Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Copy of Copacabana

No description
by

paula sbaffi

on 12 January 2014

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Copy of Copacabana

NÃO ME ENGANA, COPACABANA! DIRETRIZES PARA O RESGATE DE UM BAIRRO.
APRESENTAÇÃO
A análise de uma cidade, de um bairro , como espaço urbano, pode ser feita através de suas linhas e formas, e por suas questões funcionais , sociais e conflitos... a proposta de trabalho que apresento é feita através também, das minhas percepções como moradora de Copacabana.

METODOLOGIA
METODOLOGIA
Dividi o trabalho em capítulos que facilitariam o entendimento deste bairro e a evolução do pensamento da pesquisa.
No capítulo I , apresento o bairro, sua localização, histórico e caracterização. Apresento também, o panorama geral da situação do bairro mostrando como "ele está ".
Também mostro dados estatísticos atuais e informações que revelam como ele se urbanizou, consolidou e sua imagem no “senso comum”atual.
METODOLOGIA
No capitulo II abordei a evolução legislativa, ponto importante para o entendimento do bairro e contextualizando com as transformações do bairro e da cidade do Rio de Janeiro.
Trabalhei a partir da comparação e da observação dos efeitos da legislação para o bairro .

PONTO IMPORTANTE:Compreendi que verticalização e a consolidação do bairro foram incentivadas pela legislação , mas existiu o interesse do mercado imobiliário e apoiado pelo poder público, que formaram parcerias importantes no passado, que consolidaram na massa edificada.
APRESENTAÇÃO
O TRABALHO TEÓRICO, FAZ UMA ABORDAGEM EXPERIMENTAL E REFLEXIVA SOBRE O BAIRRO DE COPACABANA ,SE BASEANDO TAMBÉM EM DADOS MAIS RECENTES OBTIDOS NESTA PESQUISA
O MOTIVO DO TEMA:
Durante a faculdade, tive interesse de estudar a cidade ,os bairros ,as ruas e as diferentes escalas ...
as subjetividades do espaço urbano e o homem incerido neste meio físico.Percebi o bairro onde morava, como tema importante de TFG para ser discutido e que poderia ter contribuição para o meio acadêmico.
TEMA
O bairro de Copacabana durante muito tempo foi considerado estagnado mas recentemente, notei mudanças que nunca como a maior internacionalização do bairro ( resgate do "glamour" dos anos 20) , a falta de apego da população pelo patrimônio público existente e falta de permanência nos espaços livres do bairro. Percebi também o aumento da quantidade de turistas e os albergues.
APRESENTAÇÃO
METODOLOGIA
PARA A REALIZAÇÃO DO TRABALHO FORAM REALIZADOS:
PESQUISA HISTÓRICA ;
CARACTERIZAÇÃO DO BAIRRO;
ENTREVISTAS COM MORADORES;
MAPEAMENTOS;
REGISTROS FOTOGRÁFICOS;
PESQUISA DA EVOLUÇÃO DA LEGISLAÇÃO;
LEITURAS DE ARTIGOS E LIVROS;
ANÁLISE e INTERPRETAÇÃO DE DADOS .

METODOLOGIA
AS DIFICULDADES ENCONTRADAS FORAM MUITAS, NÃO SÓ POR SE TRATAR DE UM TRABALHO TEÓRICO COM MUITA PESQUISA E LEITURA , MAS PELA NECESSIDADE DE ENTENDER O BAIRRO POR UM CERTO DISTANCIAMENTO NECESSÁRIO, E NÃO COMO MORADORA.



TENTEI AO LONGO DO TRABALHO BUSCAR DADOS MAIS RECENTES , CONTEXTUALIZANDO COM A LEGISLAÇÃO.

Visando aprofundar a pesquisa, no capítulo III abordo os agentes produtores do espaço, como a população, os promotores imobiliários e o poder público.
E finalmente, no capítulo IV, detalho as trasformações no bairro e suas possíveis consequências, proponho o adequamento da legislação vigente diante da produção de hotéis, uma proposta de integração de espaços públicos com diretrizes urbanas,

Procurei colocar o trabalho dentro deste universo e foco, sempre querendo entender seus direcionamentos futuros, contextualizando-o dentro da sua dinâmica atual: o turismo e o marketing da cidade do Rio de Janeiro


Copacabana, volte para mim!
LOCALIZAÇÃO
CARACTERIZAÇÃO -DADOS
'
CARACTERIZAÇÃO
O bairro segundo os últimos censos , apresenta estabilidade da população residente e aumento no número de residências.
Fonte: http://www.fau.ufrj.br/prolugar/arq_pdf/dissertacoes/Dissert_Rogerio/tese_rogerio.pdf
O bairro possui grande diversidade econômica e comercial, com muitas edificações de uso misto.

No decorrer história Copacabana foi densamente ocupada:1920-1960
É ainda considerado um bairro de idosos.Ao analisarmos as RA’s , realmente Copacabana agrupa quase 27% de idosos do total da RA, e cerca de quase 30 % de idosos do total do bairro.
A densidade do bairro é aproximadamente 35 hab/km²
NO BAIRRO , PREDOMINAM FARMÁCIAS(85), BANCOS E PETSHOPS.
DO TOTAL DE DOMICÍLIOS QUASE 15 MIL ESTÃO VAGOS-POPULAÇÃO FLUTUANTE
Consumo Per Capita Urbano da Região Administrativa Copacabana em R$/ano.

é de 44.024,97



Liçençiamentos 2012-SMU
Segundo o Censo 2010, o bairro de Copacabana tem uma área que atinge 410,09 ha onde reside uma população de 146.392 habitantes em 81.188 domicílios. Os Bairros de Copacabana e Leme constituem a V Região Administrativa de Copacabana, Área de Planejamento 02.
O bairro faz divisa com Lagoa, Ipanema, Botafogo e Leme.
Possui 101 quarteirões, 79 ruas, seis avenidas, sete travessas, quatro ladeiras e três favelas(Pavão-Pavãozinho, Cabritos e Ladeira dos Tabajaras) numa área de 7,84 km

EVOLUÇÃO DA LEGISLAÇÃO
A legislação no bairro evolui a partir de sua ocupação.Previamente houve o interesse imobiliário que promoveu abertura dos acessos pela linha de bonde e túneis : O túnel velho e o túnel novo, 1892 e 1906.
Dois planos urbanísticos foram importantes para o bairro: Agache-1930 e Doxíades -1965
.
Apesar de não executado totalmente, o plano apresenta o idéias higienistas (Agache) , ventilação e circulação de pedestres,(Doxíades) já se preocupando com as questões da densidade e das áreas verdes.
Durante o período de 30 -60, o bairro foi construído com gabaritos de 12 e 35 pavimentos (orla), ou seja, se permitiu construções que mudaram o perfil do bairro de casas para apartamentos.
As legislações que mais influenciaram o bairro foram:
O Decreto nº 2.087/25, zoneou a cidade e permitiu que Copacabana tivesse gabaritos de até seis pavimentos ou 21 metros.Nesta lei, se previa o aumento populacional da cidade e assim, se cria condições de mercado para incorporar esta situação.
O decreto 6000/37 , outro zoneamnto importante gerou muitas consequências para a cidade e bairros, Em Copacabana ficou como zonas residencial I ( Avenida Atlântica e Princesa Isabel) e II ( resto do bairro) permitindo de 2 a 10 pavimentos ou em alguns casos mais.

As plantas de zoneamentos de 1946 e de 1958 , criam gabaritos de 3 a 12 pavimentos e 4 a 14 respectivamente.
Em todos estes zoneamentos existem quadras internas livres, depois modificadas, mostrando a influência de Agache na estética edificada do bairro.O zoneamento troxe para Copacabana adensamento e especulação imobiliária onde se formaram os quitinettes e conjugados de 30m².

O Decreto nº 322/76, ainda hoje usado em áreas do Rio de Janeiro, permite a construção em Copacabana, de garagens em até quatro pavimentos, sem contar como número de pavimentos além dos gabarito permitido, ocupando 100% do lote,
O Decreto é um zoneamento totalizante para o Rio de Janeiro onde se especifica áreas residênciais R1, R2 para Copacabana, sendo totalizadas 6 para o município

Neste Decreto se estabeleceu maior número de zonas municipais, define as ATEs (área total edificada), os CBs(Centro de Bairros), PAALs( Projeto Aprovado de Aprovado de Alinhamento), PAL( Projeto Aprovado de Loteamento),define núnero de vagas de estacionamento por áreas de unidades residênciais, tipos comerciais, ect
Nos anos 80 e 90 se criaram as áreas de proteção ambiental e cultural, como a Lei nº 2.087 /94 , N 17.731/99 e a lei 1390/89 em vigor ainda hoje.As APACs e APAs, são experiências relativamente recentes. APAC(Área de Proteção do Ambiente Cultural ) Lido, de 1992, e Bairro Peixoto, de 1990, representam avanços da questão patrimonial .
12 metros
40 metros
como você é...
ELE ESTÁ ASSIM...
O senso comum diz que o bairro de Copacabana é um bairro de idosos... um bairro estagnado e sem grandes transformações... parado no tempo.
No desenvolvimento do trabalho se identificou os agentes produtores :
-A mídia;
-O promotores imobiliários;
-O poder público;
-A população.

MOTIVOS
CITY MARKETING E A ESPETACULARIZAÇÃO DA CIDADE ;MEGAEVENTOS ;

A FORÇA DO TURISMO , AS UPPs E AS ESTRATÉGIAS GOVERNAMENTAIS DE RESGATE DO BAIRRO , ( OBRAS DE EMBELEZAMENTO E INFRAESTRUTURA ), TRANSFORMAM O BAIRRO JÁ INTERACIONALIZADO E FAMOSO, EM UM LOCAL MAIS ATRATIVO E "SEGURO" , AMPLIANDO SEU APELO TURÍSTICO.
No censo de 2010, o bairro conta com mais de 146.000 residentes. porém se observa uma perda populacional desde a década de 70;
O número de idosos com mais de 80 anos aumentou de 7 mil para mais de 11 mil idosos: estigmatização;
Desvalorização do interesse
imobiliário devido a falta de terrenos:
poucos liçenciamentos ;
A subutilização dos espaços
púbicos e livres
Você está me enganando? Uma proposta para o resgate do bairro...

A LEI DE HOTÉIS 108/10; HOTÉIS!
OS ESPAÇOS ELITIZADOS;
A SUBUTILIZAÇÃO DE PRAÇAS;
REVITALIZAÇÃO :O TEATRO NET RIO E O SHOPPING CASSINO;
O MIS;
A HIPER VALORIZAÇÃO IMOBILIÁRIA;
AS UPPs;SEGURANÇA;
O AUMENTO DE TURISTAS;
O AUMENTO DOS PREÇOS;
A DEMOLIÇÃO/ MUDANÇA DE USO DE PRÉDIOS RESIDENCIAIS/ RESIDÊNCIAS.






RESGATE DO BAIRRO
PRAÇA
Fonte:IPP
OBJETIVOS DO TRABALHO:
PROBLEMATIZAÇÃO:A APARENTE ESTAGNAÇÃO DO BAIRRO FRENTE O FERVOR DAS MUDANÇAS ATUAIS:como a construção de hotéis ( Megaeventos) e suas consequêcias.
Na minha proposta de trabalho, irei sugerir novas diretrizes legislativas, as compatibizando o equilíbrio entre a população e o turismo.

Irei também propor um estudo preliminar de uma praça , uma proposta de ciclovias como exemplos de integração dos espaços públicos, além de diretrizes projetuais urbanas.

OBJETIVOS DO TRABALHO
Como você parece ser...
Fonte:SMU
Fonte:CARDEMAN, David; CARDEMAN, Rogerio G.. O Rio de Janeiro nas Alturas. Mauad: Rio de Janeiro, 2004
Fonte:INFORMAÇÕES SOCIOECONÔMICAS DA REGIÃO ADMINISTRATIVA COPACABANA-SEBRAE-2009
Fonte:IPP
fonte:SMU
fonte:SMU
fonte:SMU
O BAIRRO HOJE:
FONTE:GOOGLE

Art. 12. Na V Região Administrativa – V RA - Copacabana e Leme – fica permitida a construção de edificação destinada a serviço de hospedagem, não afastada das divisas, respeitando os gabaritos máximos determinados pelo Projeto Aprovado de Loteamento - PAL 22.351 ( gabarito de 4 a 14 pavimentos) e PAL 33.100 ( gabaritos de 5 a 13 pavimentos) e pela legislação específica para as Áreas de Proteção Ambiental e Cultural, devendo obedecer à volumetria definida para hotel e à Lei Complementar nº 47, de 1º de dezembro de 2000.”LC 108/10
MODELO DE EP
Atualmente existem insentivos fiscais, para construtoras e indústria hoteleira, como os Projetos de Lei Complementar (PLC) nº 44/2010 e 716/2010 , que integram o chamado “plano de incentivo para ampliação da capacidade de hospedagem na Cidade do Rio de Janeiro”, visando à realização da Copa do Mundo de 2014 e dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016.
“Art. 19. Ficam isentos do ISS os serviços que sejam diretamente relacionados à realização da Copa das Confederações de 2013 ou à Copa do Mundo de 2014.

Isenção do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana – IPTU e Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis e de Direitos a Eles Relativos - ITBI para imóveis utilizados pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e das Taxas e Contribuições Municipais.

DIRETRIZ PRINCIPAL DO PROJETO:
criar novos elementos que fortaleçam o espaço público.
DIRETRIZES UNIVERSAIS
• Maximizar o papel do pedestre no meio físico priorizando a sua circulação;
• Alta qualidade do cenário urbano: material, desenho e construção;
• Criação de ciclovias sinalizanadas e conexas;
• Escala humana , acessibilidade –desenho universal- utilização equitativa, flexibilidade de utilização, utilização intuitiva dos equipamentos;
Coerência projetual;
Reaproveitamento dos equipamentos existente
Identidade visual, materiais e ambiente físico e mobiliário urbano;
Muitas construções de hotéis estão sendo feitas em áreas de CB3 e CB2, o trabalho irá propor a adequação desses empreendimentos , pois não estão sendo levados em cota os impactos para o bairro além de propor também equilíbrio das atividades e exigência do Relatório de Impactos de vizinhança.
Conclusões Preliminares

- Foi entendido a importância do incentivo de hotéis( "vocação" /preço da terra) para o déficit de leitos e para o desenvolvimento econômico, mas, é necessário pensar na adequação desses equipamentos no bairro;

-Existe no entanto a necessidade de promover o equilíbrio entre as atividades turísticas e a revitalização / integração dos espaços públicos ;

- Pensar na promoção de incentivos ao desenvolvimento de outros equipamentos para trazer o bairro para a população diversificando suas atividades e fomentando a multiplicidade /qualidade de usos e dos espaços de permanência.







FONTE: http://
www.portaltransparencia.gov.br/copa2014/cidades/tema.seam?tema=4&cidadeSede=10
BIBLIOGRAFIA
- ABREU,Maurício. EVOLUÇÃO URBANA DO RIO DE JANEIRO.Ed.instituto Pereira Passos.4ºedição.2006.
- ACCURSO, SILVANA TAVARES -O IMPACTO DO METRÔ NA ESTRUTURAÇÃO INTERNA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO:UM ESTUDO DE CASO. Prof. Dr. Pedro Abramo Doutor em Economia/EHESS. -Rio de Janeiro 2006
-ABRAMO , Pedro.Análise das transações imobiliárias na cidade do Rio de Janeiro, no período 1968 -1995. convênio IPP/Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro - IPPUR/UFR-2001
- CRETTON, André. Mercado Imobiliário no Rio de Janeiro: o uso dos cadastros técnicos municipais para acompanhar as mudanças da cidade- IPP/Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro.
-TRAJETÓRIAS CULTURAIS E MUSICAIS DA “PRINCESINHA DO MAR” – COPACABANA: 1946-1965 .
-SANTOS, Vicente Moreira dos, -A Internacionalização do Espaço Regional sob a Visão de Celso Furtado .
-Contagem de Estabelecimentos Comerciais com Entregas por Bicicleta em Copacabana. Rio de Janeiro /Janeiro de 2011
- CORRÊIA, Roberto Lobato.O Espaço Urbano. Editora Atica, 1989
-BORGES, Marília Vicente - ZONEAMENTO NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO:
gênese, evolução e aplicação. Orientadora: Profª. Dra. Fania Fridman
Rio de Janeiro 200
- JACOBS, Jane. Morte e Vida das Grandes Cidades. São Paulo, Martins Fontes, 2000.
-FRATUCCI, AGUINALDO CESAR. A DIMENSÃO ESPACIAL NAS POLÍTICAS PÚBLICAS
BRASILEIRAS DE TURISMO: AS POSSIBILIDADES DAS REDES REGIONAIS DE TURISMO -Niterói, 2008
-Políticas Públicas e Turismo Sustentável- Governo do Rio de Janeiro-2001
-INFORMAÇÕES SOCIOECONÔMICAS DA REGIÃO ADMINISTRATIVA COPACABANA-SEBRAE-Rio de Janeiro – 2011
-CARDEMAN, Davi; CARDEMAN, Rogério G. O Rio de Janeiro nas alturas. Rio de
Janeiro: Mauad, 2004.
-VELHO, Gilberto. A Utopia Urbana: um estudo de antropologia social. Rio de Janeiro: Editora Zahar, 1989.
- RESENDE , Vera.PLANEJAMENTO URBANO E IDEOLOGIA:Os quatro Planos para a Cidade do Rio de Janeiro.Coleção Retratos do Brasil.Vol.159.Ed.Civilização Brasileira.1982
-sites visitados:
- http://www.rio.rj.gov.br/web/smu
- http://www.observatoriodasmetropoles.ufrj.br/relatorio_arranjos_gestao_metropolitana.pdf
- http://www.skyscrapercity.com/
- http://www.rioquepassou.com.br/
- http://urbecarioca.blogspot.com.br/2013/03/rio-de-janeiro-hoteis-em-reforma-em.html
- http://blogdofavre.ig.com.br/2010/08/largada-para-novos-hoteis-no-rio-pacote-olimpico-preve-21-mil-novos-quartos-inclusive-em-areas-residenciais/
- http://www.ademi.org.br/
- http://www.rio.rj.gov.br/web/ipp/conheca-o-instituto
- http://www.ibge.gov.br/home/
-http://esportes.terra.com.br/futebol/copa-2014/hospedagem-rio-ainda-precisa-de-7-mil-leitos-ate-olimpiada-2016,375b1d81c499a310VgnCLD200000bbcceb0aRCRD.html
-http://www.rio.rj.gov.br/riotur

fonte:SEBRAE-INFORMAÇÕES SOCIO ECONÔMICAS DA RA COPACABANA-2010
15 metros
DECRETO 322/76
'
TRABALHO FINAL DE GRADUAÇÃO-UFF-2013-II
PAULA CARVALHO SBAFFI
ORIENTADORA: FERNANDA FURTADO

Fonte :google
fonte:http://www.fau.ufrj.br/prolugar/arq_pdf/dissertacoes/Dissert_Rogerio/tese_rogerio.pdf
fonte:http://www.fau.ufrj.br/prolugar/arq_pdf/dissertacoes/Dissert_Rogerio/tese_rogerio.pdf
Full transcript