Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Metais no Organismo Humano

No description
by

Ana Santos

on 23 May 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Metais no Organismo Humano

Metais no Organismo Humano
Metais Essenciais e Metais Tóxicos
Ambivalência dos Metais
Os metais são necessários para muitas das funções vitais do organismo humano.
A ausência de alguns deles pode provocar doenças graves, como por exemplo: anemia, por deficiência de ferro; retardamento do crescimento de crianças, por falta de zinco e má formação óssea em crianças, por falta de cálcio.
Contudo, estes metais em excesso podem causar graves problemas no
organismo, podendo mesmo levar até à morte. São exemplos comuns: o arsénio, o chumbo, o crómio e o mercúrio.

Metais no Organismo
Metais Essenciais
Metais Tóxicos
Para concluir...
Metais Essenciais
Metais Tóxicos
Mercúrio;
Chumbo;
Cádmio;
Arsénio.
O corpo possui mecanismos homeostáticos capazes de regular a sua ingestão e excreção de modo a manter constantes os níveis necessários ao organismo.
Cálcio (Ca)
Componente vital para a constituição óssea;
Função metabólica importante nas contrações musculares.
Excesso de Cálcio
Depressão;
Fraqueza muscular;
Dificuldades de memorização;
Pedra no rim.
Escassez de Cálcio
Irritabilidade;
Unhas quebradiças;
Insónias;
Enfraquecimento dos ossos.
Osteoporose
Sódio (Na)
Estimula os músculos fibrosos e a transmissão neuronal;
Co-fator de diferentes sistemas enzimáticos.
Excesso de Sódio
Problemas de hipertensão;
Distúrbios cardíacos;
Paralisação do sistema nervoso central.
Escassez de Sódio
Enfraquecimento muscular;
Desordem no desenvolvimento da massa corporal;
Cansaço.
Potássio (K)
Estimulador dos músculos fibrosos;
Estimulador da transmissão neuronal.
Excesso de Potássio
Diarreia;
Insuficiência renal;
Paralisação do sistema nervoso central.
Escassez de Potássio
Fraqueza muscular;
Desorientação;
Fadiga.
Magnésio (Mg)
Transferência de fosfatos;
Co-fator em diversos sistemas enzimáticos;
Vital para o metabolismo do cálcio, vitamina C, fósforo, sódio e potássio.
Excesso de Magnésio
Fraqueza muscular;
Náuseas;
Insuficiência respiratória;
Boca seca;
Sede constante;
Rubor facial.
Escassez de Magnésio
Osteoporose;
Depressão;
Irritação;
Endurecimento das artérias;
Calcificação das cartilagens.
Ferro (Fe)
Presente na estrutura da hemoglobina;
Participa na síntese de moléculas e enzimas relacionadas com a síntese de DNA;
Absorção e transporte de oxigénio no sangue.
Excesso de Ferro
Cancro;
Doenças degenerativas (Parkinson);
Doenças cardíacas;
Redução imunitária;
Hemocromatose.
Escassez de Ferro
Anemia;
Fadiga;
Menor capacidade de concentração;
Dificuldades de aprendizagem.
Os metais tóxicos são elementos cuja acumulação pode provocar efeitos graves ao nível neurológico, pulmonar, cardiovascular, hematológico, renal, ósseo e morfológico dos seres vivos.
Arsénio (As)
Prejudica os sistemas respiratório, digestivo, nervoso e cardiovascular.
Implica sérios problemas para a vitalidade dos orgãos associados a estes sistemas.
Mercúrio (Hg)
Afeta o sistema nervoso central, provocando lesões no córtex e na capa granular do cérebro;
Provoca alterações nos órgãos do sistema cardiovascular;
Provoca perda de coordenação dos movimentos, dificuldade em falar, comer e ouvir, além de atrofia e lesões renais, urogenitais e endócrinas.
Chumbo (Pb)
Induz alterações no sangue e na urina;
Ocasiona problemas respiratórios;
Provoca alterações renais e neurológicas;
Provoca graves alterações no desenvolvimento cerebral das crianças;
Induz estados de agitação, epilepsia, tremores, perda de capacidade intelectual e anemia.
Cádmio (Cd)
• Provoca alterações no sistema nervoso central e no sistema respiratório;
• Ocasiona edemas pulmonares, o cancro do pulmão e irritações no trato respiratório;
• Provoca a perda de olfato, a formação de anéis amarelos no colo dos dentes, a redução na produção de glóbulos vermelhos e a remoção de cálcio dos ossos.

A carência ou o excesso de determinados metais ou de quaisquer outros elementos químicos no nosso organismo pode ser prejudicial à saúde, como já foi observado anteriormente. Um desequilíbrio na concentração de alguns destes elementos pode provocar a morte.
Ana Santos
12º ano
Química
Full transcript