Loading presentation...

Present Remotely

Send the link below via email or IM

Copy

Present to your audience

Start remote presentation

  • Invited audience members will follow you as you navigate and present
  • People invited to a presentation do not need a Prezi account
  • This link expires 10 minutes after you close the presentation
  • A maximum of 30 users can follow your presentation
  • Learn more about this feature in our knowledge base article

Do you really want to delete this prezi?

Neither you, nor the coeditors you shared it with will be able to recover it again.

DeleteCancel

Make your likes visible on Facebook?

Connect your Facebook account to Prezi and let your likes appear on your timeline.
You can change this under Settings & Account at any time.

No, thanks

Um conto de Natal, Charles Dickens

No description
by

Ana Catarina Gualberto

on 27 November 2013

Comments (0)

Please log in to add your comment.

Report abuse

Transcript of Um conto de Natal, Charles Dickens

Um conto de Natal, Charles Dickens
O autor deste conto:
É véspera de Natal. Scrooge é visitado pelo fantasma do seu falecido sócio, Jacob Marley. Este avisa-o de que será assombrado por três espíritos que tentarão salvá-lo da sorte que o espera se continuar a ser como é.
As visitas dos três espíritos de Natal
O espírito do Natal Passado
Assustador, este espírito anuncia a Scrooge uma morte solitária.
Espírito do Natal Futuro
Charles John Huffam Dickens (Portsmouth, 7 de Fevereiro de 1812 — 9 de Junho de 1870)
Este é o mais famoso dos contos de Natal deste autor. Dickens teve uma infância difícil: o pai foi preso por dívidas e ele, aos doze anos, foi obrigado a deixar a escola para trabalhar. O convívio com a pobreza extrema serviu de inspiração para grande parte das sua obras. Nelas se dá também especial atenção às crianças. A sua vasta obra é também fonte documental para o estudo da Londres vitoriana, que retratou com grande pormenor.
A personagem principal: Ebenezer Scrooge tornou-se tão popular que o seu nome é sinónimo de avarento. No entanto, neste conto, ele é sobretudo retratado como um homem que não acredita no espírito de partilha e de amor do Natal.
Em contraste com ele, temos duas personagens secundárias: o seu sobrinho Fred e o seu empregado, Bob Crachit.
Fred é um jovem negociante, rico mas simpático e generoso. Bob é pobre, tem muitos filhos para sustentar, mas vive o Natal rodeado do amor da família

Este espírito leva Scrooge a revisitar o seu passado. Ele revive a infância infeliz, a juventude alegre, o seu primeiro e único amor e vê como se transformou no homem que é.
O espírito do Natal Presente
Este espírito mostra a Scrooge como o seu sobrinho Fred ou o seu empregado Bob festejam o Natal. Mais ricos ou mais pobres, todos procuram alegrar-se e estar com quem amam.
Este conto fala sobre o
poder do amor: a falta de
amor por parte do pai faz de Scrooge um homem amargo. Ao desisitir do amor de Belle, essa faceta agrava-se. Só o amor mantém a família Crachit. O Natal é apresentado como a festa do amor.
O Conto
Assustado, Scrooge declara-se arrependido
e promete modificar-se. É determinante na
sua decisão, além do susto terrível que
apanhou, a possibilidade de salvar Tim, o
filho mais novo de Bob Crachit.
Esta história foi publicada pela primeira vez no dia 19 de dezembro de 1843.
Charles Dickens demorou seis semanas a escrever o conto.
Só no primeiro ano esgotaram-se sete edições.
A wikipedia refere 35 adaptações desta história ao teatro e 25 ao cinema.
O Conto - factos e datas
A página de rosto da 1ª edição
Os dois cavalheiros - vêm pedir a Scrooge que contribua para tornar o Natal dos pobres um pouco menos duro. Ele recusa, mas depois da visita dos espíritos muda de atitude
Outras
Personagens
Tiny Tim - o filho mais novo de Bob Crachit, anda com auxílio de uma muleta e é muito frágil. O Espírito do Natal Presente prevê a sua morte, se nada mudar.
Bibliografia / Webgrafia:
Dickens, Charles, A Christmas Carol, Penguin
http://en.wikipedia.org/wiki/A_Christmas_Carol
http://en.wikipedia.org/wiki/Adaptations_of_A_Christmas_Carol
A melhor adaptação a cinema
deste conto - pelo menos para mim...
Full transcript