Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Jardim EUROPEU - InGlÊs e Francês

No description
by

Alexsandro Dantas

on 30 March 2015

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Jardim EUROPEU - InGlÊs e Francês

INTRODUÇÃO
Como tudo começou a muito tempo atrás, longe de qualquer coisa. Como tudo começou a muito tempo atrás, longe de qualquer coisa. Como tudo começou a muito tempo atrás, longe de qualquer coisa. Como tudo começou a muito tempo atrás, longe de qualquer coisa. Como tudo começou a muito tempo atrás, longe de qualquer coisa. Como tudo começou a muito tempo atrás, longe de qualquer coisa. Como tudo começou a muito tempo atrás, longe de qualquer coisa. Como tudo começou a muito tempo atrás, longe de qualquer coisa.
Jardim EUROPEU InGlÊs e Francês
COMPONENTES:

Alexsandro Dantas
Grazielle Bezerra
Isaque Guilguer
Rayane Fernandes
Ronny Rodrigo
Thiago Eduardo

A HISTÓRIA DOS JARDINS
Renascimento
INTRODUÇÃO
CARACTERÍSTICAS GERAIS
JARDIM ESTILO EUROPEU
Estilo mais Clássico.
Plantas Podadas em Topiaria.
Formatos geométricos.
Simetria.

 Flores sazonais preenchendo canteiros sinuosos ou retos.
Bancos, fontes ou lagos, vasos grandes, esculturas, arcos para trepadeiras em flor, gramado cercado de acordo com a dimensão do jardim.
Manutenção: Constantes podas para manter o forma das plantas e troca de flores.

PRINCIPAIS ESPÉCIES
JARDIM EUROPEU

Essa vegetação apresenta folhas decíduas (que caem durante o Inverno) ou são sempre verdes.

É permitido misturar vários tipos de floríferas, folhagens, arbustos e até mesmo ervas, desde que as espécies exijam pouca manutenção.

- Topiaria: os buxinhos e as eugênias;

Cerca viva: ligustro, murta, viburno, caliandra.

Jardim do palácio rural na Inglaterra. Suas mais de 16 mil  árvores formam um percurso de cerca viva que cobre mais de 3 km de caminhos. As pontes de madeira construídas dentro do terreno revelam um labirinto com três dimensões.

- Composição do estilo: coníferas como junípero, kaizuca, tuias.

- Arbustos: azaléias, camélias, gardênias, jasmins.

- Trepadeiras: a roseira é a preferida para esse estilo de jardim.

O PAISAGISMO FRANCÊS
O SURGIMENTO

O jardim francês surgiu com o estilo renascentista do século XVII, época em que os jardins passaram a assumir o papel de complemento da arquitetura monumental, sempre usando acessórios como chafarizes, lagos, fontes, estatuas e pérgolas em sua estrutura.

O Barroco, movimento artístico difundido entre os séculos 16 e 18, influenciou diretamente a maneira de projetar jardins, dando vida a este estilo que, é marcado pela extrema organização, formalidade, simetria de plantas e recursos paisagísticos.


Novas ideias foram introduzidas por arquitetos italianos que trabalhavam na corte francesa, assim, os jardins franceses tiveram características semelhantes aos jardins italianos.


Inspirados nos jardins italianos para compor o seu modelo, que combina os recursos naturais com os artificiais.
Esse estilo de jardim ressalta as construções, reafirmando a superioridade da nobreza em relação aos servos

COMPOSIÇÃO ESTILO FRANCÊS
- Os estilo francês baseia-se nos jardins medievais, que utilizam canteiros com flores, ervas medicinais, pergolados, caramanchões, fontes, bancos e esculturas que dão contornos temáticos a cada parte do espaço verde.

Composição:

Geométrico (Perceptíveis nos caminhos e passeios da vegetação);
Rígida distribuição axial;
Simetria;
Perspectiva ;
Uso de topiarias (cercas vivas e arbustos são compactos e sempre verdes;
Sensação de grandiosidade.

- Há Caminhos de Cascalho, esculturas enfileiradas ou
alternadas com topiaria, bordados de solo e espaço centrais com fontes.

Roseiras, tulipas, azaléias, ciprestre e bruxinhos dominam esse estilo, são posicionadas em canteiros delimitados ou em casos e jardineiras. Flores de clima temperado e mediterrâneo também podem ser utilizadas para compor o estilo.

André Le Notrê (1613 – 1700)
Paisagista Francês.
O PAISAGISMO INGLÊS
O SURGIMENTO DO ESTILO

Segundo Montenegro (1983), a mais antiga menção de ajardinamento, vem da China, onde o homem agrupou plantas tentando imitar a natureza e este foi o embrião do Estilo Paisagístico (Inglês).

O Estilo Naturalista da China passou ao Japão no século VI, sofrendo modificações, se adaptando à cultura e filosofia do povo. Este Estilo só se tornou conhecido na Inglaterra no século XVIII, através de constantes viagem dos europeus à China, que puseram em moda o gosto pelas coisas vindas de lá.

- Antes do Estilo Inglês se firmar na própria Inglaterra, a resistência dos ingleses à influências estranhas e continentais, mantinha o seu estilo  fiel a tradição medieval. As ideias do Renascimento foram abrindo caminho, lentamente, no país.

-O Estilo Inglês ficou em evidência durante dois séculos, tornando-se em seguida complicado no traçado, com exageros na decoração e deu lugar ao Estilo Misto de jardinagem que não é preso a nenhuma regra básica, dando ao paisagista a liberdade de criação. 

COMPOSIÇÃO ESTILO INGLÊS
- Características básicas: Irregularidade e a falta de simetria nos caminhos, planejados com maior liberdade e ausência de esculturas vegetais, arcos e monumentos
As primeiras Características do Jardim Inglês são:

- Linhas graciosas;

- Amplas extensões verdes (gramados);

- Terreno acidentado que possibilita a visão de belas perspectivas;

- Pequenos bosques, compostos de plantas da mesma ou de espécies diferentes, com ou sem divergência nas colorações;

- Grupos de árvores não muito numerosas;
Plantas Isoladas;


William Kent (1684-1740) -arquiteto, pintor, paisagista  e desenhista de interiores Inglês.
- Inspiração: 
Influência direta da cultura europeia, reviver o estilo Palladiano na Inglaterra (empirismo e idealismo), fundamentada na simetria, na perspectiva e nos valores da arquitetura clássica greco-romana.
Trabalhos na arquitetura:  Holkham Hall.

- Paisagismo:
Foi o primeiro designer de jardim que aplicou a noção de pinturas retratando a paisagem europeia em jardins reais. Além de criar jardins com alguns truques para parecer o mais natural possível.
Trabalhos paisagísticos: Stowe Landscape Garden e Rousham House.

Lancelot Brown (1715-1783) Paisagista  e  arquiteto  britânico, considerado o pai da jardinagem.
Inspiração:
Implementou plantas com flores tradicionais na estrutura da paisagem.

- Em oposição a tanta rigidez, em meados do século 18, paisagistas ingleses propuseram formas orgânicas e naturais ao jardim inglês.

- Em pouco tempo o estilo inglês estava consolidado. Lancelot Brown é considerado o pai desta técnica e assinou centenas de áreas verdes pela Europa, dentre elas, os famosos Jardins Botânicos Reais de Kew, localizados em Londres, na Inglaterra.

Humphry Repton (1724-1818)
Arquiteto e Paisagista Inglês
Inspiração: 
Jardim que incorporava a paisagem Inglesa, estilo informal ou naturalista. Repton lançou as sementes dos estilos mais intrincados e ecléticos do século 19.

- A revolução industrial (1760), a exploração demográfica nos centros urbanos, a mecanização da agricultura foram compreendidas por Repton como fatores de transformação do ambiente que exigem trabalho ordenado e criatividade paisagística.

- Reintroduziu a estrutura formal no projeto da paisagem com a criação dos primeiros grandes parques públicos como o Victoria Park em Londres (1845) e o Birkenhead Park em Liverpool (1847).

DIFERENÇA - JARDIM INGLÊS E FRANCÊS
DIFERENÇAS ENTRE OS JARDINS

MASSA MESMO ESSE TEXTO...

FIM
Primeiro Relato

Oriente Próximo
Século XV

Idade Média

Principais
países
- Em 1635, aos 22 anos de idade, André Le Nôtre foi nomeado primeiro jardineiro de Gaston d’Orleans, irmão do rei Luis XIII, trabalhou durante 20 anos no Jardin des Tuileries.

- Seus contatos, a tradição oral, o estudo de pintura e escritos ligados às técnicas de jardinagem, aliados a sua curiosidade, ampliaram sua visão e sua capacidade de expressão plástica.

- Esta bagagem de conhecimentos e vivências na jardinagem, permitiram a realização, a partir dos seus quarenta anos, um conjunto de obras marcantes das quais destacamos os jardins de Vaux-le-Vicompte e Versailles.

Full transcript