃO E EMOÇÃO CONDIÇÕES DA ARGUMENTAÇÃO Ter definida uma
tese e saber para
que tipo de problema
essa tese é resposta. Ter uma linguagem
comum com
o auditório. Ter um contato
positivo com
o auditório. Agir de forma ética. O AUDITÓRIO CONVENCENDO AS PESSOAS TESE DE ADESÃO INICIAL FATOS PRESUNÇÕES meu amigo não
está presente meu amigo não está presente pode estar preso no trânsito, pode ter esquecido, pode ter recebido uma visita inesperada AS TÉCNICAS
ARGUMENTATIVAS ARGUMENTOS
QUASE LÓGICOS ARGUMENTOS
FUNDAMENTADOS NA ESTRUTURA DO REAL compatibilidade e incompatibilidade lombadas nas ruas - incompatível com emergências de incêndio e transporte de idosos regra de justiça os que não têm hábito de andar em alta velocidade também são prejudicados retorsão usar os próprios argumentos do autor contra ele, como os debates jurídicos que baseiam-se no direito positivo ridículo valer-se da ironia para continuar a argumentação do interlocutor, por mais que pareça ridículo definição lógica -


expressiva -

normativa -

etimológica - gênero + diferenças "lâmpada é um iluminador de vidro, elétrico, com gás inerte e filamentos de tungstênio" ponto de vista poético e não-lógico "janela é oportunidade de contemplar o verde" acordo de sentido com o auditório "tomemos como início da vida o nascimento" origem das palavras "átomo: 'á' é negação e 'tomo' é divisão, partícula indivisível" argumento pragmático os fins justificam os meios; relação causa-efeito
ex.: superstições, estatísticas argumento do desperdício uma vez iniciado um trabalho, é preciso ir até o fim para não perder tempo e investimento
ex.: não abandonar curso, arrepender-se dos pecados argumentação pelo exemplo citação de célebres por sua conduta
ex.: Idade de Tancredo era 'avançada' para a presidência, ele afirmou "Nero incendiou Roma com 23 anos e Churchill venceu os nazistas com 71" argumentação pelo modelo/antimodelo variação do exemplo - aquilo que se deve ou não seguir
ex.: pai alcoólatra argumentação pela analogia usar um fato de relação analógica com a tese de adesão inicial
ex.: "ajudar pessoas ingratas é como lançar semente da terra estéril, dar conselhos a um morto, falar em voz baixa a um surdo"
Full transcript