Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Gestão da Qualidade - Philip Crosby

No description
by

Ana Porto

on 15 September 2012

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Gestão da Qualidade - Philip Crosby

? 4 P. Crosby era o filho mais velho de dois irmãos, nasceu em Wheeling em West Virginia, uma típica cidade do interior que, na década de 30, devido à recessão vivida nos EUA após a crise das bolsas de 1928, sofreu com a emigração de parte de sua população. Philip Crosby cresceu nesse ambiente tranqüilo e pacato. A Vida de Philip Bayard Crosby A infância clássica dos anos 30... Diariamente entregava jornais antes da escola.
Na adolescência, trabalhava nos finais de semana como carregador de tacos de golfe no clube da cidade.
Trabalhou como salva-vidas na piscina da cidade durante o verão e jogava futebol americano na escola. Philip Crosby alistou-se na marinha de norte-americana em 1944, quando cursava o último ano do high school (ensino médio), em meio a Segunda Guerra Mundial. Embarcou em San Diego no navio de transporte de tropas USS Kenton, em sua primeira viagem para o Oceano Pacífico, algumas semanas após ter feito 18 anos de idade.
Não foi considerado apto para o combate e foi designado à escola da unidade hospitalar da marinha, por necessitar de óculos.
Sua tarefa consistia em fazer uma avaliação inicial da gravidade dos ferimentos dos soldados quando eram trazidos a bordo a fim de estabelecer a prioridade de seu atendimento pelos médicos.
Nessa época começou a cogitar a possibilidade de estudar medicina, seu pai era médico quiropodista.
Foi durante este período que aprendeu sobre a importância da prevenção. Alistamento na Marinha e os estudos em Medicina Em 1946 foi licenciado da marinha após o fim da guerra. Matriculou-se no Ohio College of Podiatric Medicine aproveitando que os benefícios para os veteranos de guerra incluíam bolsas de estudo para aqueles que desejassem uma carreira universitária.

Casou-se em 1947 com Shirley Jones, uma colega de classe e passou a vender sapatos num shopping Center da cidade, para sustentar sua nova família e estudar ao mesmo tempo. Sempre faltava dinheiro, assim, nas viagens para visitar seus pais, ele viajava de carona e ela de ônibus, para economizar.

Em 1950 formou-se MÉDICO QUIROPODISTA (Técnico em tratamento das mãos e pés) e passou a trabalhar com o pai.

Shirley, sua esposa foi trabalhar numa fábrica de brinquedos e ele trabalhava à noite num restaurante de propriedade do pai, para reforçar os magros ingressos de dinheiro da família e também começou a escrever artigos para o jornal da cidade, descobrindo que essa atividade lhe produzia bastantes satisfações. Foi chamado novamente para atuar na guerra da Coréia na unidade médica da marinha em 1951. Mudaram-se semanas depois para Carolina do Norte para atuar no Hospital da Marinha, enquanto Shirley foi morar com seus pais. Após um ano foi novamente licenciado decidindo abandonar a medicina, pois, segundo ele, não lhe interessava o suficiente. Começou imediatamente a buscar uma nova carreira profissional que lhe despertasse mais interesse, mas, ainda estavam pressionados pela falta de dinheiro. O retorno à Guerra e o abandono da Medicina -GESTÃO DA QUALIDADE -
Philip Crosby Iniciou na CROSLEY CORPORATION na cidade de RICHMOND no estado de INDIANA como INSPETOR DE CIRCUITOS ELETRÔNICOS. A empresa fabricava refrigeradores, ar condicionado e controles anti-incêndio para aviões B-47. O início na Indústria Foi convidado a associar-se à American Society for Quality Control (ASQC). Nessa época começou a atuar no controle da qualidade.






Suas idéias não originaram no ambiente acadêmico e sim na experiência prática. Como pensador e filósofo moderno, se fundamentou em mais de 40 anos de experiências vividas. O começo na área da Qualidade: Crosby disse à esposa: "Os conceitos do controle da qualidade são opostos à medicina. Ao invés de prevenir os problemas e curar as doenças causadas, eles registram cuidadosamente quem morreu e qual a causa. A forma como é praticado necessita ser reformado”. A Medicina X Qualidade Começou a dedicar-se estudando á noite e lendo bibliografias de pessoas bem sucedidas. Percebeu que essas pessoas tinham a “COMUNICAÇÃO COM EFETIVIDADE”.
em sua biografia ele relata que nessa época ninguém queria lhe ouvir.
Deixou de falar sobre suas ideias e desejou se tornar um EXECUTIVO para ter o poder de influenciar outras empresas, para isso foi necessário sair da linha de montagem. A busca pelo sucesso 1955 - saiu da Crosley e foi para BENDIX CORPORATION, empresa que fabricava os Mísseis TALOS para a marinha trabalhar como técnico de controle de qualidade, investigava as falhas descobertas nos ensaios e nas inspeções.

1957 - entrou na MARTIN MARIETTA COMPANY grande fornecedor do programa aeroespacial do governo norte-americano e do dep. de defesa, permanecendo por OITO ANOS. Hoje a empresa chama-se LOCKHEED MARTIN.

Nessa época começou a escrever para diversos jornais e revistas e iniciou a carreira de palestrante.

 Em 1961 foi promovido a GERENTE DE QUALIDADE e lançou o
CONCEITO DE ZERO DEFEITOS. 1965 - foi convidado para trabalhar na Qualihone and Telegraph (ITT) na posição de DIRETOR. Um dos maiores conglomerados de empresas no mundo com empresas em todos os setores, desde alimentos, hotelaria, manufatura até tecnologia e comunicações. A ITT tinha 350.000 funcionários ao redor do mundo e um faturamento anual na época de 15 bilhões de dólares. Permaneceu lá por quatorze anos.
Tornou a ITT um padrão de qualidade em todo o mundo.
1968 - Promovido Vice-presidente Mundial da Qualidade; Dedicou-se a ensinar empresários, executivos e gerentes como estabelecer, firmar e perpetuar em suas organizações uma cultura da qualidade orientada a prevenção e a fazer certo da primeira vez, decidiu deixar a ITT e fundar a Philip Crosby Associates Inc., que começou a operar em 1º de julho de 1979. A qualidade é o cumprimento dos requisitos para produtos e serviços, que visa conscientizar as pessoas a fazerem certo logo na primeira vez;
A qualidade é conseguida por meio de prevenção, ou seja, envolve planejamento e análise dos processos para determinar onde ocorrem os erros, seguido de medidas para impedir que aconteçam; PRINCÍPIOS O padrão de desempenho para a qualidade é o “zero defeito”, não níveis de qualidade aceitáveis, que parte do pressuposto de que os erros são causados por dois fatores (falta de conhecimento e falta de atenção);

A qualidade é medida pelo preço da não-conformidade, não por índices, onde é calculado o custo de se fazer as coisas mal feitas, o que leva à repetição de tarefas, revisões e tempo de parada. - Comprometimento da gerência
- Formação de equipe para a melhoria da qualidade
- Medição ou cálculo da qualidade
- Avaliação do custo da qualidade
- Conscientização para a qualidade
- Ação corretiva
- Planejamento do dia de “Zero Defeito”
- Treinamento dos funcionários
- Dia do “Zero Defeito”
- Estabelecimento de metas
- Remoção das causas de erro
- Reconhecimento dos que cumprem as metas
- Conselhos de qualidade
- Recomeçar do princípio LIVROS PUBLICADOS Teorias Metodológicas 1979 - 1º lIVRO PUBLICADO P. Crosby dedicou sua vida profissional a seu objetivo profissional, que seria transformar os conceitos da qualidade em uma linguagem que todos pudessem entender. Traduzir a linguagem técnica para uma linguagem
comum e compreensível era sua maior contribuição A gestão da Qualidade era a sua preocupação
e não os sistemas de qualidade ' Fundou o Quality College OBJETIVO: estruturar e ministrar as aulas , cursos e seminários criados pela Philip Crosby Associates.
1º cliente - IBM, seguida das empresas: General Motors, Motorola, Xerox, 3M, Chrysler, General Elétric, Jonhson & Jonhson, ICI, Abbott Laboratories entre outras diversas empresas, hospitais, organizações do governo, de todos os setores, ao redor do mundo O custo de fazer errado:
Preço do Não-cumprimento A BBC de Londres produziu um filme chamado The Quality Man (o Homem da Qualidade) em 1981, onde Philip Crosby apresentava sua filosofia. Como cenário foi utilizado um dos lugares preferidos dele: um campo de golfe na Escócia onde ele praticava seu esporte favorito. Ele ilustrava as bases de seu pensamento através do jogo de golfe. Quality without Tears (1984) - Qualidade sem Lágrima - José Olympio Editora;
Running Things (1986); Eternally Successful Organization (1988);
Let’s talk Quality (1989) – Qualidade Falando Sério. Editora Makron; Leading (1990) - Liderança Editora Makron;
Completeness: Quality in the 21st century (1992) - Integraçao: Qualidade e Recursos Humanos. Editora Makron;
Absolutes of Leadership (1996) - Princípios Absolutos da Liderança. Ed. Makron;
Quality is Still Free (1996);
Reflections on Quality (1996);
Quality and Me (1999). Crosby escreveu centenas de artigos, palestras, vídeos e cursos além de mais dez livros e vários foram traduzidos para o português 2002 - Philip Crosby foi nomeado o décimo nono membro honorário do American Society of Quality (ASQ) desde sua fundação em 1946, o máximo reconhecimento que confere essa instituição. 1991- retirou-se da Philip Crosby Associates, Inc e fundou a Career IV viajando pelo mundo para palestras, conferências e seminários.

1996- retornou a Philip Crosby Associates reestruturando totalmente a companhia objetivando sinalizar a nova época. Conceito de Zero defeitos desenvolvido para se contrapor aos conceitos convencionais desníveis de qualidade aceitaveis - NQA que falavam da inevitabilidade das falhas.
Apenas os empresários japoneses entenderam conceito e o colocaram em prática. A Filosofia Enraizar e firmar o hábito entre os colaboradores e fornecedores Os paradigmas Qualidade: excelência
Qualidade é mensurável?
Qualidade demais é antieconômico
Problemas com a Qualidade
Responsabilidade da Qualidade Elementos Tornar uma organização confiável é a principal função da Gestão da Qualidade, para isso são necessários elementos: 1 - POLÍTICA CLARA - " A política que trata do padrão de desempenho e da ética do trabalho é a política mais importante à ser desenvolvida pelas organizações que almejam tornarem-se confiáveis"
"É necessário que estejam profundamente inseridas e arraigadas no espírito da organização
2 - EDUCAÇÃO - " Investimento mais valioso..." Todos os integrantes da organização devem entender e praticar os "Princípios da Gestão da Qualidade"
3 - REQUISITOS - todos devem conhecer os produtos e serviços, seu papel pessoal na organização, descrever o trabalho, usando a descrição para realizar as tarefas. Para que atendam as necessidades e possam ser determinados e após definidas as operações, a gerência precisa conhecer as necessidades.
4 - PERSISTÊNCIA - As lideranças devem ser persistentes para construir a organização confiável. Significa ser consistente e coerente, o andamento do processo deve ser conforme combinado.
Full transcript